Ídolos imortais: Chuck Schuldiner, o padrinho do death metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro, Fonte: Sou o redator da matéria.
Enviar Correções  

Chuck Schuldiner nasceu dia 13 de maio de 1967, na cidade de Long Island, estado de Nova Yotk, nos EUA. Ficou mundialmente conhecido por ter sido o guitarrista, vocalista, líder e membro fundador da banda Death. Não apenas isso, Chuck também é um dos criadores do death metal, gênero mais pesado do metal.

publicidade

Quando era chamado de padrinho do estilo, Chuck não gostava muito. Porém, não há como negar a sua influência na criação e desenvolvimento do estilo.

publicidade

Chuck começou a tocar guitarra cedo, para tentar esquecer da dor causada pela morte de seu irmão Frank. Talvez, nem ele imaginaria o ícone que se tornaria anos mais tarde.

Sua primeira banda de mais renome foi o Mantas, que já executava um som bruto. Pouco tempo depois, fundou o Death, que mudou o mundo do metal. O primeiro disco, "Scream Bloody Gore", lançado em 1986, é um dos pilares de sustentação do estilo e ajudou a formar uma geração de bandas, que juntas tornariam a cena death metal extremamente forte no final dos anos 1980 e início dos anos 1990.

publicidade

Além de ser um gênio da composição e execução, Chuck também chamava a atenção pela personalidade difícil, o que fez com que a sua banda mudasse de formação inúmeras vezes, chegando ao ápice de trabalhar apenas com músicos contratados em um período de sua trajetória.

Com o Death, lançaria outros álbuns que se tornariam clássicos do estilo, "Leprosy" e "Spiritual Healing". Do quarto disco em diante, o som da banda começou a ficar lapidado e muito mais complexo, mas com o selo Chuck Schuldiner de qualidade. Nesta fase mais técnica do Death, foram lançados discos maravilhosos: "Individual Thought Patterns", "Human", "Symbolic" e " The Sound Of Perseverance". Ainda houve tempo de mostrar ao mundo seu projeto Control Denied, tão técnico e empolgante quanto sua banda principal.

publicidade

publicidade

publicidade

Porém, a missão de Chuck por aqui foi muito curta. Em 13 de dezembro de 2001, o genial guitarrista perdeu a batalha que travou contra o câncer. O mundo do metal ficou completamente entristecido e vazio com a perda de um de seus maiores gênios, que partiu com apenas 34 anos, mas deixou um legado gigantesco.

publicidade

Quase 18 anos após sua partida, continua sendo um músico dos mais influentes e venerados do metal. Chuck já era um ícone enquanto esteve vivo. Depois que foi para o outro lado, se tornou um ídolo imortal.

publicidade


Ídolos imortais

Ídolos imortais: Joey Ramone, o homem que agradou gregos e troianosÍdolos imortais
Joey Ramone, o homem que agradou gregos e troianos

Ídolos imortais: Phil Lynott, uma usina de criatividade, feeling e carisma

Ídolos imortais: Cliff Burton, o gênio das quatro cordasÍdolos imortais
Cliff Burton, o gênio das quatro cordas

Ídolos imortais: Dimebag Darrell, o cowboy do infernoÍdolos imortais
Dimebag Darrell, o cowboy do inferno

Ídolos imortais: Nick Menza, técnico e carismáticoÍdolos imortais
Nick Menza, técnico e carismático

Ídolos imortais: Layne Staley, um gênio que partiu cedo demaisÍdolos imortais
Layne Staley, um gênio que partiu cedo demais

Ídolos imortais: Paul Baloff, um ícone do Thrash Metal

Ídolos imortais: Jeff Hanneman, um demônio das seis cordasÍdolos imortais
Jeff Hanneman, um demônio das seis cordas

Ídolos imortais: Dee Dee Ramone, um gênio insanoÍdolos imortais
Dee Dee Ramone, um gênio insano

Ídolos imortais: Andre Matos, um dos maiores nomes do metal nacionalÍdolos imortais
Andre Matos, um dos maiores nomes do metal nacional

Ídolos imortais: Randy Rhoads, um gênio incomparável e inesquecívelÍdolos imortais
Randy Rhoads, um gênio incomparável e inesquecível

Ídolos imortais: Freddie Mercury, a voz mais bonita do rockÍdolos imortais
Freddie Mercury, a voz mais bonita do rock

Ídolos imortais: Ingo Schwichtenberg, um monstro do power metalÍdolos imortais
Ingo Schwichtenberg, um monstro do power metal

Ídolos imortais: Warrel Dane, uma das mais poderosas vozes do metal

Ídolos imortais: Dolores O'Riordan, a doce voz do CranberriesÍdolos imortais
Dolores O'Riordan, a doce voz do Cranberries

Ídolos imortais: Chester Bennington, a voz do Linkin Park

Ídolos imortais: Lemmy Kilmister, a personificação do rock e do metal

Ídolos imortais: Peter Steele, o (literalmente) grande líder do Type O NegativeÍdolos imortais
Peter Steele, o (literalmente) grande líder do Type O Negative

Ídolos imortais: Janis Joplin, a Rainha do Rock And Roll

Todas as matérias sobre "Ídolos imortais"


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin