Crazy Train: bem executado e com melodias grudentas

Resenha - Train is Coming - Crazy Train

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Dehò
Enviar correções  |  Ver Acessos


Não é porque o estilo é Classic Rock que a banda tem de ser antiga não é? Pois bem, é isso que os amantes do bom e velho Rock N' Roll podem curtir nesta demo do Crazy Train - nome mais que sugestivo -, intitulada "The Train is Coming". Não há nada de novo, inovador ou chocante, mas as músicas são bem feitas, bem executadas e com melodias das mais grudentas.

Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldJim Morrison: ele está vivo e criando cavalos nos EUA?

A banda é de Itapetininga e além dos cinco sons próprios que mostra neste play, tem em seu repertório os grandes clássicos do estilo: Led Zeppelin, Pink Floyd, Neil Young, e por aí vai. Mas não é só. A criatividade da banda nas composições de "The Train is Coming" é que mostram a qualidade do quarteto formado por Everton Jedi (voz e guitarra), Luiz Bianchi (baixo), Alex Thibes (guitarra) e Diego Silveira (bateria).

"Lose My Time", a primeira, já conta com um refrão daqueles fáceis de se sair cantando após a primeira escutada, assim como "It's Rock N' Roll", impossível de não cantar junto. Há também o momento das baladas, como "You're Born To Be Mine", cujo destaque é a voz de Everton, muito bonita, e os arranjos que caíram muito bem.

Os riffs também aparecem bem, em "The Nightwolf's", que mistura trechos mais pesados com outros mais lentos, com muito "feeling". Vale o mesmo para "The Power of Love", com duetos bem legais de guitarra.

Talvez a qualidade desta demo seja sua sinceridade. A produção é limitada, mas não atrapalha. Nada é perfeito demais - a voz precisa de mais firmeza, segurança, por exemplo - e tudo isso só ressalta as composições em si e o espírito das antigas que o quarteto traz. Boa apresentação e, com os detalhes acertados, este "trem" realmente pode chegar detonando.

Acesse o MySpace da banda.

Formação:
Everton Jedi - voz e guitarra
Luiz Bianchi - baixo
Alex Thibes - guitarra
Diego Oliveira - bateria

Track List:
1. Lose my Time
2. It's Rock N' Roll
3. Power of Love
4. You're Born to be Mine
5. The Nightwolf's




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Crazy Train"


Guitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar WorldGuitarra
Os melhores solos da história segundo a Guitar World

Jim Morrison: ele está vivo e criando cavalos nos EUA?Jim Morrison
Ele está vivo e criando cavalos nos EUA?


Sobre Maurício Dehò

Nascido em 1986, é mais um "maidenmaníaco". Iniciou-se no metal ao som da chuva e dos sinos de "Black Sabbath", aos 11 anos, em Jundiaí/SP. Hoje morando em São Paulo, formou-se em jornalismo pela PUC e é repórter de esportes, sem deixar de lado o amor pela música (e tentando fazer dela um segundo emprego!). Desde meados de 2007, também colabora para a Roadie Crew. Tratando-se do duo rock/metal, é eclético, ouvindo do hard rock ao metal mais extremo: Maiden, Sabbath, Kiss, Bon Jovi, Sepultura, Dimmu Borgir, Megadeth, Slayer e muitas, muitas outras. E é de um quarteto básico que espera viver: jornalismo, esporte, música e amor (da eterna namorada Carol).

Mais matérias de Maurício Dehò no Whiplash.Net.

adGooILQ