Angra: Um registro da paixão do povo cearense e nordestino

Resenha - Angra (Marina Park, Fortaleza, 10/10/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pablo Castelar
Enviar correções  |  Ver Acessos

Fotos por João Paulo Andrade

Publicado Originalmente no SkyHell Webzine


Este foi o registro da paixão do povo cearense, e por que não dizer nordestino, por este que pode ser considerado o maior nome do heavy metal melódico brasileiro: Angra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Ceará Music é o maior evento musical do Estado e um dos maiores do país, distribuído em três dias, com bandas nacionais dos mais diversos estilos. Estas bandas são escolhidas através de votações, feitas principalmente pela internet. E, para a surpresa de muitos, e agrado dos headbangers do nordeste, o Angra recebeu a sexta maior votação e a banda foi levada ao evento, literalmente, "nos braços do povo".

Outro fato importantíssimo marcou a noite, a primeira do festival: A resistência e fidelidade dos fãs de heavy metal e da banda. Convenhamos, com todo respeito às demais bandas, para quem não aprecia o estilo de Capital Inicial, o Rappa, Jorge Vercilo, Skank e derivados, foi desgastante e cansativo ter de esperar até as 5 horas da manhã para o começo do show do Angra.

Com o raiar do dia, finalmente o grupo entrou no palco principal do evento (que contava com 2 palcos), e apesar de muita gente já ter ido embora, era enorme a quantidade de pessoas que ficou para honrar o final da noite. A banda começa logo com Nova Era, um neo-clássico do Angra, tirado do álbum Rebirth. A música foi muito bem recebida, e total mérito deve ser registrado ao Edu Falaschi, vocalista do Angra, por conseguir arrancar energia da platéia àquela hora da madrugada. Aliás, verdade seja dita, a banda inteira teve uma performance de palco excepcional.


Era nítida a satisfação dos membros do Angra ao ver aquela multidão que os prestigiava, e fizeram um belo show para compensar a espera. Tocaram outras faixas do novo álbum Rebirth, como Millenium Sun e Acid Rain, que proporcionaram momentos curiosos das famosas "coincidências". Ao tocar a primeira, o sol ia subindo, ao tocar a segunda, a chuva começou a descer dos céus. E ao contrário do que se podia esperar, pouquíssimos foram buscar abrigo. O show continuou, e todos ficaram lá para agitar com o Angra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com o público nas mãos, a banda também remeteu ao passado com Angels Cry, fez o público cantar com Rebirth, uma das mais bem recebidas do show, finalmente dando um descanso com a faixa Hunters And Prey, do EP homônimo.

Como não podia faltar, no final do show a banda arrancar ainda mais energia do público tocando a clássica Carry On, entoada por todos. E quando imaginava-se que o show havia chegado ao fim, a banda surpreende tocando The Number Of The Beast, clássico imortal do Iron Maiden, fazendo um começo do dia perfeito.

O único infortuito da apresentação é que a equalização do som, talvez devido a inexperiência com os técnicos de som com o estilo, foi um pouco prejudicada, com o volume das guitarras muito abaixo do desejável, principalmente a de Rafael Bittencourt. Afora isso, foi uma apresentação digna, com destaque ao baixista Felipe, tocando de forma magistral e apoiando nos vocais de maneira muito eficiente.


Mais importante do que este show do Angra, a significância deste momento deve ser reconhecido por diversos fatores e conseqüências. Primeiramente, deve-se observar que isto é uma enorme porta que se abre para as outras bandas de heavy metal, não apenas para tocarem neste evento (espera-se), como também para trazer ao nordeste ainda mais a presença do metal nacional. O público cearense demonstrou que há espaço para este mercado sim, e que dando oportunidade, o heavy metal pode cativar os mais diversos tipos de ouvintes.

Concluindo, note-se que o Angra está atualmente na primeira posição na enquete do site oficial do evento, sobre qual foi a melhor performance no palco principal do Ceará Music, com mais de 27% dos votos. Alguém ainda duvida da força do metal?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Angra"


Dr. Sin: Felipe Andreoli, do Angra, lamenta o fim da bandaDr. Sin
Felipe Andreoli, do Angra, lamenta o fim da banda

Luis Mariutti: Se eu sou o melhor eu não sei, mas os meus fãs sãoLuis Mariutti
"Se eu sou o melhor eu não sei, mas os meus fãs são"


Milhões: Os eventos com maior público da história da músicaMilhões
Os eventos com maior público da história da música

Twisted Sister: segundo Dee, ser pobre e famoso é uma merdaTwisted Sister
Segundo Dee, "ser pobre e famoso é uma merda"


Sobre Pablo Castelar

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280