Matérias Mais Lidas

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagemGuns N' Roses cancela show na Escócia por razões médicas

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagem"Master Of Puppets" apareceu em comédia há 19 anos, muito antes de "Stranger Things"

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemGuns N' Roses: A crítica de Portnoy ao trabalho de Matt Sorum

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things


Airbourne 2022

Kiss: uma espetacular apresentação em São Paulo

Resenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Por Kalil Restivo
Em 25/11/12

Uma das frases mais famosa do rock, "You wanted the best, you’ve got the best, the hottest band in the world: Kiss", trouxe ao palco através de uma plataforma suspensa, a banda que começou o show com uma dobradinha vinda do álbum "Destroyer", "Detroit Rock City" e "Shout it Out Loud".

Fotos: Juliana Sousa

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Paul Stanley faz uma pausa dizendo que a banda já havia passado pela Argentina e pelo Chile, recebendo vaias, e após isso, disse que São Paulo era a "número um", seguindo o show na capital paulista com "Calling Dr. Love".

O show prosseguiu com "Hell or Hallellujah" e "Wall of Sound", ambas presentes no novo álbum, "Monster".

"Hotter than Hell", do album homônimo, deixou a Arena Anhembi literalmente mais quente que o inferno, com seus efeitos pirotécnicos. Gene Simmons comandou um coro de 25 mil pessoas na música seguinte, "I Love it Loud".

Tommy Thayer deu seu show durante "Outta this World", música na qual é vocalista e também durante seu duelo de solos com o baterista Eric Singer que o "atinge" com uma bazuca, levando o público ao êxtase.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Foi chegada a hora do "chefe", Gene Simmons entra no palco para a execução de seu solo, momento no qual vomita sangue, e logo após é içado para uma plataforma acima do palco, hora que é ovacionado pelo público paulistano, para comandar "God of Thunder".

"Psycho Circus" precedeu "War Machine', ambas cantadas incansavelmente pelo público presente.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Para arrepiar ainda mais cada a plateia só havia um jeito: o voo de Paul Stanley para a plataforma presente no meio da plateia durante Love Gun. Paul Stanley faz um pequeno solo com direito a um trecho de "Stairway To Heaven", perguntando se o público quer ouvir uma música do Kiss. Com a lógica resposta afirmativa "Black Diamond" foi tocada e a banda se retirou do palco.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após a plateia cantar o refrão de "Rock and Roll all Night" a banda volta ao palco, tirando uma bela foto com o público paulistano de fundo. Paul pergunta ao público se o Kiss pode voltar em breve e vê – lo de novo, e logo após isso começa "Lick it Up", música que fez o público tirar o pé do chão.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Para acabar o show com chave de ouro foram tocadas "I Was Made for Loving You" e "I Wanna Rock and Roll all Nite", esta última com direito a muito gelo seco e papel picado, Após o fim dessas músicas há a certeza de que o público voltou sem voz para casa após cantá – las a plenos pulmões.

Certamente grande parte da plateia também ficou com uma dúvida: como chamar essa espetacular apresentação em terras paulistanas, concerto, show ou espetáculo??

Banda:
Paul Stanley – vocais, guitarra
Gene Simmons – vocais, baixo
Eric Singer – bateria, vocais
Tommy Thayer – guitarra solo, vocais

Set List:
Detroit Rock City
Shout It Out Loud
Calling Dr. Love
Hell Or Hallelujah
Wall of Sound
Hotter Than Hell
I Love It Loud
Outta This World
Solo Guitarra/Bateria
Solo Baixo
God of Thunder
Psycho Circus
War Machine
Love Gun
Black Diamond
Bis:
Lick It Up
I Was Made for Lovin' You
Rock and Roll All Nite

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Fonte: Frango Metaleiro (Facebook)


Outras resenhas de Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Resenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Resenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Resenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Resenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

imagemResenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Resenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Resenha - Kiss (Arena Anhembi, São Paulo, 17/11/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp




Sobre Kalil Restivo

Kalil F. Restivo Simão é um paulistano de 16 anos que cursa o Ensino Médio. Começou a ouvir rock por influência do pai, e através dele se tornou fãnático por Scorpions, Ozzy, Megadeth e AC/DC. Também acompanha o trabalho de grupos como Salário Mínimo, Kiss, Guns n' Roses, Iron Maiden, Judas Priest e Motörhead. Tem como ídolos James Kottak, Zakk Wylde e Ozzy Osbourne. O autor pode ser seguido no twitter: @kalilrestivo.

Mais matérias de Kalil Restivo.