RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO hit da Legião Urbana que traz crítica contra "Escolinha do Professor Raimundo"

imagemA banda que desbancava Roberto Carlos na época da Jovem Guarda, segundo Miguel Plopschi

imagemNarrador Luiz Carlos Jr. manda ver em cover de "Holy Diver"; assista vídeo

imagemA opinião curta e grossa de Tony Iommi sobre documentário de Ronnie James Dio

imagemPrince "não sabia lidar com as pessoas", segundo seu antigo empresário

imagemA banda que Mustaine achou que pudesse ser a nova encarnação dos Beatles (e não foi)

imagemSete canções de Rock que citam a Rainha Elizabeth II na letra

imagemBillie Joe Armstrong acorda antes de setembro acabar e mostra o corpo em Miami Beach

imagemAnthrax: Scott Ian revela qual música ele apagaria da história da banda

imagemJoão Gordo e Casagrande conversam sobre soluções inteligentes para a Cracolândia

imagemMetallica queria que o Mars Volta tocasse uma música. Não tocaram. O Metallica tocou.

imagemSalgadinho, ex-Katinguelê, diz que não tem como ouvir Legião Urbana e ser conformado

imagemOs dois filmes que deram origem ao título do novo álbum do Megadeth, segundo Mustaine

imagemSteve Harris explica a mudança no tracklist do "The Number of the Beast"

imagemThe Cure: 5 bandas que o vocalista Robert Smith já declarou odiar


Stamp

Música sobre tela: Capas de álbuns que são verdadeiras obras de arte

Por Iacobus M. Blasco
Em 28/08/21

O filósofo alemão Arthur Schopenhauer em sua obra principal, "O mundo como vontade e representação", dizia que a contemplação da arte (destacando a pintura e especialmente a música), apresenta-se como bálsamo para o ser humano superar o pessimismo causado pelo mundo passageiro dos fenômenos e assim alcançar, ainda que provisoriamente, a tão sonhada Ataraxia [Ataraxia = Quietude que é segundo o epicurismo, o apanágio dos deuses e o ideal do sábio].

Levando em conta essa reflexão do Schopenhauer, podemos até divagar que, "Se a música é a essência de um álbum, a arte na capa é também uma importante parte desse montante intelectual".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para artistas e bandas que querem elevar as suas obras a um patamar mais primoroso. Escolher a arte da capa de um álbum é importantíssimo, pois a primeira vista, transmite a atmosfera e o estilo da respectiva proposta musical em seu conteúdo.

Muitos músicos encomendam capas originais a artistas específicos, outros até criam suas próprias artes (a belíssima capa de - A Night at the Opera - do Queen, teve colaboração do próprio Freddie Mercury por exemplo).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No entanto, algumas vezes eles optam por usar a imagem de obras de arte clássicas e contemporâneas para compor seus trabalhos.

Mesmo que não seja unânime a célebre frase, "Toda a obra de um homem, seja em literatura, música, pintura, arquitetura ou em qualquer outra coisa, é sempre um auto retrato!" *Samuel Butler.

Podemos ao menos crer que - Ao termos a junção da harmonias e letras, agregadas a expressividade estética da capa do álbum. Tudo isso tem a funcionalidade de aproximar ainda mais o espectador ao âmago do artista, para assim poder levá-lo a compreender a metalinguagem de uma obra em si.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E muitos artistas ao utilizarem uma imagem em particular, nos transportam a um mundo de novas perspectivas e compreensão muitas vezes aquém de nossas percepções.

Partindo dessa premissa, trago aqui algumas:

Capas de álbuns que são verdadeiras obras de arte

Artista: Candlemass

Capa do álbum: Tales of Creation.

Reunindo três álbuns em um só, num emaranhado com o "Crème De La Crème" do Doom metal, composto de uma alma revigorante do insultoso heavy metal dinamarquês.

Tales of Creation é uma paulada na cara de todos os pudicos de plantão e não dá margem a busca da Ataraxia mencionada por Schopenhauer (pelo menos não se levarmos em questão sobre algum tipo de quietude).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Já a arte da capa foi inspirada na ilustração - The Creation of Light (1866) , do Paul Gustave Doré, um pintor, desenhista e o mais produtivo e bem-sucedido ilustrador francês de livros de meados do século XIX.

Curiosidade: As mais célebres ilustrações da obra "A Divina Comédia" de Dante Alighieri, foram de Gustav Doré.

É aquele livro que tem de se ler ao menos uma vez na vida!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Original - Gustav Doré.

Artista: Virgin Steele

Capa do álbum: Invictus.

Invictus é o oitavo álbum de estúdio da banda de power metal Virgin Steele . É a terceira parte da saga "O Casamento do Céu e do Inferno" , explorando as relações e conflitos entre a humanidade e a divindade.

