Sodamned: Aliando Death old school com Metal extremo atual

Resenha - Loneliest Loneliness - Sodamned

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Os catarinenses do Sodamned surgiram em 1999, mas somente em 2011 lançaram este debut, sendo que antes lançaram uma demo intitulada “On The Gallows” (2003) e um split ao lado da banda gaúcha de Black Metal Dark Celebration.
5000 acessosReligião: os rockstars que se converteram5000 acessosO Whiplash.Net protege quem anuncia no site?

A banda se propõe a fazer Death Metal, mas não se limita apenas ao estilo mais extremo do Metal e possui outras influências. Logo em “Fear” que abre o álbum já podemos perceber influências de Black Metal nas guitarras e melodias raivosas nos arranjos. Outra grande característica é o clima épico que envolve as composições, algo um tanto quanto atípico no estilo.

De cara tenho que destacar o trabalho feito pela cozinha, principalmente a bateria a cargo de Gilson Lange, que emana técnica e soa eficientíssima nos blasts beats. Mas para quem acha que as cordas ficam para trás se enganam, pois o baixo de Felipe Gonçalves (também responsável pelos vocais gritados) segura firme o telhado. A dupla de guitarras formada por Edilson Lúcio e Juliano Régis (vocal) faz um trabalho irrepreensível, com riffs cortantes, com um pouco de melodia e solos excepcionais.

Grande prova do parágrafo acima é a faixa “Torture And Nightmares”, onde a banda alia toda a sua técnica com a brutalidade, tudo com direito à quebradas durante sua execução. “Sky And Earth” dá sequencia a essa característica mostrando mais melodia nos riffs.

“The Mountain” mostram o lado mais épico da banda, com grande variação de ritmo, onde mais uma vez a técnica impera. Dando um clima ainda mais épico, mas sem deixar a brutalidade de lado, “Painted In Blue” chama atenção devido às passagens de vocais graves limpos, na linha de Fernando Ribeiro (Moonspell), que só enriqueceu o trabalho da banda.

A parte gráfica feita por Gustavo Sazes (Krisiun, Arch Enemy, entre outros) ficou maravilhosa e harmoniza com a sonoridade o disco. O trabalho foi produzido pela própria banda junto com Roger Fingle no Estúdio Nitro.

Definitivamente o que mais impressiona em “The Loneliest Loneliness” é a forma como o Sodamned consegue aliar influências do Death Metal ‘old school’ com a estética do Metal extremo atual, além de dosar corretamente melodia às composições. Pena que recebi o trabalho depois de fazer meu top 10 2011!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Loneliest Loneliness - Sodamned

421 acessosSodamned: Grata surpresa em um mercado saturado285 acessosSodamned: Álbum mostra um Metal Extremo ao Extremo!310 acessosSodamned: Técnica e brutalidade equilibradas507 acessosSodamned: Um disco matador, pode conferir!1513 acessosSodamned: Porque algo dessa grandiosidade não é divulgado?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sodamned"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Sodamned"

ReligiãoReligião
Os rockstars que se converteram

Whiplash.NetWhiplash.Net
O site publica matérias pagas ou protege quem anuncia?

RhythmRhythm
Os bateristas mais influentes de todos os tempos

5000 acessosHeavy Metal (o filme): trilha sonora do caralho!5000 acessosExcessos: como os rockstars gastam os seus milhões5000 acessosBlack Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela banda4313 acessosIron Maiden: Há 33 anos Bruce subia ao trono e expandia o império5000 acessosMp3: o que perdemos durante o processo de compressão?5000 acessosJohn Paul Jones: "Não era muito fã de Rock na época!"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online