John Corabi: "An Acoustic Night" no Rio de Janeiro

Resenha - John Corabi (Calabouço Bar, Rio de Janeiro, 27/03/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rodrigo The Rock
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.





Antes de falarmos sobre o show, vamos relembrar que o lendário vocalista John Corabi, ficou muito conhecido por integrar entre 1992 e 1997 o posto de vocalista da também lendária banda de Hard Rock californiana Mötley Crüe.

Apesar de todo o talento de Corabi e do nível técnico muito superior ao de Vince Neil (o vocalista original), a gravadora na época exigiu o retorno de Neil devido às vendas abaixo do esperado do album “Mötley Crüe” e do EP "Quaternary". John chegou a gravar algumas faixas para o album seguinte, “Generation Swine”, de 1997, mas acabou demitido e não foi creditado. Posteriormente seus vocais foram encobertos pelos de Neil.

Antes de integrar o Mötley Crüe, John também foi vocalista dos grupos Angora e The Scream, foi guitarrista da banda Ratt e fez parte dos projetos “Union” , ao lado do ex-guitarrista do KISS, Bruce Kulick, e do “ESP”, do também baterista do KISS, Eric Singer.

Falando do show no Rio de Janeiro, que rolou no último dia 27 de Março, no Calabouço Heavy & Rock Bar, John fez uma apresentação acústica em companhia do guitarrista Chris Nolen, onde mesclou músicas do Union, Scream e Mötley Crüe.

Com a apresentação marcada para as 22hs, John e Chris chegaram a casa por volta das 21h20m e com muita simpatia cumprimentaram aos presentes antes de se prepararem para subir ao palco.

Com um público bem abaixo do esperado pela própria produção, John não demonstrou nenhuma preocupação quanto a esse detalhe e acabou fazendo uma apresentação antológica, como se estivesse tocando na sala da sua própria casa para alguns amigos mais chegados.

Atitude louvável para um músico que já tocou em grandes arenas com o Mötley Crüe e Ratt , passando longe do esteriótipo do rock star com crises de estrelismo.

Abrindo o show as 22hs em ponto, John agradeceu a presença de todos e soltou sua poderosa voz em "Love (I Don't Need It Anymore)" do Union, conquistando de cara os afortunados que compareceram ao Calabouço Heavy & Rock Bar.

Demonstrando muita presença de palco e carisma, John conversou e brincou bastante com a platéia e perguntou se todos conseguiam entender o que ele dizia porque as duas únicas palavras que ele sabia em português eram "Obrigado" e "Puto". O forte calor carioca fez os músicos precisarem afinar constantemente seus instrumentos e John chegou a perguntar se o clima era sempre assim no Rio.

Apesar do press release ter divulgado um possível set list para os shows brasileiros, John deixou algumas músicas do Crüe que eram esperadas de fora, como 'Misunderstood', 'Power to the Music' e 'Hammered'.

Em compensação, surpreendeu a todos com 'Draw The Line' do Aerosmith, um ótimo improviso de 'You've Got To Hide Your Love Away' dos Beatles, relembrando os tempos do Union, 'Driftaway' , 'Home Sweet Home' e 'Smokin' in The Boys Room' , três clássicos do Crüe, sendo que as duas últimas da fase de Vince Neil.

Não faltaram 'Never Loved Her Anyway', 'Man in the Moon' e 'Father, Mother, Son' , clássicos do The Scream. Essa última John dedicou ao lendário roqueiro carioca, Criss Sexx, que também estava na platéia. Figuraram ainda no set, 'Hooligan's Holiday' e 'Loveshine' , ambas do album "Mötley Crüe", com essa última fechando a apresentação.

Depois de 1h50m de uma maravilhosa performance ininterrupta, os músicos agradeceram a recepção e interação do público, deram um breve descanso e logo ambos se juntaram aos presentes, batendo papo, tirando fotos e distribuindo autógrafos.

Quem não foi perdeu uma oportunidade única de assistir de perto e conhecer um icone do Hard Rock. Como dizia no ingresso: "An Acoustic Night with John Corabi", acabou se transformando numa noite pra ser lembrada por muito tempo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

VocalistasVocalistas
Seis cantores cuja voz degringolou com o tempo

591 acessosMötley Crüe: edição de 30 anos de Girls Girls Girls453 acessosMötley Crüe: "Girls, Girls, Girls" será relançado0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Motley Crue"

Mötley CrüeMötley Crüe
Um compêndio de devassidão e falta de moral

Fotos que falam por si própriasFotos que falam por si próprias
Nikki Sixx, do Motley Crue

Nikki SixxNikki Sixx
Exibindo sua Harley Davidson com Jenna Jameson

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "John Corabi"0 acessosTodas as matérias sobre "Motley Crue"0 acessosTodas as matérias sobre "Ratt"

Iron MaidenIron Maiden
As 5 músicas mais fracas da carreira da banda

Ultraje a RigorUltraje a Rigor
Roger diz que foi tratado como lixo pela equipe dos Stones

GorgorothGorgoroth
Infernus: "Prefiro veneno de rato a abrir para o Anthrax!"

5000 acessosRafael Bittencourt: "O que vou ensinar para este menino?"5000 acessosLista: assista dez micos em shows de rock5000 acessosGorgoroth: As orientações sexuais e políticas de Gaahl5000 acessosRockstars: veja algumas fotos antes da fama - parte 15000 acessosRush: relação da banda com a série animada South Park5000 acessosMax Cavalera: as 11 músicas que definem a carreira do vocalista

Sobre Rodrigo The Rock

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online