Vinyl: análise do episódio final da 1ª temporada da série da HBO

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collectors Room
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

O episódio final da primeira temporada de Vinyl foi ar na HBO na noite deste domingo, 17 de abril, e trouxe pontos bem interessantes para a série criada por Mick Jagger e Martin Scorcese. Intitulado Alibi, o capítulo concluiu vários pontos da primeira (e irregular) temporada do seriado.

Terry O'Neill: Morre, fotógrafo que trabalhou com Beatles, Stones e outros gigantesLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Richie Finestra conseguiu lançar o seu novo selo, Alibi, com a banda que o representa, os Nasty Bits, abrindo para o New York Dolls. Além do impacto causado junto ao público com o single "Woman Like You", ainda temos um truque de mestre de Finestra e Andrea Zito, a responsável pelo A&R da gravadora, pra dar ainda mais impacto ao show de estreia do quarteto, recheado de convidados especiais, incluindo a nata da crítica musical da época.

Arcos são fechados definitivamente, outros deixam pontas soltas para a segunda temporada, como deve ser. De maneira surpreendente, somos apresentados ao que deve ser a principal locação da segunda temporada, o lendário CBGB. Vemos a popularização crescente da disco music e o mergulho do personagem de Jack Quaid na cultura dance da metade dos anos 1970. Joey Ramone aparece no episódio e fica encantado com os Nasty Bits - estamos em 1974, vale lembrar, e o primeiro disco do grupo seria lançado apenas em 1976. Os New York Dolls também marcam presença.

O sucesso dos Nasty Bits e a chegada do CBGB apontam para uma presença forte da cena punk na segunda temporada de Vinyl, o que deve render episódios muito interessantes. A própria pista dada pela CBGB deve fazer com que nomes como Patti Smith, Talking Heads e outras bandas nova-iorquinas sejam nomes constantes na vindoura temporada.

Pessoalmente, espero que o Kiss seja citado e surja na série, já que estamos falando de uma gravadora situada em Nova York, cidade natal da banda, e um seriado que se passa no período em que o quarteto mascarado foi criado. Apesar de que, sabendo do quanto é difícil negociar com Gene Simmons, talvez a banda passe batido mesmo.

Apesar de um período de irregularidade no meio da temporada, esse primeiro arco de dez episódios de Vinyl foi muito bom e trouxe inúmeros pontos interessantes para quem gosta de música. Ter já um conhecimento prévio sobre as bandas, locais e músicas citados no seriado torna a experiência de assisti-lo inevitavelmente mais completa. E, sem dúvida, poucas vezes a paixão pela música, pelo rock e pelos discos foi retratada com tamanha beleza e preciosismo, seja na TV ou no cinema.

O primeiro lado foi legal, Vinyl. Agora estamos virando o disco e esperando que lado B mantenha o padrão.

Dica: a HBO disponibilizou o segundo volume da trilha da série lá no Spotify, vale conferir ;-)




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Ramones"Todas as matérias sobre "Rolling Stones"


Terry O'Neill: Morre, fotógrafo que trabalhou com Beatles, Stones e outros gigantesTerry O'Neill
Morre, fotógrafo que trabalhou com Beatles, Stones e outros gigantes

Guns, Red Hot, Stones, Green Day e George Clinton: Um encontro histórico em 2012Lucy Boynton: depois de Mary Austin, ela fará Marianne Faithfull no cinema

Keith Richards: em vídeo, as transformações em sua aparência de 1962 a 2019Keith Richards
Em vídeo, as transformações em sua aparência de 1962 a 2019

Keith Richards: ele quase fez participação hilária no filme Zumbilândia 2Keith Richards
Ele quase fez participação hilária no filme Zumbilândia 2

God Save The Queen: 5 vezes em que rockstars britânicos peitaram a monarquia

Rolling Stones: 5 vezes em que a banda se posicionou politicamente em suas músicasRolling Stones
5 vezes em que a banda se posicionou politicamente em suas músicas

Rock: alguns dos discos mais raros (e caros) do mundoRock
Alguns dos discos mais raros (e caros) do mundo

Full Rock: músicas perturbadoras e inquietantes que são adoradasFull Rock
Músicas perturbadoras e inquietantes que são adoradas


Led Zeppelin: a inspiração por trás de KashmirLed Zeppelin
A inspiração por trás de "Kashmir"

Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRaul Seixas
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

adGoo336