Ídolos imortais: Paul Baloff, um ícone do Thrash Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar correções  |  Ver Acessos


Paul Baloff nasceu dia 25 de abril de 1960, na cidade californiana de Oakland, nos Estados Unidos. Paul ficou mundialmente conhecido como vocalista do Exodus.

Occult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecerRolling Stone: os 100 melhores álbuns dos anos 90

Como frontman da banda, Paul foi a voz de um dos maiores clássicos lançados por uma banda de thrash metal, o estupendo "Bonded By Blood", lançado em 1985. Até hoje, o disco é venerado e se encontra no mesmo patamar que "Reign In Blood", "Master Of Puppets", "Among The Living", "Peace Sells... But Who's Buying?" como um dos pilares de sustentação do thrash metal. Por uma coincidência do destino (ou não), "Bonded By Blood" foi lançado em 25 de abril de 1985, data que Baloff comemorava 25 anos de vida.

Apesar de ter gravado apenas um álbum de estúdio com a banda, Paul é considerado uma lenda e um símbolo não só do Exodus, mas também do thrash metal. A sua postura insana, visual desleixado e atitude em cima do palco sintetizam muito bem o que o estilo representa (ou deveria representar): loucura, rebeldia e protesto.

Paul conseguiu o que poucas pessoas no mundo conseguiram, que foi deixar sua marca em tão pouco tempo de estrada. Depois de sair da banda em 1987, participou de alguns outros projetos, mas nada tão grandioso e simbólico quanto o Exodus. Na década de 1990, até voltou para a banda, onde registrou o ao vivo "Another Lesson In Violence", mas com o posterior término do Exodus, nunca mais gravou nada ao lado de seus parceiros.

O grande Paul deixou deste mundo no dia 02 de fevereiro de 2002, após passar alguns dias em coma por conta de um ataque cardíaco. Mesmo com pouco mais de duas décadas atuando, é um dos músicos mais lembrados e queridos que o metal já viu. Passados mais de 15 anos de sua morte, Paul é um dos personagens que melhor encarnou o espírito do thrash metal.

Um ídolo imortal, que certamente deve estar comandando algum show thrash metal em algum outro plano.


Ídolos imortais

Ídolos imortais: Joey Ramone, o homem que agradou gregos e troianosÍdolos imortais
Joey Ramone, o homem que agradou gregos e troianos

Ídolos imortais: Phil Lynott, uma usina de criatividade, feeling e carisma

Ídolos imortais: Cliff Burton, o gênio das quatro cordasÍdolos imortais
Cliff Burton, o gênio das quatro cordas

Ídolos imortais: Dimebag Darrell, o cowboy do infernoÍdolos imortais
Dimebag Darrell, o cowboy do inferno

Ídolos imortais: Nick Menza, técnico e carismáticoÍdolos imortais
Nick Menza, técnico e carismático

Ídolos imortais: Layne Staley, um gênio que partiu cedo demaisÍdolos imortais
Layne Staley, um gênio que partiu cedo demais

Ídolos imortais: Chuck Schuldiner, o padrinho do death metalÍdolos imortais
Chuck Schuldiner, o padrinho do death metal

Ídolos imortais: Jeff Hanneman, um demônio das seis cordasÍdolos imortais
Jeff Hanneman, um demônio das seis cordas

Ídolos imortais: Dee Dee Ramone, um gênio insanoÍdolos imortais
Dee Dee Ramone, um gênio insano

Ídolos imortais: Andre Matos, um dos maiores nomes do metal nacionalÍdolos imortais
Andre Matos, um dos maiores nomes do metal nacional

Ídolos imortais: Randy Rhoads, um gênio incomparável e inesquecívelÍdolos imortais
Randy Rhoads, um gênio incomparável e inesquecível

Ídolos imortais: Freddie Mercury, a voz mais bonita do rockÍdolos imortais
Freddie Mercury, a voz mais bonita do rock

Ídolos imortais: Ingo Schwichtenberg, um monstro do power metalÍdolos imortais
Ingo Schwichtenberg, um monstro do power metal

Ídolos imortais: Warrel Dane, uma das mais poderosas vozes do metal

Ídolos imortais: Dolores O'Riordan, a doce voz do CranberriesÍdolos imortais
Dolores O'Riordan, a doce voz do Cranberries

Ídolos imortais: Chester Bennington, a voz do Linkin Park

Ídolos imortais: Lemmy Kilmister, a personificação do rock e do metal

Ídolos imortais: Peter Steele, o (literalmente) grande líder do Type O NegativeÍdolos imortais
Peter Steele, o (literalmente) grande líder do Type O Negative

Ídolos imortais: Janis Joplin, a Rainha do Rock And Roll

Todas as matérias sobre "Ídolos imortais"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Ídolos imortais"Todas as matérias sobre "Exodus"


Occult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecerOccult Rock
Dez novas ótimas bandas para você conhecer

Rolling Stone: os 100 melhores álbuns dos anos 90Rolling Stone
Os 100 melhores álbuns dos anos 90

Iron Maiden: versões pesadas para clássicos do RockIron Maiden
Versões pesadas para clássicos do Rock

Music Radar: Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os temposMusic Radar
Os melhores álbuns de Heavy Metal de todos os tempos

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1980Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1980

Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

Full Rock: músicas perturbadoras e inquietantes que são adoradasFull Rock
Músicas perturbadoras e inquietantes que são adoradas


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336