Segurança dá a sua versão sobre confusão com Axl

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Paulo Andrade, Fonte: Blabbermouth
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 01/07/06. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

5000 acessosAxl Rose preso na Suécia após confusão em hotel5000 acessosAxl Rose é solto e comenta incidente na Suécia5000 acessosMais detalhes sórdidos sobre a prisão de Axl Rose


Pascal Håkansson, o segurança de hotel, pivô da confusão envolvendo Axl Rose, líder do GUNS N'ROSES, quebrou o silêncio e contou ao Aftonbladet a sua versão dos fatos ocorridos na manhã de terça. Aquele era o quarto dia de trabalho de Pascal em seu novo emprego, no Berns Hotel.

Pascal Håkansson: Axl chegou sozinho ao hotel e subiu ao seu quarto. Ele voltou em companhia de uma espécie de coordenadora, uma mulher mais velha, que seria sua 'mãe'.

Pascal Håkansson: Axl estava irritado porque as pessoas haviam deixado ele sozinho em alguma festa. Ele estava sobre efeito de algo, de mau humor, e começou a esbravejar com a mulher. Quando ele começou a bater nas paredes, eu me aproximei e pedi a ele para baixar o tom de voz.

[neste momento, o segurança se aproxima da empresária de Axl]

Pascal Håkansson: Então Axl se virou e me enpurrou, no peito e no pescoço. Eu me desequilibrei, pois não esperava aquilo, e tive de me abaixar para me recuperar. Então ele pulou sobre mim e começou a lutar. Tive de me defender de alguns murros com os braços. O agarrei pelo pescoço e o levei ao chão. Ele lutou durante cerca de um minuto; ele era forte.

[neste momento, Axl mordeu a perna do segurança]


Pascal Håkansson: Só mais tarde eu senti. Com a adrenalina, você não sente nada. Ele podia ter hepatite B ou algo do tipo. Foi muito desconfortável. É de extremo mau-gosto morder as pessoas.

Pascal Håkansson: 'Vou acabar com a sua vida' ('I'm gonna fuck your life up') ele gritava.

[enquanto o guarda-costas de Axl chega ao lobby do hotel, a polícia foi chamada]

Pascal Håkansson: O guarda costas tentou acalmá-lo. Mas Axl ameaçou demití-lo se ele interferisse. Foi neste momento que ele atirou um vaso em um espelho antigo. Ele parecia um louco, perturbado. Estava intoxicado por álcool ou algo do tipo.

[às 7h45, quatro policiais chegaram ao hotel]

Pascal Håkansson: Ele continuava se debatendo e gritando que ia transformar a minha vida em um inferno. Eu estava transtornado. A polícia pediu que eu fosse ao hospital. No hospital checaram se a mordida havia rompido tecidos, mas não havia. Foi apenas uma ferida superficial.

Pascal Håkansson: Eu trabalhei muito tempo como leão-de-chácara em nightclubs e aprendi a lidar com este tipo de coisa. Não tive tempo para ficar com medo. Mas depois que a coisa passou, aquilo me atingiu. Ele estava totalmente louco. Qualquer coisa poderia ter acontecido.

Pascal Håkansson: Ninguém me ligou. Nem a polícia, nem o promotor público, nem a equipe de Axl. Seria legal receber desculpas. Procurarei um advogado para saber o que posso fazer. Se isso tivesse ocorrido nos EUA, eu provavelmente ficaria milionário. Era o meu quarto dia de trabalho no Berns e fui informado que nada parecido jamais aconteceu lá.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Metal e HardMetal e Hard
Os álbuns mais vendidos nos EUA no 1º semestre

1316 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's1488 acessosFabio Lima: 13 músicas pelo Guns N' Roses1681 acessosGuns N' Roses: turnê com rappers N.W.A. quase rolou; Axl era fã1296 acessosWeezer: River Cuomo incorpora Axl Rose em festival0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Duff McKaganDuff McKagan
"Mas que diabos!", sobre reunir Axl e Slash

Corey TalorCorey Talor
"Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

SlashSlash
"Demorou para eu me aceitar como alguém influente!"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Polícia"0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

A morte das grandes bandasA morte das grandes bandas
Vá a todo show grande que puder

Gosto é gostoGosto é gosto
Quem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?

Collectors RoomCollectors Room
Uma impressionante coleção de ítens do Iron Maiden

5000 acessosMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"5000 acessosAndre Matos: "Não estava preparado para cantar no Maiden!"5000 acessosZakk Wylde: cinco momentos insanos do guitarrista5000 acessosAngra: Uma interpretação do Rebirth de trás para frente5000 acessosPolêmica: a música pode ser associada à inteligência?5000 acessosJames Hetfield: o álbum que ele volta e meia escuta novamente

Sobre João Paulo Andrade

Sempre quis viver de Rock e/ou Heavy Metal. Tentou tocar baixo mas era tremendamente incompetente no instrumento. Em 1996 criou o site Whiplash.Net e hoje vive do seu sonho. :-)

Mais matérias de João Paulo Andrade no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online