Matérias Mais Lidas

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemRobert Trujillo conta como uma abelha e "migué" quase causaram treta com James Hetfield

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemMalmsteen ameaça cancelar show por que vocalista Jeff Scott Soto estava no local

imagemO segredo da longevidade do baixista do Guns N' Roses tem inspiração nos Stones

imagemApós resposta de Malmsteen, Jeff Scott Soto rebate guitarrista e diz que deseja paz

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden está ensaiando para turnê que passa pelo Brasil

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemLuciano Hang processa vocal do Fresno e quer indenização de R$ 100 mil por danos morais

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemKirk Hammett relembra "Metallica x Napster": "avisamos todo mundo o que aconteceria"

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"


Stamp

Lothlöryen: Atingindo o ápice criativo

Resenha - Principles of a Past Tomorrow - Lothlöryen

Por Vitor Franceschini
Em 01/01/16

publicidade

Nota: 10

O Lothlöryen iniciou sua carreira em meio à onda de temas e sonoridades influenciadas pelas histórias de J.R.R. Tolkien (criador da trilogia ‘O Senhor dos Anéis’ e afins), e fez isso com ímpeto e propriedade. Quando a onda virou uma marolinha e todos pensavam que a banda cairia no ostracismo, eis que se reinventam, passam a abordar outra temática e turbinam seu som. Tudo isso mantendo sua identidade e essência.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O que é descrito no parágrafo acima é o que a banda vem mantendo até hoje. Uma evolução criativa impressionante e a capacidade de buscar novos horizontes, sem mexer nas estruturas, é o maior trunfo destes mineiros. E não, a banda não tenta nada forçado, tanto que seu som pode ser comparado a nomes como Blind Guardian, Orden Ogan e por aí vai, mas tem o selo e impressão digital ‘Lothlöryen’.

Neste novo disco, quarto de inéditas da banda, o sexteto parece mesclar tudo que já fez em sua carreira e ainda adicionar um toque de modernidade em suas composições. Depois de ser mais ‘maquinada’ e Progressiva em "Raving Souls Society" (2012), o grupo traz de volta seus momentos ‘Folks’ e, com mais ênfase, dita ritmos que adotaram no início de carreira.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Mas o fato é que a banda mantém as linhas Prog (com menos ênfase) e ainda adiciona leves arranjos e toques com sintetizadores que caíram como uma luva nas novas músicas, provando mais uma vez que a capacidade criativa do grupo é realmente sem limites.

Lançado de forma totalmente independente, "Principles of a Past Tomorrow" conta ainda com uma produção primorosa dos guitarristas Leko Soares e Tim Alan, dando ainda mais qualidade ao disco. A impressão é que o Lothlöryen está sempre encurralado, mas sempre consegue sair de forma magistral. Vou fugir do pau e não vou me arriscar a mencionar nenhuma composição como destaque, já que na primeira audição os fortes refrãos e melodias encantadoras elevam nosso espírito. É dez.

https://www.facebook.com/lothloryenofficial?fref=ts
https://www.reverbnation.com/lothl%C3%B6ryen

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal


Outras resenhas de Principles of a Past Tomorrow - Lothlöryen

Resenha - Principles of a Past Tomorrow - Lothlöryen

Resenha - Principles of a Past Tomorrow - Lothlöryen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metal Nacional: as 10 melhores músicas de 2015

Orgulho Nacional: as capas mais bonitas por artistas brasileiros



Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini.