Electric Age: promessa cumprida no primeiro EP

Resenha - Good Times Are Coming - Electric Age

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


E o que era promessa ser tornou realidade, afinal quando o Electric Age soltou o single para a faixa Snake Eater (leia a resenha aqui), o cheiro de coisa boa ficou no ar. Tudo bem é apenas um EP (que com a falta de trabalhos ‘demo’ hoje em dia, pode ser considerado como tal), mas é algo de extremo bom gosto.
176 acessosElectric Age: musculosa estreia de southern rock norte-americano5000 acessosUm por todos e todos por um: o making of de Led Zeppelin IV

O talento desta banda paulistana ficou latente no referido single. Em “Good Times Are Coming” a coisa se confirma, pois não há espaço para o mau gosto nas cinco composições contidas no trabalho. Após uma introdução, a própria Snake Eater abre o disco, e como hit imediato, já põe a casa abaixo.

Echoes Of Insanity mantém a característica Classic Rock, mas com o peso típico do Heavy Metal. Apesar de quebrada, a faixa é peso total. All Night Long pende pro Hard/Heavy de forma soberba e com um show do vocalista Junior Rodrigues. Dreamer é de certa forma épica e possui bastante coisa de Dio, inclusive o teclado. Aliás, os arranjos de teclados são um destaque a parte. Muito bem encaixados e fundamentais nas composições.

A faixa título fecha o disco como uma paulada Rock and Roll. Tudo isso com uma produção decente, um instrumental que sabe dosar técnica e feeling, além de uma energia rara de se ver hoje em dia. A única coisa que me entristece e quando paro pra pensar que bandas assim não têm espaço nesse país. Puta EP!

http://www.facebook.com/ElectricAgeBand
https://www.reverbnation.com/electricageband

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Good Times Are Coming - Electric Age

469 acessosElectric Age: Som retrô mas com características originais246 acessosElectric Age: Quarteto paulista leva o ouvinte a voltar no tempo212 acessosElectric Age: Merece se tornar destaque na cena metálica

176 acessosElectric Age: musculosa estreia de southern rock norte-americano0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Electric Age"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Electric Age"

Um por todos e todos por umUm por todos e todos por um
O making of de Led Zeppelin IV

MegadethMegadeth
Como teria sido o teste de Pepeu Gomes na banda?

Trilhas rockTrilhas rock
As Top 10 eleitas pela LA Vynil Records Examiner

5000 acessosApocalyptica: "Natal na Finlândia é um período negro"5000 acessosGuns N' Roses: show no Troubadour marca definitivamente a "era do reboot"5000 acessosAs regras do Black Metal4206 acessosRate Your Music: os melhores discos de todos os tempos5000 acessosRoger Waters: Caiam na real, ele não está mais no Pink Floyd5000 acessosPapa Francisco: clássico gesto de Dio é reproduzido pelo Pontífice

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online