Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemAngra e Shaman, Edu Falaschi fala sobre a treta que havia entre as bandas

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemBruno Sutter explica semelhança problemática entre Ayrton Senna e Fausto Fanti

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemSamuel Rosa chama guitarrista do Pearl Jam de "menino mimado" por quebrar instrumentos

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz


2022/08/18
Stamp

Resenha - Let It Be... Naked - Beatles

Por Ricardo
Em 08/02/04

O canto dos cisnes de uma das maiores bandas do planeta, os Beatles, Let It Be, agora com um remake mais ao gosto do idealizador do projeto, Paul Mcartney, e aprovado por Ringo, George (antes de sua morte), a viúva de George e Yoko Ono, maior desavença de Paul (quem diria?).

OK, antes de falar um pouco do disco, um pouco de história: "voltando no longínquo ano de 1968, vamos lembrar o que acontecia com a maior banda de todos os tempos, desgastada com anos de sucesso e convivência muitas vezes turbulenta. Com o clima ficando cada vez pior por causa do ego controlador de Paul McCartney, do distanciamento de John Lennon (cada vez mais ligado em Yoko Ono a ponto de levá-la aos ensaios, irritando os outros), da angústia de George Harrison em se ver podado pela dupla central e pelo cansaço e desapontamento de Ringo Starr, a banda estava acabando. Alguma coisa precisava ser feita.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Para tentar salvar a banda, o projeto Get Back idealizado por Paul visava criar um filme e um disco ao vivo para unir o quarteto como nos velhos tempos, com novas músicas gravadas sem truques de estúdio e nem orquestras – somente os quatro e, eventualmente, o tecladista convidado Billy Preston. O trabalho de composição, discussão de arranjos, ensaios e um show de encerramento seriam filmados, expondo o processo criativo do grupo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eles foram filmados o tempo todo, o que só aumentou as tensões já existentes. Eles bem que tentaram, mas não teve jeito. Paul não havia mudado, ninguém tinha mais saco de olhar pra cara do outro e isso acabou transparecendo nas filmagens que foram depois editadas no filme Let It Be. E o que deveria ser um grandioso show de encerramento virou uma apresentação improvisada (e interrompida pela polícia) no telhado da gravadora Apple, no início de 1969. Ao final, cada um seguiu seu caminho.

Ainda em 1969, resolveram gravar um disco de despedida digno, o Abbey Road. Depois de anunciado o fim oficial da banda, no início de 1970, o produtor Phil Spector foi chamado para reunir o material das sessões de Get Back e o resultado foi o disco Let it be. Paul foi o mais contrariado, mas foi voto vencido na ocasião. Assim, Spector, amigo de Lennon, usou seu famoso estilo "wall of sound" e acrescentou coral e orquestra no que deveria ser um álbum cru e simples. O resultado, mesmo belíssimo, continuou incomodando Paul, que esperou décadas para conseguir viabilizar a edição sem cortes que ele sonhava." (extraído do site Omelete.com.br)

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Let It Be... Naked em outras palavras, é o sonho de Paul virando realidade, o que obviamente não tira em nada a importância da sua versão original, apenas é uma opção a mais para os fãs e pessoas que queiram ter uma outra visão da obra. Musicalmente maravilhoso, porém sem o recurso "wall of sound" empregado pelo produtor Spector, a reedição do disco mostra a banda crua, sem truques. Algumas músicas obviamente perdem um pouco com isso na minha opinião, como "The Long And Winding Road" e "Across The Universe", porém, algumas músicas permaneceram sem grandes mudanças, como a ótima "I Me Mine", a country rock "One After 909" e outras. "Don't Let Me Down foi incluída, substituindo "Dig it" e "Maggie Mae", o que melhorou o disco em certo aspecto, porém as partes de gozações entre os caras da banda realmente irão tirar um pouco aquele clima de descontração do grupo, mas não prejudica o disco em nada.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Para aquelas pessoas que estão conhecendo os Beatles agora, esse disco, Anthology e o maravilhoso Sgt. Peppers, são peça fundamental para saber o poderio de fogo de uma das melhores e mais criativas bandas de todos os tempos. Para os fãs como eu e beatlemaníacos, um artigo de colecionador indispensável na coleção!


Outras resenhas de Let It Be... Naked - Beatles

Resenha - Let It Be... Naked - Beatles

Resenha - Let It Be... Naked - Beatles

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/07/09


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

O hit da Legião Urbana que utiliza recurso sonoro consagrado pelos Beatles

Beatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

Janis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

Dez clássicos do rock e do heavy metal que não têm bateria - Parte II

As músicas de John Lennon favoritas de Paul McCartney - nos Beatles e solo

Robb Flynn diz que números do Spotify "não representam seus fãs" e cita caso dos Beatles

Cinco bandas que lançaram discos por três (ou mais) anos consecutivos - Parte 1

Dez músicas gravadas por bandas de rock e metal que não têm refrão, em lista do Loudwire

Ringo Starr lança EP3 em setembro; veja capa, nomes das músicas e ouça prévia

Beatles: Para John Lennon e George Harrison ser um beatle se tornou "chato"

Um documentário do Queen estilo Get Back? Brian May responde se é possível

Peter Jackson está planejando outro filme sobre os Beatles

Paul McCartney comenta o impacto de Elvis Presley no começo de sua carreira

Judas Priest: Rob Halford comenta a influência de Beatles e Rolling Stones

Beatles: Para John Lennon as filmagens de "Let it Be" foram "um inferno"

Paul McCartney: Respostas a dezenas de perguntas de fãs

Mestres: os dez maiores guitarristas canhotos do Rock

Jess Greenberg: mais vídeos de covers em voz e violão

Kiss: como foi demitir Eric Carr em seu leito de morte

O Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?