Who: quando a banda recomeçou do zero

Resenha - Who's Next - Who

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Lançado em 1971 e considerado por muitos o melhor trabalho de estúdio do The Who, “Who´s Next” possui uma história tão rica quanto suas nove clássicas canções. Após o enorme sucesso alcançado por “Tommy”, a banda estava esgotada e de saco cheio da ópera rock que a consagrou. Buscando novos desafios, o grupo mergulhou em um projeto capitaneado por Pete Townshend chamado “Lifehouse”, que consumiu um ano de trabalho e parecia não levar a lugar nenhum. Estressados uns com os outros, com o grupo se destruindo internamente e com seu líder e principal compositor quase cometendo suicídio, o Who resolveu recomeçar tudo do zero.
162 acessosAlta Fidelidade: o novo ao vivo do The Who, Isle of Wight 20045000 acessosBon Jovi: Larissa Riquelme dançando com os seios de fora

O primeiro passo foi demitir o produtor Kit Lambert, responsável por “Lifehouse”, e que estava com a banda desde seu início. Glyn Johns chegou para o seu lugar e foi essencial para que as coisas começassem a funcionar. Ouvindo tudo que já havia sido produzido para “Lifehouse”, Johns selecionou aquelas que considerou as melhores composições e as apresentou ao grupo. Foi só a partir deste momento que Townshend, Daltrey, Moon e Entwistle perceberam que tinham um ótimo material nas mãos. Empolgados, começaram a trabalhar nos rascunhos apresentados por Johns, evoluindo alguns arranjos, reescrevendo letras, enfim, transformando o que antes não passavam de idéias mal estruturadas em alguns dos maiores hinos da história do rock.

“Who´s Next” abre com “Baba O´Riley” e sua característica introdução marcada pelo sintetizador tocado por Pete. De imediato, e até hoje, chama a atenção a sonoridade que a banda e o produtor conseguiram registrar no álbum.

Além da canção de abertura, outras duas composições acabaram marcando “Who´s Next”. A primeira é a linda balada “Behind Blue Eyes”. Construída a partir do violão de Pete, emociona com suas inspiradas linhas vocais, até alcançar seu ápice com uma explosão sonora típica do grupo.

A outra é “Won´t Get Fooled Again”, espécia de mini-ópera progressiva e que, com o passar dos anos, se transformou em uma das canções mais emblemáticas da banda. Repleta de mudanças de andamento e com fartas doses de peso, traz uma letra inspiradíssima de Townshend e é, ainda hoje, impressionante.

Algumas curiosidades a respeito de “Who´s Next” precisam ser mencionadas. A primeira é a respeito do nome do disco. Querendo se distanciar da sombra de “Tommy”, o grupo decidiu incluir o “next” no título como um sinal de que estava virando uma página em sua carreira, e que a partir dele surgiria um novo Who. Outra é a respeito de sua capa, que traz os quatro urinando em um monolito localizado no Easington District Colliery, em County Durham, e que, ao mesmo tempo que é uma clara referência ao filme “2001 – Uma Odisséia no Espaço”, lançado em 1968, é também uma metáfora ao seu passado, com o grupo mostrando claramente que estava buscando novos caminhos.

Vale citar que a qualidade mostrada pela banda em “Who´s Next” foi reconhecida tanto pelos fãs, que compraram o disco maciçamente, quanto pelo crítica especializada, que até hoje o considera um dos álbuns mais importantes da história.

Para quem quiser conhecer o álbum, recomendo a edição remasterizada lançada em 1995, que traz, além das músicas originais, as faixas “Pure and Easy”, “Baby Don´t You Do It”, “Naked Eye”, “Water”, “Too Much For Anything”, “I Don´t Even Know Myself” e “Behind Blue Eyes”. A versão “deluxe”, lançada em 2003, também é fantástica, trazendo outakkes gravados no estúdio Record Plant em Nova Iorque e uma apresentação da banda no The Young Vic, ambas registradas na época do lançamento original.

Mais que um clássico, “Who´s Next” é um álbum absolutamente fundamental para quem busca entender o rock and roll e, consequentemente, o próprio heavy metal. Obrigatório.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Who's Next - Who

1051 acessosThe Who: Os 45 anos de "Who's Next"877 acessosThe Who: O quinto registro de uma banda clássica1424 acessosThe Who: "Who's next" é um legado para os adoradores de rock2425 acessosThe Who: Clássico e o maior sucesso comercial do grupo2129 acessosWho: "Who's Next", mais do que obrigatório, é necessário!4683 acessosTradução - Who's Next - Who

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

162 acessosAlta Fidelidade: o novo ao vivo do The Who, Isle of Wight 2004789 acessosJohn Entwistle: O mágico das quatro cordas foi embora há 15 anos445 acessosPete Townshend: Billy Idol convidado para fazer parte de turnê514 acessosWho e Def Leppard em POA: venda para público geral inicia amanhã2868 acessosThe Who: venda de ingressos para show em POA começa nesta segunda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Who"

Mike PortnoyMike Portnoy
Não ligo para a técnica, sou da escola Keith Moon/Lars Ulrich

GuitarpediaGuitarpedia
5 guitarristas de rock que você precisa conhecer

Passos do rockPassos do rock
Alguns dos mais famosos em gif animado

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Who"

Bon JoviBon Jovi
Larissa Riquelme dança música com os seios de fora

Heavy MetalHeavy Metal
As trinta maiores bandas de países diferentes

GuitarristasGuitarristas
Jornal elege os 25 melhores guitarristas da Bay Area

5000 acessosSpin Magazine: as maiores baixarias da história do rock5000 acessosAlfabeto do Rock: as 15 melhores músicas de Metal5000 acessosTime Magazine: os 100 maiores álbuns de todos os tempos3411 acessosDream Theater: ouça um impressionante "vocal cover" de "Pull Me Under"5000 acessosRacismo: documentário aborda preconceito contra negras no Metal5000 acessosIron Maiden: curiosidades sobre o "Killers"

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online