Matérias Mais Lidas

A opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano BrownA opinião de Dinho Ouro Preto sobre o rapper Mano Brown

Por que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos TrilhaPor que Renato Russo não deixava ninguém sorrir no palco, segundo Carlos Trilha

Youtuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiroYoutuber expõe miséria que Spotify repassa a bandas de metal brasileiro

A música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk HammettA música do Metallica que Kurt Cobain não parava de pedir para Kirk Hammett

Anitta explora rock e punk em nova música Boys Don't Cry, segundo revistaAnitta explora rock e punk em nova música "Boys Don't Cry", segundo revista

Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?Chega de Angra e Megadeth: Quais as favoritas do Kiko Loureiro pra tocar de boa em casa?

Black Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de Eternal IdiotBlack Sabbath: o dia que o jardineiro de Iommi chamou álbum da banda de "Eternal Idiot"

Judas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstreamJudas Priest: a surpreendente música que colocou a banda no mainstream

O álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do NightwishO álbum que mudou vida de Tuomas Holopainen e possibilitou criação do Nightwish

Iron Maiden: veja Adrian Smith cantando Wasted Years durante show do Smith/KotzenIron Maiden: veja Adrian Smith cantando "Wasted Years" durante show do Smith/Kotzen

Legião Urbana: conheça o casal que inspirou Eduardo e Mônica, que virou filmeLegião Urbana: conheça o casal que inspirou "Eduardo e Mônica", que virou filme

A forte resposta de Cazuza para sua mãe ao ser questionado sobre sua orientação sexualA forte resposta de Cazuza para sua mãe ao ser questionado sobre sua orientação sexual

Kiko Loureiro e shows que fez doente com Megadeth e Angra; contando minutos pra voltarKiko Loureiro e shows que fez doente com Megadeth e Angra; "contando minutos pra voltar"

Black Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontroBlack Sabbath: Tony Martin achou que fosse apanhar de Dio no primeiro (e único) encontro

Kiko Loureiro comenta sobre sua perda de audição e aconselha fãs e músicosKiko Loureiro comenta sobre sua perda de audição e aconselha fãs e músicos


Stamp

AC/DC: 34 anos de um dos registros mais emblemáticos do Rock

Resenha - Back In Black - AC/DC

Por David Torres
Em 26/07/14

Diversos lançamentos importantíssimos para o Rock/Metal fizeram aniversário nesse mês de julho e para o AC/DC não foi diferente. Hoje, 25 de julho, é o aniversário de 34 anos do grande clássico "Back in Black", simplesmente um dos registros mais importantes e adorados não apenas da banda em si, mas de todo o Rock. Após o lançamento do igualmente importante e clássico álbum "Highway to Hell’’, lançado um ano antes, em 1979, a banda já trabalhava em composições para o seu próximo disco de estúdio, entretanto, uma fatalidade da qual todos os fãs da banda conhecem aconteceu: Bon Scott, o vocalista da banda, faleceu em decorrência de uma "intoxicação alcoólica aguda", consequência de seu uso abusivo de álcool.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Esse fato poderia ter ocasionado o fim da banda ou ao menos o enfraquecimento dela, porém, os músicos decidiram seguir adiante e alteraram as composições das quais estavam escrevendo e recrutaram um novo vocalista que pudesse suprir a ausência do grande Bom Scott, o igualmente talentoso Brian Johnson. E assim, em 25 de julho de 1980, através do selo da Albert/Atlantic Records, o AC/DC lançou "Back in Black". Apresentando uma capa totalmente preta que representava o luto referente à morte de Bon Scott, além de quatro "singles" poderosíssimos e uma sonoridade que não deve em nada aos trabalhos anteriores realizados pelo grupo australiano, o AC/DC provou que, apesar de tudo, estava mais vivo do que nunca.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O som de sinos abre caminho para os primeiros acordes de um dos maiores hinos da banda, a emblemática "Hells Bells", um dos "singles" gravados para o álbum. Os riffs poderosos e marcantes da dupla de guitarristas e irmãos Angus e Malcolm Young são acompanhados por levadas hipnóticas do baterista Phil Rudd, além de contar com uma eficiente marcação de baixo de Cliff Williams e os vocais estridentes e potentes do até então estreante e excelente vocalista Brian Johnson. Uma abertura realmente impecável! O disco continua com a ótima "Shoot to Thrill", faixa que já se inicia com riffs pegajosos e grudentos que são muito bem acompanhados pela voz de Brian Johnson. É realmente uma música em tanto e mantém o padrão de composição da banda.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"What Do You Do for Money Honey" vem logo em seguida e novamente entrega mais uma grande sucessão de riffs e melodias de guitarra fenomenais. Mais uma vez temos uma "cozinha" de baixo e bateria infalível e que em momento algum decepciona, além dos vocais agudíssimos e inigualáveis de Brian Johnson. As guitarras de Malcolm e Angus Young ecoam pelos autofalantes e iniciam a quarta faixa do disco, "Givin the Dog a Bone". A banda não perde a força e novamente cumpre a sua proposta musical com exímio, brindando a todos com harmonias fantásticas de guitarras, grandes vocais e um grande desempenho de baixo e bateria. A lenta "Let Me Put My Love into You" dá sequência ao álbum e se os ouvintes pensam que por se tratar de uma faixa mais lenta e devagar que as anteriores a qualidade do disco decai, eles estão redondamente enganados. A banda manda o seu recado e executa tudo de forma extremamente competente. Boas linhas de bateria, um ótimo trabalho de guitarras e vocais sempre enérgicos podem ser ouvidos facilmente nesse som.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Alguns dos riffs mais marcantes da história do Rock pode ser ouvido logo em seguida, abrindo de forma estonteante o grande clássico e "single" "Back in Black", a faixa título do álbum e mais um dos grandes sucessos que a banda coleciona em sua vasta carreira. O que dizer sobre essa composição?! Riffs e solos absolutamente marcantes e grudentos, cortesia da dupla Malcolm e Angus Young, "cozinha" simplesmente irrepreensível de baixo de Cliff Williams e bateria de Phil Rudd e vocais brilhantemente agudos e estridentes executados com perfeição por Brian Johnson. Definir essa música é algo extremamente complexo, porém, talvez a palavra que melhor a defina seja simplesmente CLÁSSICO, com letras graúdas mesmo! Sem perder fôlego e tempo, a banda manda outro grande sucesso não apenas desse álbum, mas de toda a sua longa discografia, "You Shook Me All Night Long", que mais uma vez é uma canção simplesmente grudenta, cativante e viciante e que sem sombra de dúvidas representa novamente o que o AC/DC é, ou seja, um legítimo turbilhão do Rock’N’Roll! Também é um dos "singles" do álbum.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A oitava faixa é "Have a Drink on Me" e novamente recebemos uma ótima composição com mais uma boa dose do "arroz com feijão" sonoro praticado pelo quinteto. Riffs e solos repletos de "feeling", "cozinha" impecável e vocais maravilhosos ecoam do autofalante a todo instante e jamais dão descanso para os ouvintes. Em seguida, temos a ótima "Shake a Leg", trazendo também melodias poderosas, hipnotizantes e marcantes, cortesia do trabalho de uma banda que sabe muito bem o que faz e o faz de corpo e alma a todo o momento. E para encerrar essa obra prima do Rock, nada melhor do que mais um grande clássico e também "single" do álbum, "Rock and Roll Ain't Noise Pollution". Iniciando de forma lenta e progressiva, a faixa tem um andamento mais arrastado e cadenciado que as demais composições do álbum, entretanto, se o ouvinte acha que isso poderia comprometer o resultado final, devo informar que estão novamente enganados, pois o que temos aqui é mais uma boa dose do mais legítimo Rock’N’Roll: riffs fortes e marcantes e passagens vocais incrivelmente memoráveis são os grandes destaques dessa grande faixa que encerra esse excelente e importantíssimo registro de uma maneira coesa.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Definir o que o AC/DC representa não apenas para o Hard Rock, mas para o Rock’N’Roll como um todo é algo realmente inexplicável e sem palavras e definir um grande lançamento como "Back in Black" é ainda mais, uma vez que estamos falando de um dos discos mais importantes não apenas da banda, mas de todo o Rock. Uma legítima obra prima que influenciou e ainda influencia milhares de músicos ao redor do planeta. Como se pode ver, a banda poderia estar em clima de luto após a morte precoce de Bon Scott, porém, por mais terrível que a perda de seu incrível e inesquecível "frontmen" tenha sido, esse fato não impediu a banda de gravar um trabalho realmente histórico como "Back in Black". Felizmente para os fãs e admiradores da banda, os músicos jamais deixaram qualquer problema ou obstáculo impedir o crescimento da banda.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Faixas:
01. Hells Bells
02. Shoot to Thrill
03. What Do You Do for Money Honey
04. Givin the Dog a Bone
05. Let Me Put My Love into You
06. Back in Black
07. You Shook Me All Night Long
08. Have a Drink on Me
09. Shake a Leg
10. Rock and Roll Ain't Noise Pollution

Formação:
Brian Johnson (Vocal)
Angus Young (Guitarra solo / Guitarra rítmica)
Malcolm Young (Guitarra Rítmica / Vocal de apoio)
Cliff Williams (Baixo / Vocal de apoio)
Phil Rudd (Bateria / Percussão)


Outras resenhas de Back In Black - AC/DC

AC/DC: O rock não é um mistério, cara!AC/DC
O rock não é um mistério, cara!

AC/DC: Os 40 anos da obra-prima Back In BlackAC/DC
Os 40 anos da obra-prima Back In Black

AC/DC: disco que definiu a música pesada dos anos 80

Resenha - Back In Black - AC/DC

Resenha - Back In Black - AC/DC

AC/DC: E precisa dizer alguma coisa sobre Back in Black?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Como a maconha colocou AC/DC na vida do Dave Mustaine, líder do MegadethComo a maconha colocou AC/DC na vida do Dave Mustaine, líder do Megadeth

Novos clássicos de bandas antigas - AC/DC no século XXINovos clássicos de bandas antigas - AC/DC no século XXI

Yngwie Malmsteen rasga elogios ao AC/DC e relembra tour com a bandaYngwie Malmsteen rasga elogios ao AC/DC e relembra tour com a banda

Produtor queria música do AC/DC na série de TV Cobra Kai mas iria estourar o orçamentoProdutor queria música do AC/DC na série de TV "Cobra Kai" mas iria estourar o orçamento

De AC/DC até Porcupine Tree, os álbuns que mudaram a vida de Wolfgang Van HalenDe AC/DC até Porcupine Tree, os álbuns que mudaram a vida de Wolfgang Van Halen

AC/DC: ex-baterista Simon Wright revela o motivo de sua saída da bandaAC/DC: ex-baterista Simon Wright revela o motivo de sua saída da banda

Angus Young: quem é o Deus do Rock para o guitarrista do AC/DC?Angus Young: quem é o Deus do Rock para o guitarrista do AC/DC?

Assista Dave Evans, vocalista original do AC/DC, cantando Highway To HellAssista Dave Evans, vocalista original do AC/DC, cantando "Highway To Hell"

Batalha de Álbuns: Highway to Hell x Back in Black do AC/DC (vídeo)

Lista: 20 músicas animadas para ouvir em dias tristes e levantar o astralLista: 20 músicas animadas para ouvir em dias tristes e levantar o astral

Clássicos: hits que foram lançados há mais de 30 anos e fazem sucesso até hoje - Parte 1Clássicos: hits que foram lançados há mais de 30 anos e fazem sucesso até hoje - Parte 1

Rammstein: e se Du Hast fosse tocada por Slipknot, Immortal, Ghost, AC/DC e outros?Rammstein: e se "Du Hast" fosse tocada por Slipknot, Immortal, Ghost, AC/DC e outros?

Mais ou menos: 10 discos de estreia que não são tão bons, em lista da Classic RockMais ou menos: 10 discos de estreia que não são tão bons, em lista da Classic Rock

Yngwie Malmsteen: a curiosa opinião do guitarrista sobre Angus Young, do AC/DCYngwie Malmsteen: a curiosa opinião do guitarrista sobre Angus Young, do AC/DC

JJ's One Girl Band: treze riffs do Black Album, do MetallicaJJ's One Girl Band: treze riffs do "Black Album", do Metallica


AC/DC: O making of da clássica faixa Highway To HellAC/DC: O making of da clássica faixa "Highway To Hell"

Classic Rock: os 20 melhores álbuns lançados em 1979Classic Rock: os 20 melhores álbuns lançados em 1979

Slash: ele estava cético sobre Axl Rose no AC/DC, mas gostou da uniãoSlash: ele estava cético sobre Axl Rose no AC/DC, mas gostou da união


Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre David Torres

Formado em Propaganda & Marketing, se autodenomina "Fanfarrão" graças ao seu senso de humor e modo de enxergar o mundo à sua volta. Apaixonado por filmes de terror, quadrinhos e bandas como D.R.I., Faith No More e Napalm Death, escreve também para o blog Blasting Noise Fanzine. Possui muitos sonhos, dentre eles dar início a um projeto de grindcore.

Mais matérias de David Torres.