Matérias Mais Lidas

Matanza: do dinheiro ao cansaço, Jimmy London conta por que a banda acabouMatanza: do dinheiro ao cansaço, Jimmy London conta por que a banda acabou

Rush: como eles dividiam grana das composições e como eram os egos, segundo Geddy LeeRush: como eles dividiam grana das composições e como eram os egos, segundo Geddy Lee

Kirk Hammett: ele descreve com detalhes briga de Axl Rose e Kurt Cobain no VMA 1992Kirk Hammett: ele descreve com detalhes briga de Axl Rose e Kurt Cobain no VMA 1992

Rock in Rio: a jogada de mestre que fez o festival ter tantas grandes bandas em 1985Rock in Rio: a jogada de mestre que fez o festival ter tantas grandes bandas em 1985

Iron Maiden: Bruce Dickinson revela as músicas da banda que mais curte cantarIron Maiden: Bruce Dickinson revela as músicas da banda que mais curte cantar

Iron Maiden: para Herman Li, quem não gosta de Senjutsu não gosta de metalIron Maiden: para Herman Li, quem não gosta de "Senjutsu" não gosta de metal

Deep Purple: quando tomaram porre de caipirinha e foram sequestrados no BrasilDeep Purple: quando tomaram porre de caipirinha e foram "sequestrados" no Brasil

Guns N' Roses: Matt Sorum surpreende ao revelar quem era o integrante sóbrio da bandaGuns N' Roses: Matt Sorum surpreende ao revelar quem era o integrante sóbrio da banda

Kerrang: 12 bandas de rock e heavy metal que nunca se venderamKerrang: 12 bandas de rock e heavy metal que nunca "se venderam"

Guns N' Roses: veja quanto custava uma cópia de Use Your Illusion no dia do lançamentoGuns N' Roses: veja quanto custava uma cópia de "Use Your Illusion" no dia do lançamento

Metallica: James Hetfield surpreende ao listar músicas que mais se orgulha de ter feitoMetallica: James Hetfield surpreende ao listar músicas que mais se orgulha de ter feito

Mr. Bungle: Dave Lombardo e Scott Ian demonstram apoio ao vocalista Mike PattonMr. Bungle: Dave Lombardo e Scott Ian demonstram apoio ao vocalista Mike Patton

Guns N' Roses: todas as faixas de Use Your Illusion (I & II), da pior para a melhorGuns N' Roses: todas as faixas de "Use Your Illusion" (I & II), da pior para a melhor

Metallica: Lars Ulrich diz quais versões de Blacklist o impressionaramMetallica: Lars Ulrich diz quais versões de "Blacklist" o impressionaram

Metallica: a reação de Corey Taylor ao ouvir Black Album pela primeira vezMetallica: a reação de Corey Taylor ao ouvir "Black Album" pela primeira vez


Tunecore 2

Trail of Tears: o "female fronted metal" no divã

Resenha - Bloodstained Endurance - Trail of Tears

Por Pedroamos
Fonte: Blog Pedroamos
Em 21/06/09

No final dos anos 90, houve uma explosão de bandas de metal com vocal feminino na Europa. Dentre muitos gêneros e ramificações, prevaleceram as influenciadas pelo Doom e Power Metal, com pitadas de música erudita. Quase uma década depois, o estilo – denominado muitas vezes pela crítica como "female-fronted metal" – encontra-se saturado e ultrapassado, oferecendo poucas novidades ao bom ouvinte. Apesar de soar um pouco tendencioso, é fato que apenas as bandas mais conhecidas do gênero – Nightwish, Within Temptation, Epica, Tristania, Lacuna Coil, entre outras – conseguiram criar uma sonoridade realmente própria e se manterem firmes em meio à sanguinária competitividade que o atual mundo da música se tornou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Entre todas as bandas do meio mais underground, encontra-se o Trail of Tears, banda norueguesa que, como diferencial, soube misturar de forma muito agradável fórmulas manjadas dessa cena com o melhor do death/thrash metal: ainda que seu som não apresente nada de realmente revolucionário, o trabalho da banda tornou-se algo realmente peculiar em meio a tanta mesmice.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A ousadia do grupo, em abandonar os vocais femininos de Catherine Paulsen foi tremenda: eles chegaram a gravar um álbum sem ela, com apenas guturais e vocais limpos, estes feitos por Kjetil Nordhus. Contudo, pouco tempo depois, ela retornou. Ainda que a banda não tenha falado muito sobre o assunto, é evidente que seu retorno ocorreu devido a pressão dos fãs mais tradicionais da banda – os chamados "tr00s" pelo meio metal. Em seguida, a banda anunciou a produção de um novo álbum. Porém, após o retorno da cantora, seria evidente que o trabalho não seria grande coisa, apenas um punhado de mais do mesmo para a banda tentar agradar a todos e garantir o pão de cada dia.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Este pressentimento foi bem sucedido... em partes. "Bloodstained Endurance", o sexto álbum da banda, lançado no final de Maio pela Napalm Records é um trabalho confuso e sem muita coesão, que tentou ficar no meio termo entre um metal mais extremo e as fórmulas bem sucedidas do tal "female fronted metal". Isto já se nota na primeira faixa do álbum, "The Feverish Alliance". Aberta por um bonito órgão, as guitarras entram sem nenhuma abertura ou embromação, seguido pelos guturais de Ronny Thorsen. O problema começa com a chegada dos vocais de Catherine: não que ela esteja atrapalhando, mas o refrão soa forçado e artificial, simplesmente não se encaixa na música. Talvez se a banda tivesse deixado apenas o Ronny, a música ficasse melhor.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A canção seguinte, "Once Kissed By The Serpent (Twice Bitten Truth)", parece padecer do mesmo problema: os guturais de Ronny casam com o instrumental extremo e com forte apelo death, mas não há harmonia com a voz de Catherine. A voz da cantora fica perdida no meio de um intrumental que, definivamente, não se encaixa em sua voz. A faixa-título do álbum já acerta por possuir guitarras bem unidas com os violinos, de modo a voz de Catherine poder fluir muito melhor do que nas músicas anteriores. Sua voz revela-se potente e forte o bastante para acompanhar Ronny.

Entretanto, é apenas em "A Storm at Will" que Catherine consegue o espaço que merece. Uma bonita balada cantada apenas por ela, onde a moça se mostra bastante versátil e carismática. Em alguns momentos, sua lembra a de cantoras como Mariangela Demurtas (Tristania) e Nienke De Joung (ex-Autumn). Apesar de algumas passagens comerciais para chamar a atenção, como os líricos, "A Storm At Will" é, no geral, uma balada bem bacana e gostosa de ouvir. "Farewell To Sanity" também explora bem os vocais de Catherine, apesar de sua participação modesta.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A impressão geral do álbum é esta: um death/thrash metal com passagens sinfônicas e uma tentativa bem frustrada de encaixar vocais femininos nas faixas. Apesar das performances de Catherine serem impecáveis, são claramente desnecessárias, deixando evidente que estão lá apenas para chamar a atenção dos fãs de vocais femininos. A pergunta que se faz, ao ouvir mais um trabalho como esse é: qual será o futuro do tal "female fronted metal"? Enquanto muita mesmice e trabalhos previsíveis são lançados, são poucas as bandas que conseguem manter um bom nível de sonoridade, não ficando apenas nas fotos promocionais trevosas e capas de álbuns sombrias. É óbvio que o futuro a Deus pertence, mas do jeito que muitos músicos estão conduzindo o gênero, não é muito difícil prever o seu fatídico fim.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Tracklist:
01.The Feverish Alliance
02.Once Kissed By The Serpent (Twice Bitten By Truth)
03. Bloodstained Endurance
04. Triumphant Gleam
05. In The Valley Of Ashes
06. A Storm At Will
07. Take Aim.Reclaim.Prevail
08. The Desperation Corridors
09. Farewell To Sanity
10. Dead End Gaze
11. Faith Comes Knocking

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica, Guns, Slipknot, Kiss: tombos, erros e fatos engraçadosMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregosHeavy Metal
Os maiores álbuns da história para os gregos