Matérias Mais Lidas

imagemA simpatia de James Hetfield ao conversar com pais de bebê que nasceu durante show

imagemApós resposta de Malmsteen, Jeff Scott Soto rebate guitarrista e diz que deseja paz

imagemMalmsteen ameaça cancelar show por que vocalista Jeff Scott Soto estava no local

imagemComo Max Cavalera aprendeu inglês tendo abandonado a escola aos 12 anos de idade

imagemConfira as músicas que o Iron Maiden está ensaiando para turnê que passa pelo Brasil

imagemMetallica faz doação para complexo de saúde e educação em Curitiba

imagemJonathan Davis, do Korn, explica qual seu problema com o Cristianismo

imagemOzzy Osbourne é visto caminhando com dificuldade ao sair de estúdio

imagemLuciano Hang processa vocal do Fresno e quer indenização de R$ 100 mil por danos morais

imagemVocalista do Gwar diz que integrantes do Maiden são "um bando de velhas britânicas"

imagemMalmsteen diz que Jeff Scott Soto foi expulso de seu show porque não pagou entrada

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"

imagemAdrian Smith e a volta ao Maiden: "queriam o Bruce e já tinham dois guitarristas"

imagemFoto feita após fim da turnê mostra todos do Ghost sem máscaras, incluindo "Ghoulettes"

imagemJames LaBrie fala sobre a possibilidade de trabalhar novamente com Mike Portnoy


PRB

Darkside: depois de 20 anos, uma série de demos liberadas

Resenha - Prayers in Doomsday - Darkside

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Em 05/01/13

A banda cearense DARKSIDE é uma das que bandas cearenses que entrega aos bangers conteúdo de altíssima qualidade. A resenha abaixo não é minha, embora fosse um prazer resenhar este disco que é um dos que fazem parte da lista dos melhores de 2012 que publicamos há poucos dias. Entretanto, como prova da universalidade do thrash metal dos caras, traduzi a resenha abaixo, publicada no eZine holandês Lords of Metal.

Depois de quase 20 anos na ativa (a banda foi fundada em 1991) e uma série de demos liberadas, esses brasileiros lançaram em 2010 seu primeiro full-length "Prayers in Doomsday". O álbum foi lançado no início deste ano, com uma capa diferente e até um tracklist diferente. Uma vez que na parte de bio, pouco é mencionado sobre isso, tratamos esta versão de 2012 como uma nova versão.

Que no Brasil as artes do thrash são muito bem dominadas já há três décadas é um fato e a DARKSIDE confirma isso mais uma vez através de oito poderosas faixas de thrash old-school. O que se ouve é melhor descrito como uma combinação de thrash americano e alemão, com um aceno de cabeça ao heavy metal tradicional. Pense em uma combinação de SLAYER, EXODUS, TESTAMENT, OVERKILL, DESTRUCTION e bandas similares e você saberá aproximadamente o que pode esperar. As músicas são bem escritas e contem a variação necessária, e a música soa bastante técnica aqui e ali. Os riffs convidam constantemente a pegar sua air guitar e bater cabeça, e mesmo que não haja espaço suficiente para melodia, eles mantém o bom ritmo.

O vocalista Alex Eyras tem uma boa voz, forte e pura, que é adequada para o thrash e power metal e permite ainda mais variedade. Além disso, eles não tentam fazer as coisas como a escola antiga tanto quanto possível, e o álbum soa contemporâneo sem perder o charme old-school. A banda tem, portanto, habilidade para consquistar tanto fãs do old-school, quanto thrashers modernos. Ok, tudo é mais ou menos feito seguindo uma receita e não há sinal de originalidade e inovação, mas isso não deve estragar a diversão. Vendo que a produção também é perfeitamente boa, você terá um bom álbum de thrash nas mãos que responde por 35 minutos de prazer auditivo.

A nota dada ao disco pelo site foi 70/100

Traks:
1.Bubonic;
2.Sacrificed Parasites;
3.Anticitizen One;
4.Prayers in Doomsday;
5.Born for War;
6.Cursed by the Dawn;
7.Crossfire;
8-The Apocalypse Bell.

Line-up:
Alex Eyras: vocal;
Tales Groo: guitarra;
Helder Jackson: guitarra;
Renato Filtro: baixo;
Richardson Lucena: bateria.

Para ler a resenha em seu idioma original (ou inglês ou francês), acesse o link abaixo:

http://www.lordsofmetal.nl/en/reviews/view/id/23327


Outras resenhas de Prayers in Doomsday - Darkside

Resenha - Prayers In Doomsday - Darkside

Resenha - Prayers in Doomsday - Darkside

Resenha - Prayers in Doomsday - Darkside

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

PRB
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva.