Division Hell: Uma digna representação da cena Metal brasileira

Resenha - Bleeding Hate - Division Hell

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Gisela Cardoso
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

E quem disse que Death Metal de primeira só é coisa de gringo? Não é de hoje que a cena nacional tem sido bem representada por excelentes bandas do gênero, e os curitibanos do Division Hell são um dos melhores exemplos disso. Formada em 2010, a banda Division Hell chegou a este ano com o seu primeiro álbum de estúdio, intitulado "Bleeding Hell", firmando o seu nome no cenário do Metal Extremo com técnica e maestria.

5000 acessosMastodon: Brent Hinds diz que "Dream Theater é uma banda Gay!"5000 acessosFloor Jansen: "Eu não sou uma puta arrogante"

Composto por nove músicas carregadas com bastante peso e agressividade, "Bleeding Hell" traz um Death Metal autêntico e bem trabalhado, também agregando ligeiras influências do Thrash e Black Metal, o que colabora a encorpar ainda mais a identidade musical do grupo.

Já nos primeiros segundos da primeira faixa, "Army of the Dead", é possível perceber um impecável trabalho na produção, que ficou a cargo de Ubour e Murillo de Rós, proporcionando um som técnico e limpo, em que é possível apreciar claramente todos os elementos das composições. Também é admirável a diversificação entre as músicas - cada uma delas traz suas particularidades, mas sempre bem construídas e velozes, dotadas de andamentos distintos e marcantes.

Entre os diversos destaques no álbum, as guitarras de Renato Rieche proporcionam memoráveis riffs e solos, combinando com as de Ubour, o qual também é responsável pelos vocais guturais super carregados de peso. O baterista Eduardo Oliveira também não poupa em velocidade e agressividade com seus blast-beats. Além do mais, a cozinha completada pelo baixista Hernan Borges, que gera excelentes linhas, completa a receita de Death Metal do Division Hell em "Bleeding Hate".

"The Fable Of Salvation", "The Last Words", "Holy Lies", "Bleak" e "World Khaos" são alguns dos melhores exemplos presentes em "Bleeding Hate", representando a obra do caos de Division Hell.

"Bleeding Hate" é um item obrigatório na coleção de qualquer fã da música extrema. Sem sombra de dúvidas, o Division Hell fez a sua estreia em grande estilo e peso. Composto por pura maestria e qualidade, trata-se de uma digna representação da cena Metal brasileira.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Tracklist:

1 – Army Of The Dead
2 – The Fable Of Salvation
3 – World Khaos
4 – Bleeding Hate
5 – The Last Words
6 – Holy Lies
7 – Bleak (Instrumental)
8 – Waiting For The Exact Time
9 – Crossing The Line

Lineup:

Ubour (Guitarra/Vocal)
Renato Rieche (Guitarra)
Hernan Borges (Baixo)
Eduardo Oliveira (Bateria)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Bleeding Hate - Division Hell

321 acessosDivision Hell: Uma verdadeira pedrada Death Metal236 acessosDivision Hell: Prepare seu pescoço e aperte play220 acessosDivision Hell: O grande diferencial é a musicalidade ímpar

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Division Hell"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Division Hell"

MastodonMastodon
Brent Hinds: "O Dream Theater é uma banda Gay!"

Floor JansenFloor Jansen
"Eu não sou uma puta arrogante"

GóticasGóticas
10 grandes bandas do gênero dos anos 80

5000 acessosSlipknot: Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir5000 acessosSlipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira5000 acessosMotorhead: Lemmy fala sobre ser solteiro para sempre5000 acessosVinnie Paul: "O Linkin Park é a única banda grande desse século"5000 acessosPhil Anselmo: Um ano miserável após deixar as drogas2894 acessosDiscos: coisas estranhas que se acha dentro deles

Sobre Gisela Cardoso

Headbanger, Jornalista, Crítica de Metal, vocalista, instrumentista, anarco-comunista, vegetariana, apaixonada por Mitologia Nórdica e adoradora do Deus Metal. A música me move e as palavras constroem! @GisaGrind.

Mais matérias de Gisela Cardoso no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online