Matérias Mais Lidas

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

Yngwie Malmsteen: aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigosYngwie Malmsteen
Aos 10 anos ele fazia solos de Blackmore e enganava os amigos

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

New York Dolls: morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anosNew York Dolls
Morre o guitarrista Sylvain Sylvain, aos 69 anos

Jon Schaffer: Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarristaJon Schaffer
Todd La Torre se diz chocado, mas não surpreso com atos do guitarrista

Accept: Fomos a primeira banda de metal da Alemanha, afirma Wolf HoffmannAccept
"Fomos a primeira banda de metal da Alemanha", afirma Wolf Hoffmann

Kurt Cobain: ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistasKurt Cobain
Ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistas

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Sebastian Bach: ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rdaSebastian Bach
Ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rda

Accept: confira vídeo oficial de Zombie Apocalypse, mais uma música do novo álbumAccept
Confira vídeo oficial de "Zombie Apocalypse", mais uma música do novo álbum

Eddie Van Halen: ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perdaEddie Van Halen
Ele chorou quando Wolfgang mostrou música que fala sobre perda

Zakk Wylde: ele não abandona a guitarra nem para fazer o número 2Zakk Wylde
Ele não abandona a guitarra nem para fazer o número 2

Megadeth: Magia negra arruinou minha vida, diz MustaineMegadeth
"Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine


Matérias Recomendadas

Filhas de Rockstars: conheça algumas das mais bonitasFilhas de Rockstars
Conheça algumas das mais bonitas

Os mais feios: Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...Os mais feios
Gene Simmons, Lemmy Kilmister, Alex Van Halen...

Rachel Sheherazade: uma bela versão de Iron Maiden a capella em novo vídeoRachel Sheherazade
Uma bela versão de Iron Maiden a capella em novo vídeo

Avenged Sevenfold: The Rev dizia que não passaria dos 30Avenged Sevenfold
The Rev dizia que não passaria dos 30

Mastodon: Brent Hinds diz que Dream Theater é uma banda Gay!Mastodon
Brent Hinds diz que "Dream Theater é uma banda Gay!"

Stamp
Tunecore

Black Sabbath: 25 anos de um álbum subestimado

Resenha - Cross Purposes - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar Correções  

9

Em 1994, o Black Sabbath lançava seu décimo sétimo (!!!) álbum de estúdio, o ótimo "Cross Purposes". O disco traz a volta do vocalista Tony Martin, após a segunda passagem de Dio pela banda. Além de uma linda capa, mostra uma sonoridade "encorpada", traduzida em grandes músicas. Infelizmente, não tem o reconhecimento que merece, e talvez pelo fato de não ter sido gravado por Ozzy ou Dio, não costuma ser muito falado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fato é que fica difícil imaginar que algo feito pelos Tonys (Martin e Iommi), Geezer Butler, Bobby Rondinelli e Geoff Nicholls seja ruim. E definitivamente, "Cross Purposes" pode ser qualquer coisa, menos ruim.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Logo de cara, uma das primeiras coisas que se nota ouvindo o álbum é o peso presente tanto na melodia quanto nas letras. Raramente a banda soou tão agressiva em lançamentos anteriores. Misturando toda a experiência do passado com influências do presente, o Sabbath conseguiu fazer um som diferente sem parecer caricato.

Grandes momentos sobram no álbum, como a perfeita "I Witness", que abre o álbum de maneira muito empolgante. Vale citar também "Psychophobia" e seu riff formidável, a balada "Dying For Love" (que mostra um lado da banda que deveria ser mais explorado), a marcante "Evil Eye" e "Back To The Eden", que mostra toda a versatilidade da voz de Tony Martin. Isso para não citar duas das músicas mais legais gravadas pelo Sabbath, a maravilhosa "Cross Of Thorns" e "The Hand That Rocks The Cradle", esta última, uma obra prima!

No fim das contas, "Cross Purposes" é uma mistura de heavy metal puro com toques de hard rock e algumas"power ballads", tudo contando com a habitual genialidade de Tony Iommi e a voz impressionante de Tony Martin.

Se a intenção for ouvir o disco para ficar com o papo besta de "Sabbath é só com Ozzy", é bom nem perder seu tempo, já que a intenção certamente será caçar erros. Agora, se você gosta de metal feito com qualidade e não se prende nos insuportáveis padrões impostos por alguns, vai sem medo, pois esse é um disco FODA PRA CACETE!

Ano de lançamento: 1994

Faixas:

"I Witness"
"Cross of Thorns"
"Psychophobia"
"Virtual Death"
"Immaculate Deception"
"Dying for Love"3
"Back to Eden"
"The Hand That Rocks the Cradle"
"Cardinal Sin"
"Evil Eye"

Formação:

Tony Martin: vocal
Tony Iommi: guitarra
Geezer Butler: baixo
Bobby Rondinelli: bateria
Geoff Nicholls: teclados


Outras resenhas de Cross Purposes - Black Sabbath

Black Sabbath: fase injustiçada e renegada pelos fãs