RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Black Sabbath: primeira resenha do novo álbum, 13

Resenha - 13 - Black Sabbath

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa Del Nacho
Postado em 11 de abril de 2013

Na noite de ontem [10 de abril], em Los Angeles, o BLACK SABBATH deu uma festa para um seleto grupo de membros da mídia e VIPs para escutarem em primeira mão o vindouro disco da banda, ‘13’. O site ULTIMATE CLASSIC ROCK fornece um pequeno relato do que as pessoas ouviram.

O evento começou com JACK OSBOURNE, que deu as boas vindas à plateia e mostrou um mini-documentário sobre o making of do álbum. Depois de o filme, veio o ‘preview’’. No total, oito das faixas de ‘13’ foram tocadas, e o que segue abaixo é uma transcrição da percepção generalizada – muito boa – de como é o disco, que sai no dia 11 de junho.

‘End Of The Beginning’- Com oito minutos de duração, é um pouco longa para abrir um álbum. Ainda assim, sua ‘estranheza melódica e subliminar’, aliada à interação musical de GEEZER BUTLER e o novo baterista BRAD WILK em cima dos riffs de TONY IOMMI, a torna forte.

‘God Is Dead?’ – Essa foi a música do clipe de 27 segundos que apresentou a capa do disco. A letra fala de ‘um futuro vazio e questões sobre a existência de um ser maior, dados os períodos duros pelo qual a Terra passou’ e também ganhou pontos com seu riff remanescente de ‘Hole In The Sky’.

‘Loner’ – Um rock ‘mais tradicional’ na veia de ‘N.I. B’, composto por Iommi e Wilk.

‘Zeitgeist’ – A mais melosa, e de acordo com o site Black-Sabbath.com, a mais fraca das oito executadas, que descreve como sendo "evocativa de ‘Planet Caravan’". Entretanto, os vocais de OZZY OSBOURNE e o ‘ambiente sombrio e desolado’ foram notados pelo site LOUDWIRE.

‘Age of Reason’- Possivelmente a música mais forte do álbum, e uma que todo o público amou. Ela tem várias mudanças de tempo, e um solo matador de guitarra.

‘Live Forever’ – Uma boa música, mas não ótima, com outra letra sobre mortalidade [como se fosse surpresa pra alguém] e vários momentos ‘de punho cerrado e bateção de cabeça’.

‘Damaged Soul’ – O Black Sabbath fazendo o que acaba sendo uma jam de heavy blues por quase oito minutos. Seus sentimentos em relação a essa música serão diretamente proporcionais à sua vontade de ouvir algo do tipo.

‘Dear Father’ – Essa apareceu no vídeo da banda no estúdio, onde o produtor RICK RUBIN pede a Osbourne gravar mais um take. Um riff lembra muito a música ‘Black Sabbath’, o que pode ter sido feito deliberadamente. A música acaba com o som de um trovão e sinos de igreja.

Depois da audição, os três membros originais – restantes – do Black SabbathOzzy Osbourne, Tony Iommi e Geezer Butler – apareceram no palco e agradeceram ao público por comparecer.


Outras resenhas de 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Resenha - 13 - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)
Mais matérias de Nacho Belgrande.