RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


Stamp

Discos pouco falados no mundo do rock: Elegant Gypsy

Resenha - Elegant Gypsy - Al di Meola

Por Zé Elias
Postado em 18 de março de 2018

Uma década antes de Satriani, Vai e outros guitarristas velocistas se destacarem no cenário da música, um americano de origem italiana já mostrava sua competência no quesito: Al di Meola. Primeiro, como integrante da banda de virtuoses Return To Forever, que tinha "apenas" Chick Corea nos teclados, Stanley Clarke no baixo e Lenny White na bateria.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 1976, lançaria seu primeiro e premiado disco solo, "Land of the midnight sun". Até 1983, esteve na gravadora Columbia e manteve em seis álbuns a mesma linha instrumental, em algumas faixas com banda hard-jazz-prog, em outras com um limpíssimo violão acústico, fortemente baseado no flamenco e na música latina (algumas músicas lembram demais os primeiros do Santana). Eu poderia ter escolhido para comentar qualquer um deles, porque são todos do mesmo nível. Optei por "Elegant gypsy", de 1977, por causa de uma faixa em especial, "Race with the devil in a spanish highway" (link abaixo com versão ao vivo). Ela é uma daquelas que, apesar de Di Meola ter se destacado mais no mundo do jazz, chamam a atenção de roqueiros chegados a assistir demonstrações de competência técnica com o devido peso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Discos Pouco Falados - Clássicos que mereciam mais reconhecimento

Resenha - Rapsódia Rock - Robertinho do Recife

Resenha - Clear Air Turbulence - Ian Gillan

Resenha - When The Bough Breaks - Bill Ward

Resenha - No Mean City - Nazareth

Resenha - Serpent Is Rising - Styx

Resenha - Before I Forget - Jon Lord

Resenha - Mind the Acoustic Pieces - Maiden United

Resenha - Iron Age - Mother's Finest

Resenha - Keith Emerson Band with Marc Bonilla - Keith Emerson

Resenha - Instrumental On The Road - Pepeu Gomes

Resenha - House of Blue Light - Deep Purple

Todas as matérias sobre "Discos Pouco Falados - Clássicos que mereciam mais reconhecimento"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Zé Elias

José Elias da Silva Neto é paulista de Santo André, nasceu em 1965. Mora em Poços de Caldas, MG. É designer gráfico, baixista e palmeirense. O primeiro rock ouviu com 2 anos de idade, "Wooly Booly", de Sam the Sham and the Pharaos. Em 1972, foi apresentado ao "Machine Head" do Deep Purple e ao "Santana 3". Uns anos depois vieram a coletânea "1962-1966" dos Beatles e "No Mean City", do Nazareth. Aí virou mania. Quem tá sempre no player: Jethro Tull, Queen, Led Zeppelin, Genesis, Gentle Giant, Dixie Dregs, Emerson Lake & Palmer, Rush, Focus. E alguma coisa de jazz anos 30-40, música erudita, MPB. O que não lhe faz a cabeça: rock farofa, solos muito longos e metal muito zoeira.
Mais matérias de Zé Elias.