Kiss: uma hora e quarenta de puro Rock'n'Roll em São Paulo

Resenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Léo Pinto
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

KISS: Talvez o show mais esperado do ano no Brasil, onde os famosos mascarados voltaram pela quinta vez. Pra mim, teve um gostinho especial, pela banda ter sido a responsável pela minha entrada no mundo do rock no longínquo ano de 1982, através do álbum “Creatures Of The Night”. Nostalgias de 30 anos atrás à parte, vamos a esse evento espetacular que aconteceu na Arena Anhembi, na zona norte de São Paulo.

Com justiça, o VIPER foi escolhido para abrir os trabalhos da noite, numa apresentação curta, de meia hora apenas, mas que deu conta do recado. Eu encaro como um aperitivo para incentivar o público a ir aos shows da banda que está terminando a “To Live Again Tour”, onde tocam na íntegra, os clássicos álbuns “Soldiers Of Sunrise” e Theatre Of Fate”. O primeiro completou 25 anos de seu lançamento. Eu tive a oportunidade de ver um show dessa turnê, aqui em Vitória. No link abaixo, tem a resenha que fiz desse show histórico para os capixabas:
1558 acessosViper: relembrando a época de ouro do Metal brasileiro

Voltando ao Anhembi, o vocalista André Mattos, do VIPER, se mostrou muito feliz por estar abrindo para o KISS e presenteou o público com hinos, como “Living For The Night”, “Rebel Maniac” e encerrando com o cover do QUEEN, “We Will Rock You”.

O que chamou a atenção, foi algo difícil de se ver acontecer em shows no Brasil, principalmente nos de grande porte e internacionais: a pontualidade! Estava marcado para o KISS subir ao palco às 21h30 e o atraso foi somente de cinco minutos. Parabéns à organização do evento.

Quando a luz se apagou, surgiu um telão com um mapa-múndi gigante que ia aproximando até localizar a cidade de São Paulo, a Arena Anhembi, o palco, terminando por mostrar os integrantes da banda nos bastidores se preparando para entrarem. O telão se apagou, as cortinas desceram e Paul Stanley (vocal e guitarra base), Gene Simmons (vocal e baixo), Eric Singer (bateria e vocal) e Tommy Thayer (guitarra solo e vocal) apareceram num palco suspenso que ia descendo lentamente ao som da primeira música, a destruidora “Detroit Rock City”, revelando um imenso painel luminoso, com a inscrição KISS ao fundo. Era o início apoteótico da Monster Tour 2012 em São Paulo, depois de já terem passado por Porto Alegre três dias antes.

O bombardeio sonoro prosseguiu com o hino “Shout It Out Loud”. Ao final, Paul Stanley cumprimenta o público de aproximadamente 25.000 pessoas, dizendo que eles estiveram na Argentina (a galera vaiou), estiveram no Chile (mais vaias), mas o Brasil era número um! Disse ainda que o Brasil faz parte da KISS Family. Com a plateia ensandecida de orgulho, ele anuncia “Calling Dr. Love” e a sonzeira continua.

A banda resolveu fazer uma sequência com as duas primeiras músicas do mais novo álbum “Monster”, que dá nome à turnê, e tocaram “Hell Or Hallelujah” e “Wall Of Sound”, esta última com Gene Simmons no vocal.

Ao som de sirenes, Gene Simmons pegou uma espada em chamas, fez um número solo de cuspir fogo e fincou a espada no chão para anunciar os primeiros acordes de “Hotter Than Hell”, seguida pela poderosa “I Love It Loud”. Em “Outta This World”, o guitarrista Tommy Thayer assumiu o vocal e encerrou a música com um duelo de solos com o baterista Eric Singer. Enquanto sua guitarra soltava fogos, a plataforma onde Tommy estava subia cada vez mais alto. Num momento impressionante do show, Eric pega uma bazuca e atira de verdade, quebrando um canhão de luz. Atitude arriscada, mas afinal de contas, era o KISS!

Numa performance assustadora para os desavisados, Gene Simmons, a exemplo do que fez em Porto Alegre, repetiu o momento em que toca seu baixo enquanto um rio de sangue fictício jorra de sua boca. De repente, ele foi içado pro cima por um cabo de aço, e do alto de uma plataforma mandou um “tudo bem?” em português, para delírio dos fãs e, de lá mesmo, canta “God Of Thunder”.

“Psycho Circus” e “War Machine” foram as próximas a incendiarem a plateia. Paul Stanley aproveitou para revelar que, toda vez que o KISS vai a São Paulo, é como se estivessem em casa. Ele complementa dizendo gosta da Argentina, do Chile e do Paraguai, mas seu coração é do Brasil. O Anhembi vem abaixo com esse elogio.

Em outro ponto alto do show, Paul subiu numa tirolesa no meio da música “Love Gun” e foi do palco até a torre de som que ficava no meio da plateia, continuando a cantar de lá. No final ele voltou para o palco pela tirolesa e antes de Eric assumir o vocal para “Black Diamond”, Paul começou a tocar alguns acordes de Stairway To Heaven, do LED ZEPPELIN, mas logo desiste dizendo que as pessoas estavam ali para ouvirem KISS!

O show pirotécnico que se seguiu e o palco subindo, indicava o término do show, mas a galera pediu bis cantando o refrão do hino mor “Rock'n'Roll All Night” que ainda não havia sido tocado. A banda voltou para o palco e, antes do bis, tirou uma foto com a plateia ao fundo para deixar registrado mais uma passagem em terras brasilis. Essa foto pode ser vista no final desta resenha.

O bis contou com três obras-primas: “Lick It Up”, “I Was Made For Lovin' You” e tão aguardada “Rock'n'Roll All Night”, com todos cantando debaixo de uma chuva de papel picado e muita fumaça. Os integrantes da banda subiram nas plataformas e somente Paul ficou embaixo para quebrar sua guitarra e deixar marcado em nossa memória, esse show inesquecível, que terminou com uma grande queima de fogos e um letreiro gigante no fundo do palco, onde se lia "Brazil, Kiss Loves You", ao som de “God Gave Rock'n'Roll To You” no playback, totalizando 1 hora e 40 minutos de puro Rock'n'Roll!

SETLIST:

01 - Detroit Rock City
02 - Shout It Out Loud
03 - Calling Dr. Love
04 - Hell Or Hallelujah
05 - Wall Of Sound
06 - Hotter Than Hell
07 - I Love It Loud
08 - Outta This World
09 - God Of Thunder
10 - Psycho Circus
11 - War Machine
12 - Love Gun
13 - Black Diamond

BIS:

14 - Lick It Up
15 - I Was Made For Lovin' You
16 - Rock'n'Roll All Night

Vejam o show na íntegra:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

1372 acessosKiss: um espetáculo único em São Paulo4208 acessosKiss: um espetáculo sem precedentes ou sucessores1777 acessosKiss: eles ainda entregam muito, apesar do tempo passando1702 acessosKiss: uma espetacular apresentação em São Paulo5000 acessosKiss: uma verdadeira celebração Rock N' Roll em São Paulo5000 acessosKiss: grupo extasia público em São Paulo5000 acessosKiss: diversão garantida ou seu dinheiro de volta

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 29 de novembro de 2012

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

457 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita749 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

Baladas HardBaladas Hard
Blog elege o Top 20 de todos os tempos

KissKiss
10 músicas gravadas com formações completamente alternativas

Hard RockHard Rock
As bandas que deram origem aos heróis do gênero

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"0 acessosTodas as matérias sobre "Viper"

Van HalenVan Halen
Eddie explica os segredos do seu modo de tocar

Whiplash.NetWhiplash.Net
O site protege algumas bandas e prejudica outras?

Iron MaidenIron Maiden
O histórico (e atrapalhado) show no 1º Rock in Rio

5000 acessosMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros5000 acessosMetal/Hard: Alguns dos maiores e melhores vocalistas atuais5000 acessosAbout.com: site elege os 5 melhores álbuns do Slayer5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e Miguel Falabella5000 acessosBill Ward: a receita para sobreviver no ramo da música5000 acessosKiss: o Brasil acreditava que a banda matava pintinhos nos shows

Sobre Léo Pinto

Capixaba de Vitória, historiador, guia de turismo, fanático por metal, hardcore, punk, rock e todas as suas vertentes, desde 1981 (sim, tenho cabelos e cavanhaque grisalhos, e daí? hehe). Sempre às ordens para resenhar sobre shows, acompanhar bandas em visita à minha cidade e prestar assessoria à imprensa.

Mais matérias de Léo Pinto no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online