Resenha - Holy Hell - Rob Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

10


Já paraste para ouvir "Nasty Reputation", do guitarrista alemão Axel Rudi Pell? Se não, perdeste a chance de conferir um dos primeiros registros do competentíssimo vocalista Rob Rock, e um dos melhores CD de Axel. Com uma carreira bem conduzida, fazendo parte de bandas como Impelliteri, Joshua e com uma participação marcante no projeto Avanthasia, Rob mostrou ao mundo sua versatilidade e habilidade. Agora, o que muitos podem não saber é que o dito cujo (que adota a temática white em suas letras), possui uma sólida carreira solo, com dois CD´s lançados ("Rage Of Creation" – que chegou a ser editado no Brasil, e "Eyes Of Eternity").

Desta feita, Rob se junta a seu velho comparsa Roy Z (aliás o que esse cara tá faturando atualmente é uma brincadeira), para mais um álbum solo. E ainda chamou convidados do naipe de Gus G (Firewind) e Bobby Jarzombek (Halford, Sebastian Bach).

publicidade

O resultado não poderia ser nada menos do que fantástico: com uma produção suja, pesada e agressiva, "Holy Hell" transpira fúria em cada música. "Slayer Of Souls" é quase um trhash, graças ao bom trabalho de guitarras, e Rob arrasa nos vocais. "First Winds Of The End Of Time" é pesada, heavy anos 80 e cativa pela levada cadenciada. Já "Calling Angels" é mais hard, e traz Rob trabalhando com maestria em tons mais graves (aliás o que canta esse indivíduo).

publicidade

O resto do CD é peso puro, e o mesmo é de longe a melhor coisa que Rob já gravou em sua carreira solo. "Holy Hell" é pesadíssima, "Lion Of Judah" novamente chega perto do thrash, e "I´m A Warrior" re-visita "Warrior" (do Impelliteri), com algumas mudanças de arranjo e letra por parte de Rob e Roy Z (que é co-autor em várias faixas). Rob ainda mostra extremo bom gosto com o hard em "When Darkness Begins" e "The Revelation". Para fugir um pouco do peso, o mesmo convidou Tobias Sammet para executarem junto um bom "cover" do Abba ("Move On"). Curiosamente, quem quiser gastar uns cobres a mais poderá adquirir a versão japonesa, que conta com 4 faixas extras: "Lost In A Word" e "I´ll Be Waiting For You" (inéditas) e remixes para "I´m A Warrior" e "First Winds Of End Of Time".

publicidade

Um arregaço, que a Laser Company/Rock Brigade teve o bom senso de disponibilizar para os fãs brasileiros. E por favor, faça a si mesmo um favor: compre este CD ok?

Site Oficial: http://www.robrock.com

Material Cedido Por:
Laser Company Records/Rock Brigade
http://www.lasercompany.com.br
http://www.rockbrigade.com.br
São Paulo (SP)

publicidade


Outras resenhas de Holy Hell - Rob Rock

Resenha - Holy Hell - Rob Rock

Resenha - Holy Hell - Rob Rock




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Eddie Van Halen: Eruption foi um acidenteEddie Van Halen
"Eruption foi um acidente"

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin