Electric Age: Som retrô mas com características originais

Resenha - Good Times Are Coming - Electric Age

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fabio Reis
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quando peguei em mãos o EP da banda paulistana Electric Age e coloquei o CD pra tocar, jamais poderia imaginar que a sonoridade das 6 faixas contidas fossem ser tão empolgantes. Sempre fui um apreciador assumido do Classic/Hard Rock feito nos anos 70/80 e o que escutamos aqui neste maravilhoso "Good Times Are Coming" é uma fusão perfeita de influências deste período com um toque generoso de modernidade.
5000 acessosFotos de Infância: Janis Joplin5000 acessosKiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 2008

O Electric Age nasceu como uma banda tributo ao Deep Purple, mas com a qualidade técnica e a forte "química" que acabou surgindo entre os músicos, a vontade de criar músicas próprias tomou forma e acabou contagiando a banda.

Nas canções presentes no EP, o que podemos perceber é a não preocupação com rótulos. As músicas soam espontâneas e cada uma delas tem suas particularidades. A facilidade que o grupo encontra em caminhar por diferentes sonoridades dentro do mesmo estilo é absurda e digna de elogios.

Nota-se claras inspirações em bandas como Deep Purple, Van Halen, Blue Oyster Cult, Led Zeppelin, The Who, entre outras. O que se extrai de positivo nisso, é que as influências são levadas apenas como meras referências, o som do Electric Age, apesar de ser totalmente "Retrô" consegue ser, de certa forma, original e não se parecer com um clone das bandas citadas. Possuem uma característica bem própria de compor e o resultado é altamente satisfatório.

O álbum inicia com a Intro "Rise", que serve como uma ponte perfeita para "Snake Eater", energética, com bons riffs e ótimas vocalizações de Júnior Rodrigues, que por sinal, se destaca em todas as faixas, com muita técnica e um alcance excelente em notas altas. "Snake Eater" é também o primeiro video clipe da banda e é um ótimo cartão de visitas.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Na sequência temos "Echoes Of Insanity", com uma levada mais cadenciada e teclados muito bem encaixados, onde a "cozinha" formada pelo baixista Otavio Cintra e o baterista Rafael "The Boss" Nicolau é o grande destaque. "All Night Long", com toda certeza é um dos pontos altos do álbum e possui um refrão que gruda na cabeça, daqueles que o ouvinte escuta poucas vezes e já sai cantarolando.

A quinta faixa, "Dreamer", remete ao Deep Purple da fase "Perfect Strangers" e possui uma ótima melodia, com um riff marcante e um solo muito bom. A última canção é a faixa título "Good Times Are Coming", a melhor do registro na minha opinião, com um trabalho de guitarras excepcional de Luiz Felipe Cardim, cheia de variações, coros e uma sonoridade à lá Van Halen dos primeiros álbuns, ainda com David Lee Roth.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

O Electric Age com este EP, ganhou grande notoriedade e conseguiu se destacar no cenário nacional. Venceu o Desafio Monsters Of Rock e foi escalado para tocar no evento ao lado de nomes consagrados como Dr. Sin, Ratt, Whitesnake, Aerosmith e Queensryche.

A banda passou por um período de reestruturação após o festival e se encontra em processo de gravação de seu aguardado "Full Length". O Guitarrista Luís Felipe Cardim foi substituído por Eddie Oliver e o baixista Rafael Pontes vem tocando com o Electric Age até que um músico definitivo seja incorporado a banda. Na página oficial já foi anunciado o lançamento de um single para breve.

Que venha o primeiro álbum do Electric Age, com a mesma qualidade e desenvoltura deste EP "Good Times Are Coming". Altamente Recomendado.

Faixas:

1 - Rise
2 - Snake Eater
3 - Echoes Of Insanity
4 - All Night Long
5 - Dreamer
6 - Good Times Are Coming

Integrantes:

Júnior Rodrigues - (Vocal)
Rafael Nicolau - (Bateria)
Luis Felipe Cardim - (Guitarra)
Otavio Cintra - (Baixo)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Good Times Are Coming - Electric Age

249 acessosElectric Age: Quarteto paulista leva o ouvinte a voltar no tempo344 acessosElectric Age: promessa cumprida no primeiro EP216 acessosElectric Age: Merece se tornar destaque na cena metálica

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Electric Age"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Electric Age"

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Janis Joplin muito antes da fama

Kiss FmKiss Fm
As 500 mais pedidas na programação em 2008

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Edu Falaschi e Luciano Huck

5000 acessosEm 02/02/1979: Sid Vicious, o lendário baixista do Sex Pistols, morre de overdose5000 acessosIron Maiden: "Tenho inveja dos fogos do Slipknot",diz Bruce5000 acessosTom Araya: "Não sou ateu; acredito em Deus!"5000 acessosPaul Di'Anno: Bruce Dickinson é um grande homem e vocalista5000 acessosSepultura: Uma entrevista sincera e reveladora para Gastão Moreira5000 acessosGuns N' Roses: as duas mulheres que conduziram a reunião

Sobre Fabio Reis

Paulista, 32 anos, Editor do Blog Mundo Metal, fã de Rock Clássico e Diversos subgêneros do Metal. Banda favorita: Megadeth. Conheceu o Rock ainda quando criança por intermédio dos pais (amantes de Beatles) e com 11 anos já ia na galeria do Rock comprar seus primeiros LP's, desde sempre fez do Metal seu estilo de vida e até os dias de hoje essa paixão pela música só aumenta.

Mais matérias de Fabio Reis no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online