Matérias Mais Lidas

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemEddie aparece em versão samurai no primeiro show do Iron Maiden em 2022; veja foto

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden tocou no primeiro show de 2022

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemEvanescence anuncia a saída da guitarrista Jen Majura

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield


Stamp

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1985

Por Diego Camara
Fonte: About Heavy Metal
Em 01/08/09

Chad Bowar, do About Heavy Metal, publicou sua lista com os melhores álbuns lançados em 1985.

"Este é provavelmente o ano onde eu começaria a chamar de melhores CDs ao invés de melhores álbuns, pois o disco compacto explodiu em popularidade em 1985. Houve a primeira aparição do SLAYER, ANTHRAX e MEGADETH na lista final, bandas que se tornariam pilares do estilo. O CELTIC FROST também fez parte da lista pelo segundo ano consecutivo. Aqui estão os melhores álbuns de 1985, de acordo com este que escreve", disse Chad.

Confira sua lista abaixo:

1. EXODUS "Bonded By Blood"

O álbum de estreia do EXODUS foi o apogeu do sucesso comercial e crítico do grupo. Apesar deles terem uma longa carreira de sucesso, eles nunca alcançaram o sucesso de seus companheiros thrash como METALLICA, MEGADETH e ANTHRAX. Esse álbum, contudo, é espetacular. É um clássico do thrash com músicas tocadas em velocidade alucinante com uma série de riffs e solos matadores. E, embora sendo um turbilhão de intensidade, as músicas ainda são bastante cativantes e memoráveis.

2. SLAYER - "Hell Awaits"

A obra-prima viria um ano depois, mas este também foi um álbum fantástico. Foi o segundo álbum do SLAYER, e mostrou um crescimento exponencial na composição do grupo. As músicas deste álbum são complexas, a guitarra está perfeita, e a bateria de Dave Lombardo é simplesmente insana. Em 1985 ele era extremo como deveria ser, tanto musicalmente quanto nas letras.

3. CELTIC FROST - "To Mega Therion"

O segundo álbum do CELTIC FROST foi um clássico do blackened death metal, que mostra o quão forte foi o ano de 1985 por ele estar apenas em terceiro na lista. As composições da banda evoluíram neste álbum, e eles adicionaram alguns pequenos retoques que colocaram uma tonelada de atmosfera nas músicas. Das mudanças de tempo dos vocais femininos até os sons incomuns, eles adicionaram um sabor aos riffs e aos vocais de Tom Warrior.

4. MEGADETH - "Killing Is My Business...And Business Is Good"

Depois de sair do METALLICA, Dave Mustaine formou o MEGADETH, que se tornaria uma das grandes bandas de thrash metal de todos os tempos. O álbum de estreia era bastante cru, e Mustaine ainda estava procurando seu estilo vocal, mas a intensidade, diversidade e musicalidade já eram evidentes. Chris Poland e Mustaine teceram riffs e solos intrincados no baixo e na bateria de David Ellefson e Gar Samuelson. Uma remasterização recente limpou a produção e realmente mostrou o quão bom este álbum era.

5. ANTHRAX - "Spreading The Disease"

O segundo álbum do ANTHRAX marcou a estreia do vocalista Joey Belladonna. Sua voz era alta e realmente diferenciava o som da banda dos seus contemporâneos do thrash, como METALLICA e MEGADETH. As duas guitarras, de Dan Spitz e Scott Ian, retalharam com riffs monstruosos e solos bombásticos. Era um álbum cru, poderoso e realmente permaneceu firme ao teste do tempo.

6. FATES WARNING - "The Spectre Within"

O FATES WARNING foi uma banda americana de metal progressivo. Demoraria um pouco para esse estilo realmente emergir por completo, e seus primeiros trabalhos, incluíndo este álbum, era mais um heavy metal mainstream com algumas influências progressivas. As guitarras são pesadas, mas as músicas são complicadas e até mesmo épicas, culminando na música de "Epitaph" de 12 minutos. O vocalista original John Arch também tinha um som bastante distinto que colocava os primeiros trabalhos da banda em separado dos mais recentes, em um estilo mais progressivo.

7. HELLOWEEN - "Walls Of Jericho"

Este foi o segundo lançamento da banda alemã de power metal, e seu primeiro álbum. Ele combina influências das bandas do NWOBHM, como o IRON MAIDEN, e das bandas de speed/thrash metal. Você também irá escutar melodias épicas e composições complexas que trariam o HELLOWEEN para a frente do gênero power metal. O senso de humor também era evidente em suas letras.

8. POSSESSED - "Seven Churches"

O POSSESSED nunca conseguiu a atenção que merecia, e a carreira deles foi bem curta. Este álbum foi importante pois calçou o espaço entre o thrash e o death metal. É considerado, por muitos, como o primeiro álbum de death. As músicas são extremas e os vocais são os familiares grunhidos do death metal. As letras também são sombrias, com títulos como "Pentagram", "Satan's Curse", "Holy Hell" e a apropridamente intitulada última faixa, "Death Metal".

9. S.O.D. - "Speak English Or Die"

S.O.D., também conhecida como STORMTROOPERS OF DEATH, foi um projeto do guitarrista Scott Ian e do baterista Charlie Benante do ANTHRAX, juntamente com o baixista Dan Lilker e o vocalista Billy Milano. O álbum foi gravado em apenas três dias e causou controvérsia pois as letras eram consideradas por alguns como racistas e sexistas. A música deles era um poderoso mix de thrash e hardcore punk, que era intenso e cru.

10. DOKKEN - "Under Lock and Key"

Considerada por muitos como simplesmente uma "hair band", o DOKKEN era um grupo de músicos extremamente talentosos. George Lynch era um excelente guitarrista, e a voz de Don Dokken era bastante poderosa. A música mais popular deste álbum é "In My Dreams", e também continha os singles "It's Not Love" e "Unchain The Night". Este é um álbum cheio de ganchos memoráveis e melodias, mas também de uma musicalidade fantástica, especialmente de Lynch.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Exodus: Decifrando o disco "Fabulous Disaster" (vídeo)


Exodus: Ressentido, Dukes diz que Gary Holt o abandonou para se juntar ao Slayer

Guia: do heavy ao death, 24 horas de metal feito por bandas dos Estados Unidos



Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre

Mais matérias de Diego Camara.