Guns N' Roses: Axl Rose volta a criticar Trump e o chama de "repulsivo" e "doentio"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

O vocalista Axl Rose, do Guns N' Roses, voltou a criticar o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em meio aos protestos realizados no país desde a última semana. Manifestantes pedem pelo fim da violência contra a população negra no país desde a morte de George Floyd, que, mesmo algemado, foi sufocado por minutos por um policial que colocou os joelhos no pescoço dele em Minneapolis.

Álbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rockHeavy Metal Fail: os Trues também saem mal na foto

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Divulgação - Katarina Benzova
Divulgação - Katarina Benzova

Desde o último dia 25 de maio, data em que George Floyd morreu, os Estados Unidos vivenciam uma onda de protestos. O vídeo que mostra a ação do policial Derek Chauvin, que pressionou o joelho sobre o pescoço de Floyd, circulou a internet e deu gás para as manifestações que estão sendo realizadas em todo o país. Parte desses participantes tem causado tumulto, confronto com a polícia e depredação de imóveis e automóveis.

Em publicações feitas no Twitter, Donald Trump culpou "anarquistas" do movimento antifa (sigla para "antifascistas") e veículos de comunicação por "fazerem o que está dentro do alcance para fomentar o ódio e a anarquia", além de, segundo ele, divulgarem "notícias falsas".

Sem citar diretamente o nome de Trump ou os tweets, Axl Rose se manifestou sobre o assunto. "A mídia não está fazendo o que está dentro do alcance delas para fomentar ódio e anarquia. Esse é você! Enquanto testemunharmos o que você está fazendo, que você é FAKE NEWS e uma pessoa ruim, repulsiva e com uma agenda doentia, podemos trabalhar além de você por um futuro melhor e mais forte", afirmou o cantor.

Como habitual, internautas se dividiram nos comentários da postagem. Em maior parte, os fãs apoiaram a publicação, mas houve quem contestasse Rose e até relembrasse da situação em que ele foi criticado por usar a palavra "nigger" (uma expressão em inglês que se refere a negros de forma ofensiva) na música "One in a Million", em "GN'R Lies" (1988). Uma parcela de internautas se manifestou em espanhol declarando que não entendeu nada, mas que admira a banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Axl Rose já fez uma série de críticas e provocações ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e pessoas relacionadas a ele. Em fevereiro deste ano, por exemplo, ele divulgou uma imagem de um homem usando um boné com a frase "make the White House great again" - algo como "faça a Casa Branca ser ótima de novo". A frase faz uma espécie de piada com o slogan usado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, nas eleições de 2016: "make America great again".

Relembre, a seguir, algumas das ocasiões em que Axl Rose criticou Donald Trump.

Axl Rose: após meses inativo, ele volta às redes com publicação contra TrumpAxl Rose
Após meses inativo, ele volta às redes com publicação contra Trump

Axl Rose: Insinuando que Melania Trump era prostituta ao entrar nos EUAAxl Rose
Insinuando que Melania Trump era prostituta ao entrar nos EUA

Guns N' Roses: Axl Rose bate boca com secretário do Tesouro americano nas redesGuns N' Roses
Axl Rose bate boca com secretário do Tesouro americano nas redes

Axl Rose: tirando sarro de declaração do Donald TrumpAxl Rose
Tirando sarro de declaração do Donald Trump

Guns N' Roses: Uma homenagem a Donald Trump no show do MéxicoGuns N' Roses
Uma "homenagem" a Donald Trump no show do México

Axl Rose: não temos um presidente, diz sobre Donald TrumpAxl Rose
"não temos um presidente", diz sobre Donald Trump

Guns N' Roses: Axl Rose reclama do uso de músicas em comícios de TrumpGuns N' Roses
Axl Rose reclama do uso de músicas em comícios de Trump


George Floyd: As reações à morte por um policial nos EUA

Slipknot: O racismo estrutural existe. O privilégio dos brancos é real, diz WeinbergSlipknot
"O racismo estrutural existe. O privilégio dos brancos é real", diz Weinberg

System of a Down: Serj Tankian critica Trump por se esconder em bunker durante protestosSystem of a Down
Serj Tankian critica Trump por se esconder em bunker durante protestos

Protesto: indústria musical dos EUA fará dia em silêncio em homenagem a George FloydProtesto
Indústria musical dos EUA fará dia em silêncio em homenagem a George Floyd

Slipknot: O privilégio branco é real, afirma Jay WeinbergSlipknot
"O privilégio branco é real", afirma Jay Weinberg

Joan Jett: Existe racismo sistêmico e desigualdade neste paísJoan Jett
"Existe racismo sistêmico e desigualdade neste país"

Protesto: vários músicos e bandas estão em silêncio para homenagear George FloydProtesto
Vários músicos e bandas estão em silêncio para homenagear George Floyd

Nirvana: Krist Novoselic elogia discurso de Trump contra protestos nos EUANirvana
Krist Novoselic elogia discurso de Trump contra protestos nos EUA

Angra: Racismo e outros 'ismos' são um câncer à igualdade de direitosAngra
"Racismo e outros 'ismos' são um câncer à igualdade de direitos"

Black Pantera: veja clipe da música "I Can't Breathe", que protesta contra racismo

Slayer: Esposa de Tom Araya em polêmica envolvendo posts racistasSlayer
Esposa de Tom Araya em polêmica envolvendo posts racistas

Paul McCartney: em 1964 os Beatles rejeitaram ato de racismo nos EUAPaul McCartney
Em 1964 os Beatles rejeitaram ato de racismo nos EUA

Living Colour: Novo vídeo de This Is The Life, com cenas de protestos antirracismoLiving Colour
Novo vídeo de "This Is The Life", com cenas de protestos antirracismo

Todas as matérias sobre "George Floyd: As reações à morte por um policial nos EUA"




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Álbuns ao vivo: 10 grandes registros da história do rockÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

Heavy Metal Fail: os Trues também saem mal na fotoHeavy Metal Fail
Os Trues também saem mal na foto


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280