Bai Bang: hard rock festeiro e com tempero escandinavo

Resenha - Livin' My Dream - Bai Bang

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marcelo Vieira, Fonte: Collector's Room
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Dois anos após o excelente Are You Ready (sem exagero, um dos melhores discos de hard rock de 2009), o Bai Bang está de volta mais com Livin’ My Dream. A formação atual consiste em Diddi Kastenholt (vocais), Pelle Eliaz (guitarra), Joacim Sandin (baixo) e Johnny Benson (bateria).
Anthrax: "AC/DC e Iron Maiden são os culpados"Listed: TV americana elege os maiores bad boys da música

A proposta é a mesma de seus antecessores: hard rock festeiro, alto astral, com aquele tempero escandinavo que é quase um selo Qualidade Total ISO 9000. A única diferença reside nos teclados a mais, quase sempre fazendo ambiência apenas. A maioria das letras exalta as, digamos, “coisas boas da vida” com a perícia de quem viveu o auge no final dos anos 80 e, mesmo tanto tempo depois, ainda não abriu mão do visual e de parte das convicções musicais.

“We’re United” abre o álbum de forma explosiva. Batida forte, acelerada, refrão marcante cantado em coro, wah-wah no solo, enfim, todos os ingredientes outrora indispensáveis para um hit hard rocker estão aqui. Mais melódica, “Come On” tem sangue azul e amarelo e é um dos destaques. Logo em seguida a primeira música mais cadenciada, “Rock On”, é a típica power ballad que tem cadeira cativa em todo álbum de hard rock.

Apesar de ser a mais curtinha de todas, “Stay” figura entre as melhores, com seu refrão chiclete que não desgruda dos ouvidos. “Rock It” é aquele hino perdido que remete a grandes concertos de rock em arenas lotadas. “Put On Her Dress” coloca um ponto final no trabalho com a impressão de que ficou faltando algo. E ficou: energia!

O fato de Are You Ready ser tão bom depõe contra Livin’ My Dream, colocando-o na berlinda. Infelizmente, o Bai Bang não conseguiu repetir a dose “um hit após o outro” aqui, mas continua mandando bem naquilo que se propõe a fazer. Espero que no palco, a energia dessas canções se multiplique e o padrão das apresentações do quarteto continue alto. No mais, Livin’ My Dream apenas vale o investimento.

1. We're United
2. Livin' My Dream
3. Come On
4. Rock On
5. Stay
6. Gonna Have It All
7. Tonight
8. Rock It
9. Die For You
10. Put On Her Dress

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Bai Bang"

Anthrax
"AC/DC e Iron Maiden são os culpados"

Listed
TV americana elege os maiores bad boys da música

Metaleiros
Uma chaga aberta no tecido social

Arquivos em MP3: quem os ouve, não ouve o que foi feito em estúdioIron Maiden: Bruce Dickinson continua andando de metrôSlash: "não sou um guitarrista técnico", diz o músicoVinil: quando a ditadura argentina traduzia os títulosValentina Francisco: Ouça garotinha cantando AC/DC antes do The Voice KidsIron Maiden: o último show da era Blaze Bayley no Brasil em 1998

Sobre Marcelo Vieira

Marcelo Vieira é jornalista, DJ e ex-guitarrista das bandas Mafia, Os Neuza e Burning Stars. Fundou em 2007 o blog Combe do Iommi e tem textos e matérias publicados nos sites Collector's Room e Van do Halen. Trabalha também como assessor de imprensa na empresa SPS Comunicação e é repórter da Federação de Automobilismo do Estado do Rio de Janeiro (FAERJ). Escreve resenhas de CDs, DVDs e livros e cobre shows para o site ROCK ZONE desde setembro de 2011. Contato: mvmeanstreet@hotmail.com / Twitter: @mvmeanstreet .

Mais matérias de Marcelo Vieira no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online