Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Resenha - Back In Black - AC/DC

Por Daniel Sanes
Postado em 10 de março de 2004

IT'S A LONG WAY TO THE TOP IF YOU WANNA ROCK'N'ROLL!

Tempos atrás, foi divulgado que o álbum Back in Black, do AC/DC, é um dos mais bem-sucedidos da história comercialmente. A bolacha de capa preta só perdeu para o "mega-popstar-papa-criancinhas" Michael Jackson, que se manteve invencível na primeira colocação com seu clássico Thriller.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Mesmo assim, é surpreendente que uma banda de rock'n'roll "não pop" tenha atingido tal marca. Ao colocar o disco para rolar, podemos perceber que ele é merecedor desse recorde. Mas, ao mesmo tempo, fica difícil compreender como um álbum tão sujo, ardido e chapante possa ter caído no gosto popular - sim, pois para vender 42 milhões de cópias é preciso atingir a massa.

Desde a sombria "Hells Bells" até a celebração pró-guitarras de "Rock'n'roll ain't noise pollution", o disco é um convite para pular sem parar e imitar Angus Young em seus delírios de palco. Mesmo agora, 24 anos após seu lançamento, Back in Black é uma autêntica porrada sonora: a boa produção de John Mutt Lange permite que o disco soe pesado até hoje - aliás, muito mais pesado que diversas bandinhas pseudoroqueiras que inundam o atual cenário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

O fato mais curioso é que o álbum marca a estréia do "pato esganiçado" Brian Johnson na banda, sendo o primeiro registro de estúdio lançado após a morte do vocalista Bon Scott. Aí paira a dúvida cruel: se fosse lançado com o cantor original, Back in Black atingiria esse patamar de popularidade? Ou seria apenas mais um ótimo disco na carreira de uma ótima banda de rock, mas sem chamar tanta atenção da mídia?

O fato é que nunca iremos saber o que aconteceria. Infelizmente, Bon faleceu. Para nossa sorte, os irmãos Young foram muito felizes na escolha de seu substituto, que manteve a energia e a atitude da banda de forma incrível.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

Também é preciso destacar que as composições de Back in Black são verdadeiras obras-primas. A faixa-título, com seu inesquecível riff e a seca batida de Phil Rudd, tornou-se um clássico, assim como a muito tocada em pistas de dança "You shook me all night long". Isso para não falar nas outras oito canções, todas compostas em um momento único da banda, que podemos chamar de auge.

Resta-nos sonhar que o AC/DC volte a compor discos como esse e torcer para que seu legado inspire as novas bandas. E pedir encarecidamente a quem não possui o disco ou - que heresia! - não o conhece: vá imediatamente a uma loja de CDs! Além de adquirir um clássico de uma das mais excitantes bandas da história do rock'n'roll, você estará colaborando para que estes australianos/escoceses ultrapassem o "homem das dez mil plásticas" na lista dos mais vendidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Outras resenhas de Back In Black - AC/DC

Resenha - Back In Black - AC/DC

AC/DC: disco que definiu a música pesada dos anos 80

AC/DC: 34 anos de um dos registros mais emblemáticos do Rock

AC/DC: E precisa dizer alguma coisa sobre Back in Black?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Perc3ption: a arte levada ao extremo

Resenha do Álbum do Insânia ao vivo no Underground Nativa III

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Osbourne: pesado, mas antes de tudo moderno

Resenha - Dark Side of The Moon - Pink Floyd

Resenha - Vovin - Therion

Resenha - P.U.L.S.E. - Pink Floyd


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS