Resenha - Angra (Marina Park, Fortaleza, 10/10/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Pablo Castelar
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Fotos por João Paulo Andrade

1122 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify5000 acessosAxl Rose: quatro páginas de pedidos para camarim no RIR

Publicado Originalmente no SkyHell Webzine


Este foi o registro da paixão do povo cearense, e por que não dizer nordestino, por este que pode ser considerado o maior nome do heavy metal melódico brasileiro: Angra.

O Ceará Music é o maior evento musical do Estado e um dos maiores do país, distribuído em três dias, com bandas nacionais dos mais diversos estilos. Estas bandas são escolhidas através de votações, feitas principalmente pela internet. E, para a surpresa de muitos, e agrado dos headbangers do nordeste, o Angra recebeu a sexta maior votação e a banda foi levada ao evento, literalmente, "nos braços do povo".

Outro fato importantíssimo marcou a noite, a primeira do festival: A resistência e fidelidade dos fãs de heavy metal e da banda. Convenhamos, com todo respeito às demais bandas, para quem não aprecia o estilo de Capital Inicial, o Rappa, Jorge Vercilo, Skank e derivados, foi desgastante e cansativo ter de esperar até as 5 horas da manhã para o começo do show do Angra.

Com o raiar do dia, finalmente o grupo entrou no palco principal do evento (que contava com 2 palcos), e apesar de muita gente já ter ido embora, era enorme a quantidade de pessoas que ficou para honrar o final da noite. A banda começa logo com Nova Era, um neo-clássico do Angra, tirado do álbum Rebirth. A música foi muito bem recebida, e total mérito deve ser registrado ao Edu Falaschi, vocalista do Angra, por conseguir arrancar energia da platéia àquela hora da madrugada. Aliás, verdade seja dita, a banda inteira teve uma performance de palco excepcional.


Era nítida a satisfação dos membros do Angra ao ver aquela multidão que os prestigiava, e fizeram um belo show para compensar a espera. Tocaram outras faixas do novo álbum Rebirth, como Millenium Sun e Acid Rain, que proporcionaram momentos curiosos das famosas "coincidências". Ao tocar a primeira, o sol ia subindo, ao tocar a segunda, a chuva começou a descer dos céus. E ao contrário do que se podia esperar, pouquíssimos foram buscar abrigo. O show continuou, e todos ficaram lá para agitar com o Angra.

Com o público nas mãos, a banda também remeteu ao passado com Angels Cry, fez o público cantar com Rebirth, uma das mais bem recebidas do show, finalmente dando um descanso com a faixa Hunters And Prey, do EP homônimo.

Como não podia faltar, no final do show a banda arrancar ainda mais energia do público tocando a clássica Carry On, entoada por todos. E quando imaginava-se que o show havia chegado ao fim, a banda surpreende tocando The Number Of The Beast, clássico imortal do Iron Maiden, fazendo um começo do dia perfeito.

O único infortuito da apresentação é que a equalização do som, talvez devido a inexperiência com os técnicos de som com o estilo, foi um pouco prejudicada, com o volume das guitarras muito abaixo do desejável, principalmente a de Rafael Bittencourt. Afora isso, foi uma apresentação digna, com destaque ao baixista Felipe, tocando de forma magistral e apoiando nos vocais de maneira muito eficiente.


Mais importante do que este show do Angra, a significância deste momento deve ser reconhecido por diversos fatores e conseqüências. Primeiramente, deve-se observar que isto é uma enorme porta que se abre para as outras bandas de heavy metal, não apenas para tocarem neste evento (espera-se), como também para trazer ao nordeste ainda mais a presença do metal nacional. O público cearense demonstrou que há espaço para este mercado sim, e que dando oportunidade, o heavy metal pode cativar os mais diversos tipos de ouvintes.

Concluindo, note-se que o Angra está atualmente na primeira posição na enquete do site oficial do evento, sobre qual foi a melhor performance no palco principal do Ceará Music, com mais de 27% dos votos. Alguém ainda duvida da força do metal?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

AngraAngra
Veja Rafael "ensinando" Valverde a tocar bateria

1122 acessosAngra: discografia de volta ao Spotify1289 acessosAngra e Hangar: Fábio Laguna conta como entrou nas bandas2419 acessosAngra: "reunião" durante aniversário de Paulo Baron, veja vídeo639 acessosBruno Sa: comenta a morte de Paul O'Neill e relembra audição1075 acessosAquiles Priester: No lugar onde montou a sua primeira bateria0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

Abrindo o jogoAbrindo o jogo
Entrevista com Edu Falaschi

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Conviver com Mustaine contribui pra sua carreira?

AngraAngra
"Como fãs do Pantera, a decepção é ainda maior"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Axl RoseAxl Rose
Quatro páginas de pedidos de ítens para camarim no RIR

KissKiss
Vídeo com Gene Simmons em cenas de sexo?

SpinSpin
Elegendo 100 maiores guitarristas de todos os tempos

5000 acessosLegião Urbana: O dia em que Renato calou a plateia do Programa Livre5000 acessosJason Newsted: "Eu salvei o Metallica quando entrei e quando saí"5000 acessosTotal Guitar: os melhores e piores covers da história4949 acessosPhil Anselmo: Há vinte anos ouvimos que o Metal está morto5000 acessosMegadeth: dez álbuns que marcaram a vida de David Ellefson5000 acessosSystem Of A Down: brasileira de cinco anos toca música na bateria

Sobre Pablo Castelar

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online