Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemMetallica: a explicação da banda para o volume do baixo no And Justice For All

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemBaixista do Faith No More diz que integrantes odiavam músicas do "The Real Thing"

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemA história da capa de "Christ Illusion", que fez o Slayer ter problemas

imagemLars Ulrich: "Não sou um baterista particularmente talentoso"

imagemOzzy acha que suas novas músicas deveriam ter sido gravadas pelo Black Sabbath

imagemAntes mesmo do fim do primeiro semestre, Mike Portnoy escolhe seu "Álbum do ano"

imagemDave Mustaine diz que perdoa Ellefson, mas nunca mais fará música com o baixista

imagemRevista Veja diz que Rock in Rio virou "túmulo do rock" e explica motivo

imagemO álbum de David Bowie que Mick Jagger disse que achou "horrível"

imagemO baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione


In-Edit

Ozzy Osbourne: Bob Daisley e Lee Kerslake desmentem versão de Banali

Por Carol Maiden
Fonte: Blabbermouth
Em 11/08/17

No mês passado, o baterista do QUIET RIOT, Frankie Banali, disse à Songfacts que ele foi o criador da virada 'explosiva' na intro do clássico de 1981 'Over The Mountain', faixa de abertura do álbum Diary of a Madman de Ozzy Osbourne. Tanto Bob Daisley, baixista que co-escreveu a música e Lee Kerslake, baterista que também co-escreveu e gravou a bateria original para o disco (ambos não receberam créditos por isso, apenas foram dispensados após a conclusão do álbum), desmentem as afirmações de Banali. As versões de Daisley e Kerslake foram contadas a Joel Gausten, escritor musical.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"A composição começou quando Ozzy, Randy e eu nos reunimos no final de 1979. Tinhamos um roadie conosco, chamado Spencer e ele ficava la tocando bateria quando estávamos escrevendo. Eu estava gravando tudo em uma fita no gravador apenas para referência, para não esquecermos nada. Todos estávamos tentando formar as partes da música. Se Randy ja tivesse o riff dessa música antes, eu teria escutado e gravado isso, antes da intro ser feita." disse Bob.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele continuou: "Quando começamos a tocar "Over The Mountain" durante o período de composição do 'Diary' em janeiro de 1981, Randy tinha o riff básico apenas. As sessões de escrita do disco começaram no final de 1980, mas não havíamos escutado o riff de Randy para essa música até o começo de 1981. Eu escrevi o restante todo da música em parceria com Randy. Ozzy não estava lá. Além disso, eu sugeri que Randy tocasse de maneira diferente em relação a como ele escreveu a parte dele originalmente. Então, isso era novo, nós ficamos trabalhando nisso tudo por algum tempo antes de Lee ter feito uma introdução de bateria. Nós pensamos 'ok, é isso, esta ótimo!'. Mas sobre a introdução da bateria, realmente não era nada que nós já havíamos ouvido antes, era simplesmente o Lee. Nada mais."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Como Randy teria 'preenchido' essa parte da bateria? Iria cantar? Não teria como Lee fazer algo que alguém já havia feito antes, não teria como 'roubar' isso e Randy só tinha o riff básico até então. Lee era um baterista conhecido, de uma banda conhecida (Uriah Heep). Ele não estaria interessado em usar algo de um baterista desconhecido até então, de uma banda que ainda não era tão famosa na época da gravação do Diary. Nenhum de nós tinha ouvido falar de QUIET RIOT ou Frankie Banali ou nada que eles tenham feito até quando Randy entrou para a banda, quando fizemos o BLIZZARD OF OZZ."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Talvez Frankie tenha feito alguma introdução de bateria para algo que Randy tenha escrito antes. É possível que Randy tenha feito algo e Frankie criou uma intro, mas não foi o riff de Over The Mountain, pelo menos Randy nunca tocou nada pra nós enquanto estávamos compondo material para o primeiro álbum, quando ele entrou. Ele não havia mostrado nada 'inédito' que ele ja havia feito até a época da composição do Diary, mais de 1 ano depois desde o Blizzard. Se Frankie Banali tocou uma introdução de bateria para um riff que Randy fez, não era a mesma que Lee tocava em Over the Mountain e eu duvido muito que qualquer coisa feita antes (se foi feita) tenha sido relativo a essa música. Não estou chamando Benali de mentiroso, acho que ele deve ter se enganado ou pode ter sido alguma coincidência, mas foi Lee quem trouxe a intro da nossa música.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Kerslake concordou com Daisley quando deu sua versão: "Eu não entendo por que Frankie quer crédito por algo que ele não fez. Frankie não nos conhecia nem conhecia a música. Nós fizemos 'Blizzard Of Ozz' em que eu toquei bateria e co-escrevi um par de faixas e então eu fiz 'Diary Of A Madman' e co-escrevi seis faixas. Nós tínhamos todos os riffs novos, saindo naquela época apenas. Randy começou a tocar o riff dessa música e eu disse 'ok, espera um pouco. Eu tenho uma idéia para a abertura que as pessoas irão gostar'. Os primeiros quinze segundos são os mais importantes em qualquer música. Eu toquei e Randy imediatamente pirou e falou 'Uau, cara! Isso é ótimo!'. Bob e eu concordamos que estava bom e foi assim que fizemos, eu estava muito orgulhoso de mim mesmo. Em uma entrevista uma vez, perguntaram para o Tommy Aldridge se tinha sido ele quem deu a idéia dessa intro para essa música (ja que ele era o mais provável a ter criado isso por ter entrado na banda quase na mesma época) e ele mesmo disse 'não, de jeito nenhum. O Lee foi quem fez esse trabalho'.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Banali também deu sua versão: "Randy tinha riffs novos e riffs que eram do Quiet Riot e nunca foram gravados. Eu nunca afirmei que pegaram o exato riff que eu fiz, porque existem semelhanças, mas são diferentes. Então, foi coincidência? Provavelmente. Ele (Lee) conseguiu isso comigo? Eu não sei se ele pegou de mim ou ouviu gravações ou se é apenas uma simples coincidência. Mas não há problemas sobre isso. Se alguém acredita ou não, não estou atras do Ozzy tentando ganhar algum dinheiro ou tentando reclamar algum sucesso em relação à banda Ozzy. Não estou. Tive muito sucesso com o QUIET RIOT e muitos outros artistas. Não há controvérsias mas não vou sentar aqui e negar oque eu sei que é verdade. Eu fiz o riff. Simples assim. No final do dia, isso realmente importa pra mim?! Eu não sou mais famoso por causa isso e eu não ganhei dinheiro com isso. Nem Lee Kerslake é mais famoso por isso e tenho certeza que ele também não fez algum dinheiro a mais por causa disso. É igual, por exemplo o que o Bonham faz, ele tem a inspiração do baterista de Jazz Max Roach. Eu sou mais conhecido pela introdução de 'Bang Your Head' e 'Cum On Feel The Noize' do que qualquer outra coisa. Então, isso tudo realmente importa?"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Diary Of A Madman" é o último álbum de estúdio da banda Ozzy que conta com Rhoads e Kerslake juntos. Na versão feita em 2002 desse álbum, o baixo e a bateria originais, foram apagados e regravados. Em 2011, foi lançada uma edição deluxe do 30° aniversário com todas as partes originais restauradas. Até o momento, o álbum vendeu mais de três milhões de cópias em todo o mundo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Ozzy Osbourne: volta de Zakk Wylde une útil ao agradável


Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Carol Maiden

Ex-baterista, cozinheira, apaixonada por rock'n'roll. Viveria da música se possível, mas ainda não foi aceita no Iron Maiden, então seguirá só escrevendo sobre bandas. Fã do Darth Vader.

Mais matérias de Carol Maiden.