Crazy Train: bem executado e com melodias grudentas

Resenha - Train is Coming - Crazy Train

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maurício Dehò
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Não é porque o estilo é Classic Rock que a banda tem de ser antiga não é? Pois bem, é isso que os amantes do bom e velho Rock N’ Roll podem curtir nesta demo do Crazy Train – nome mais que sugestivo -, intitulada “The Train is Coming”. Não há nada de novo, inovador ou chocante, mas as músicas são bem feitas, bem executadas e com melodias das mais grudentas.
5000 acessosEm vídeo: Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americano5000 acessosTraduções: Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo

A banda é de Itapetininga e além dos cinco sons próprios que mostra neste play, tem em seu repertório os grandes clássicos do estilo: Led Zeppelin, Pink Floyd, Neil Young, e por aí vai. Mas não é só. A criatividade da banda nas composições de “The Train is Coming” é que mostram a qualidade do quarteto formado por Everton Jedi (voz e guitarra), Luiz Bianchi (baixo), Alex Thibes (guitarra) e Diego Silveira (bateria).

“Lose My Time”, a primeira, já conta com um refrão daqueles fáceis de se sair cantando após a primeira escutada, assim como “It’s Rock N’ Roll”, impossível de não cantar junto. Há também o momento das baladas, como “You’re Born To Be Mine”, cujo destaque é a voz de Everton, muito bonita, e os arranjos que caíram muito bem.

Os riffs também aparecem bem, em “The Nightwolf’s”, que mistura trechos mais pesados com outros mais lentos, com muito “feeling”. Vale o mesmo para “The Power of Love”, com duetos bem legais de guitarra.

Talvez a qualidade desta demo seja sua sinceridade. A produção é limitada, mas não atrapalha. Nada é perfeito demais – a voz precisa de mais firmeza, segurança, por exemplo - e tudo isso só ressalta as composições em si e o espírito das antigas que o quarteto traz. Boa apresentação e, com os detalhes acertados, este “trem” realmente pode chegar detonando.

Acesse o MySpace da banda.

Formação:
Everton Jedi - voz e guitarra
Luiz Bianchi – baixo
Alex Thibes - guitarra
Diego Oliveira – bateria

Track List:
1. Lose my Time
2. It’s Rock N’ Roll
3. Power of Love
4. You’re Born to be Mine
5. The Nightwolf’s

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Crazy Train"

Em vídeoEm vídeo
Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americano

TraduçõesTraduções
Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo

Guns N RosesGuns N' Roses
O que ninguém deve fazer ao se tornar um rockstar

5000 acessosAngra: banda errou na escolha de Fabio Lione?5000 acessosSlipknot: Corey Taylor já pagou fã para deixar plateia5000 acessosNirvana: Polícia de Seattle libera novas fotos do corpo de Cobain5000 acessosMetal: como o mito do True levou tantas bandas a serem fake5000 acessosTop 5: discos de metal nacional com nomes de outros estilos5000 acessosHeavy Metal: signos do zodíaco em versão metal

Sobre Maurício Dehò

Nascido em 1986, é mais um "maidenmaníaco". Iniciou-se no metal ao som da chuva e dos sinos de "Black Sabbath", aos 11 anos, em Jundiaí/SP. Hoje morando em São Paulo, formou-se em jornalismo pela PUC e é repórter de esportes, sem deixar de lado o amor pela música (e tentando fazer dela um segundo emprego!). Desde meados de 2007, também colabora para a Roadie Crew. Tratando-se do duo rock/metal, é eclético, ouvindo do hard rock ao metal mais extremo: Maiden, Sabbath, Kiss, Bon Jovi, Sepultura, Dimmu Borgir, Megadeth, Slayer e muitas, muitas outras. E é de um quarteto básico que espera viver: jornalismo, esporte, música e amor (da eterna namorada Carol).

Mais matérias de Maurício Dehò no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online