Já a capa do álbum sai do campo da pintura e é baseada em - Perseu com a cabeça da Medusa, uma escultura de bronze feita por Benvenuto Cellini no período de 1545 a 1554.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A obra remete a saga de um dos maiores feitos de Perseu, quando ele enfrentou a Medusa, uma mulher Górgona com cabelos de cobra que todos que olhassem em seus olhos, ela tinha o poder de os transformar em pedra.

A obra está exposta após recente restauração em frente à Galleria degli Uffizi, em Florença na Itália.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sem duvida é um dos maiores monumentos da Renascença.

Original - Benvenutto Cellini.

Artista: Joni Mitchell

Capa do álbum: Turbulent Indigo.

Turbulent Indigo é o décimo quinto álbum de estúdio da cantora e compositora canadense Joni Mitchell, lançado em 25 de outubro de 1994, por intermédio da Reprise Records. O álbum inclui temáticas ligadas à violência, AIDS, aquecimento global e consumismo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ela "tomou de assalto" a concepção do quadro; Orelha Enfaixada ou Autorretrato com a Orelha Cortada, feita por Vincent Van Gogh, em um autorretrato, como o título da pintura sugere.

Mitchell se colocou no lugar de Van Gogh e mudou o fundo para redemoinhos azuis que nos lembram da obra " A noite estrelada" de Van Gogh.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Original - Van Gogh.

Artista: Bruce Dickinson

Capa do álbum: The Chemical Wedding.

The Chemical Wedding é o quinto álbum solo de Bruce Dickinson , lançado em 15 de setembro de 1998 a própria etiqueta Air Raid. Ele é inspirado nas obras de William Blake (que pintou a icônica obra de arte " O grande Dragão Vermelho"), apresentando trechos cantados e falados de suas obras proféticas e poesia.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Já a capa inspirada em - O Fantasma de uma Pulga (em inglês: The Ghost of a Flea), é uma pintura em têmpera misturada com ouro em painel de mogno por William Blake, e que se encontra hoje no Tate Gallery, em Londres. Concluída entre 1819 e 1820, a pintura forma uma parte da série de trabalhos chamados de "Visionary Heads" (literalmente, Chefes visionários) encomendadas pelo astrologista John Varley (1788–1842).

Para Blake era comum a utilização do estilo espiritual e mágico em suas obras, visivelmente presente nesse desenho.

Ele foi um Ocultista, Poeta e pintor que está entre os mais significativos que circundou por movimentos como o Simbolismo, Romantismo e Iluminismo.

Original - William Blake.

Artista: Chris Rea

Capa do álbum: The Blue Jukebox.

The Blue Jukebox é o vigésimo álbum de estúdio do cantor e compositor britânico Chris Rea, lançado em 2004 por sua gravadora independente Jazzee Blue.

Sobre o álbum, digamos que ele tem uma visão mais suave e jazzística do blues.

Já a arte da capa é baseada na pintura Nighthawks (literalmente, "Aves da Noite", "Gaviões da Noite" ou "Falcões da Noite") de 1942 de Edward Hopper que retrata pessoas sentadas num restaurante do centro da cidade durante a noite. É considerada a obra mais famosa de Hopper, assim como uma das mais reconhecidas da arte americana.

Original - Edward Hopper

Artista: Skid Row

Capa do Álbum: Slave to the Grind.

Slave to the Grind é o segundo álbum de originais da banda Skid Row, editado a 11 de Junho de 1991. Slave to the Grind é notável por ter sido o primeiro álbum de heavy metal a estrear-se no 1º lugar da tabela Billboard 200 durante a era SoundScan. ( A mais pura é verdade é que - É UM PUTA ÁLBUM!!!).

Quem ilustrou a capa do álbum foi o pai de Sebastian Bach (e que belíssimo trabalho diga-se de passagem).

A pintura é um mural longo, continuando dentro do livro incluído no álbum. A capa situa-se na era medieval (inspirado na pintura de Caravaggio "Burial of St. Lucy" (Enterro de Santa Lúcia) (1608)), mas no entanto tem pessoas a usar tecnologia moderna. John F. Kennedy está no grupo de pessoas na capa.

Artista: Rod Stewart

A Night on the Town é o sétimo álbum de estúdio do cantor Rod Stewart, lançado em Junho de 1976.

Já a arte da capa é baseada em "O baile no moulin de la Galette" (em francês: Le bal du moulin de la Galette), uma belíssima pintura realizada a óleo sobre tela em 1876, pelo impressionista francês Pierre-Auguste Renoir, consagrada como um marco da pintura impressionista.

No respectivo álbum, podemos ver o próprio Stewart em um traje de época entre as pessoas na frente. A atmosfera carregada de vivacidade da pintura, dá o tom para a música nela contida.

Original - Pierre-Auguste Renoir

Artista: The Velvet Underground & Nico

Capa do álbum: The Velvet Underground & Nico.

Esse é o álbum de estreia da banda norte-americana de rock The Velvet Underground, lançado em Março de 1967 pela Verve Records. Com a participação da vocalista Nico, o álbum foi gravado em 1966 enquanto o grupo fazia parte da digressão de multimédia Exploding Plastic Inevitable de Andy Warhol, que chamou a atenção devido às suas apresentações experimentais de textos emocionais e controversos, que incluíam a dependência de drogas, prostituição, sadomasoquismo e desvios sexuais

A capa de The Velvet Underground and Nico, é geralmente chamado de "álbum da banana", já que possui o desenho de uma banana feito por Andy Warhol. As cópias iniciais do álbum convidavam o dono a "descascar lentamente e ver" (no inglês, "peel slowly and see", que viria a ser o nome de uma das coletâneas da banda). Descascando o adesivo, revelar-se-ia uma banana de cor de carne.

Original - Andy Wahrol.

Artista: The Strokes

Capa do álbum: The New Abnormal

The New Abnormal é o sexto álbum de estúdio da banda de rock norte-americana The Strokes, lançado em 10 de abril de 2020 pelas gravadoras RCA e Cult Records.

A imagem da capa vem da obra que se chama - Bird on Money, uma pintura criada pelo artista americano Jean-Michel Basquiat em 1981. A pintura é uma homenagem ao saxofonista de jazz Charlie Parker, uma figura importante no desenvolvimento do bebop .

Em 1985, Basquiat disse ao The New York Times Magazine : "Desde que eu tinha dezessete anos, pensei que poderia ser uma estrela. Eu pensava em todos os meus heróis, Charlie Parker, Jimi Hendrix ... Tive um sentimento romântico sobre como esses as pessoas ficaram famosas. "

Nota; Basquiat assim como Parker lutou contra o vício em heroína. Dizem que é perceptível sentir o embate dele com a droga através dessa pintura em específico.

Original - Basquiat.

Vou aproveitar e deixar aqui também um filme biográfico sobre a vida de Basquiat que vale muito a pena a conferida.

E aí gostou da matéria? Além de compor uma música você se sentiu inspirado em pintar um quadro ou esculpir uma escultura?

Compartilhe com os amigos e sempre que puder recomende as matérias do Portal Whiplash.

E nunca se esqueçam:

"A arte diz o indizível; exprime o inexprimível, traduz o intraduzível." * Leonardo da Vinci

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Bruce Dickinson é confirmado como uma das atrações do Summer Breeze 2023

Com tempo de sobra, Bruce Dickinson também faz segurança em show do Iron Maiden

A lição que Bruce Dickinson aprendeu com Pete Townshend sobre abuso de poder

Bruce Dickinson brinca com bicho de pelúcia atirado no palco; veja vídeo

Bruce Dickinson explica quando começa o abuso nos relacionamentos com as groupies

Iron Maiden: A música dos Beatles que fez Bruce Dickinson começar a cantar

Iron Maiden é alvo de fake news que diz serem apoiadores de candidato à presidente

Bruce Dickinson fará shows no Brasil cantando Deep Purple, segundo jornalista

Iron Maiden: quando James LaBrie foi convidado para substituir Bruce Dickinson

Bruce Dickinson fala sobre o motivo de sua saída do Iron Maiden em 1993

A inacreditável canção de Johnny Cash que Bruce Dickinson idolatra

Show do Iron Maiden em Curitiba terá cerveja exclusiva para o evento

Se beber, não pilote: Bruce Dickinson está em Curitiba atrás de cerveja e aviões

Bruce Dickinson comenta suas três músicas preferidas do Deep Purple

Bruce Dickinson dança e curte felizão festa de casamento do filho

Bruce Dickinson diz que não tem a mínima intenção de se tornar um político

Iron Maiden: Bruce Dickinson relembra figurino esquisito dos anos 80

Iron Maiden: Bruce Dickinson explica o seu "viagra musical"

O Suprassumo do Superestimado: os 11 mais (ou menos) nacionais

Iron Maiden: o vocal que quase substituiu Bruce Dickinson em 93


Sobre Iacobus M. Blasco

Iacobus M. Blasco é um Escritor, historiador, Músico e também um amante das artes. Nascido em São Paulo. Desde muito cedo se interessou pelas histórias fantásticas e de Terror, e logo também descobriu seu amor pelo Rock and Roll. Cursou a sua licenciatura de Língua Portuguesa, Música e por um curto período cursou também Artes Visuais. Ele acredita que existe vida no lado oculto da lua! Instagram: @iacobus.mblasco

Mais matérias de Iacobus M. Blasco.