Tradução - Reign In Blood - Slayer

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Reign In Blood - Slayer

Traduzido por biramg
<

  | Comentários:

Terceiro álbum do Slayer, lançado em 1986, “Reign In Blood” é a primeira parte da tríade dourada da banda (juntamente com “South Of Heaven” e “Seasons In The Abyss”). Um clássico absoluto. Ouça no volume máximo: “Angel Of Death”, “Postmortem” e “Raining Blood”.

Imagem

ANGEL OF DEATH

Auschwitz, the meaning of pain
The why that I want you to die
Slow death, immense decay
Showers that cleanse you of your life
Forced in like cattle
You run
Stripped of
Your life's worth
Human mice, for the Angel of Death
Four hundred thousand more to die
Angel of death
Monarch to the kingdom of the dead
Sadistic, surgeon of demise
Sadist of the noblest blood

Destroying, without mercy
To benefit the Aryan race

Surgery, with no anesthesia
Fell the knife pierce you intensely
Inferior, no use to mankind
Strapped down screaming out to die
Angel of death
Monarch to the kingdom of the dead
Infamous butcher
Angel of death

Pumped with fluid, inside your brain
Pressure in your skull
Begins pushing through your eyes
Burning flesh, drips away
Test of heat burns your skin
Your mind starts to boil
Frigid cold, cracks your limbs
How long can you last
In this frozen water burial?
Sewn together, joining heads
Just a matter of time
'til you rip yourselves apart
Millions laid out
In their crowded tombs
Sickening ways to achieve
The holocaust
Seas of blood, bury life
Smell your death as it burns
Deep inside of you
Abacinate, eyes that bleed
Praying for the end of
Your wide awake nightmare
Wings of pain, reach out for you
His face of death staring down
Your blood running cold
Injecting cells, dying eyes
Feeding on the screams of
The mutants he's creating
Pathetic harmless victims
Left to die
Rancid angel of death
Flying free

ANJO DA MORTE *

Auschwitz (1), a dor verdadeira
A razão que quero para você morrer
Morte lenta, imenso declínio
Chuveiros (2) que te limpam de sua vida
Forçado como gado
Você corre
Despido de
Seu sentido de vida
Ratos humanos, para o Anjo da Morte
Mais de quatrocentos mil para morrer
Anjo da Morte
Monarca do reino dos mortos
Sádico, cirurgião da morte
Sadista do mais nobre sangue

Destruindo, sem piedade
Para beneficiar a raça Ariana

Cirurgia, sem anestesia
Sinta a faca te perfurando intensamente
Inferior, impróprio para a humanidade
Preso e gritando loucamente para morrer
Anjo da morte
Monarca do reino dos mortos
Açougueiro infame
Anjo da morte

Bombeado com fluido, dentro do cérebro
A pressão no seu crânio
Começa a pressionar seus olhos
Carne em chamas, se dissolvendo
Testes mentais queimam sua pele
Sua mente entra em ebulição
Frio frígido, amputa seus membros
Até quando você pode agüentar
Nessa gélida água da morte?
Todos presos, cabeças juntas
Apenas uma questão de tempo
Até que você seja esquartejado
Milhões jazem
Em suas tumbas lotadas
Nauseantes formas de alcançar
O holocausto
Mares de sangue, vida enterrada
Sinta o cheiro de sua morte enquanto ela queima
Dentro de você
Cegados (3), olhos que sangram
Rezando pelo fim
Do seu pesadelo desperto
Asas da dor, estendidas para você
A face da morte fitando
Seu sangue correndo frio
Injetando células, olhos agonizantes
Alimentado pelos gritos
Dos mutantes que ele está criando
Patéticas vítimas inofensivas
Deixadas à morte
Podre Anjo da Morte
Voando livre

* Anjo da Morte = Como ficou conhecido Josef Mengele. Na Segunda Guerra Mundial, em 1942, foi condecorado por bravura militar. No ano seguinte, foi para o campo de concentração de Auschwitz como coronel-médico da SS (a tropa de elite nazista). Mandou então executar 400 mil prisioneiros, entre judeus, ciganos, gays e deficientes físicos. Os poupados da morte imediata eram enviados para o "zoológico", os barracões onde ficavam as cobaias humanas de seus experimentos. Entre eles, havia principalmente irmãos gêmeos, anões e portadores de deficiências físicas. O "anjo da morte", como foi apelidado, dissecava anões vivos a fim de provar serem fruto da excessiva miscigenação de raças, amputava pernas e braços de crianças para tentar sem sucesso regenerá-los, e jogava prisioneiros em água fervente para ver o quanto suportavam. Fugiu de Auschwitz em 17 de janeiro de 1945, pouco antes de as tropas soviéticas chegarem ali. Escondeu-se na Alemanha até 1949, quando veio para a Argentina, na época um porto seguro para os nazistas. Viveu no Brasil de 1970 até sua morte, em 79, em sítios nos arredores de São Paulo (Caieiras e perto da represa Billings). Não tinha conta em banco e era sustentado por uma rede de antigos nazistas. Passava os dias cuidando do jardim e ouvindo obras de Wagner e Mozart. Tinha uma carteira de identidade falsa, com o nome de um amigo, o austríaco Wolfgang Gerhardt. Mas aqui era conhecido apenas como "seu Pedro".

(1) Auschwitz = Campo de concentração nazista na Polônia. Cerca de 1,1 milhão de pessoas foram brutalmente assassinadas em Auschwitz durante a Segunda Guerra Mundial - 15 mil soviéticos, 21 mil ciganos, 70 mil poloneses e 1 milhão de judeus.

(2) Ao chegar a Auschwitz, os prisioneiros passavam por uma triagem em que eram separados os aptos para o trabalho forçado, ou que poderiam interessar às pesquisas médicas no hospital do conjunto, e os não selecionados eram encaminhados diretamente aos "banheiros". Nesses “banheiros”, os prisioneiros entravam nus e havia os falsos chuveiros, que em vez de água, soltavam gás, matando todos que ali estavam.

(3) Abacinate (verb) blind by holding a red-hot metal plate before someone's eyes = Cegar segurando um objeto de metal incandescente em frente aos olhos de alguém.

PIECE BY PIECE

Modulistic terror
A vast sadistic feast
The only way to exit
Is going piece by piece

You have no choice
Of life or death
My face you will not see
I'll rip your flesh
'Till there's no breath
Dismembered destiny

As soon as life has left your corpse
I'll make you part of me
No emotion
Death is all I see

Modulistic terror
A vast sadistic feast
The only way to exit
Is going piece by piece

Bones and blood lie on the ground
Rotten limbs lie dead
Decapitated bodies found
On my wall, your head!

On your trail I close the gap
One more life that soon won't be
No emotion
Your flesh is all I need

I'll send you to your maker
Confront the god you seek
A flash of red upon your chest
Safety out of reach

EM PEDAÇOS

Terror modulístico (1)
Um vasto banquete sádico
A única maneira de partir
É sair em pedaços

Você não pode escolher
Entre a vida ou a morte
Você não verá meu rosto
Rasgarei sua carne
Até que não haja nenhuma respiração
Destino desmembrado

Assim que a vida deixar seu cadáver
Eu te farei parte de mim
Sem emoção
Morte é tudo que verei

Terror modulístico
Um vasto banquete sádico
A única maneira de partir
É sair em pedaços

Ossos e sangue jazem no chão
Membros mortos em putrefação
Corpos decapitados encontrados
Na minha parede, sua cabeça!

Em sua fuga eu fecho a abertura
Mais uma vida que logo não terá
Nenhuma emoção
Sua carne é tudo que necessito

Te mandarei para seu criador
Confrontar-se com o Deus que você procura
Um clarão vermelho sobre seu peito
Salvação fora de alcance

(1) Modulistic = Modulístico. Junção da palavra “modular” com o sufixo “ístico”.

NECROPHOBIC

Strangulation mutilation
Cancer of the brain
Limb dissection, amputation
From a mind deranged

Asphyxiation, suffocation
Gasping for air
Explain to me the feeling
After sitting in the chair

Ripping apart
Severing flesh
Gouging eyes
Tearing limb from limb

Experimentation, slow infection
Internal decay
Execution, need transfusion
Body rots away

Sliced incision, zero vision
Loss of vital signs
Skin contortion, bone erosion
Your life becomes your fine

Necrophobic
Can't control the paranoia
Scared to die

NECRÓFOBO *

Estrangulação, mutilação
Câncer cerebral
Dissecação de membros, amputação
De uma mente demente

Asfixia, sufocação
Buscando ar em respirações profundas
Explique-me o que está sentindo
Após sentar-se na cadeira

Em pedaços
Carne se rompendo
Olhos arrancados
Rasgando membro a membro

Experimentação, infecção lenta
Decadência íntima
Execução, necessidade de transfusão
Corpo que apodrece

Incisão, visão zero
Perda de sinais vitais
Pele se contorcendo, erosão de ossos
Sua vida torna-se sua beleza

Necrófobo
Não consegue controlar a paranóia
Temendo morrer

* Necrófobo = Aquele que sente medo mórbido da morte ou dos mortos.

ALTAR OF SACRIFICE

Waiting the hour destined to die
Here on the table of hell
A figure in white
Unknown by man
Approaching the altar of death
High priest awaiting dagger in hand
Spilling the pure virgin blood
Satan's slaughter, ceremonial death
Answer his every command

Death will come easy just close your eyes
Dream of the friends you'll see
Heavenly failure losing again
Move on to a new form of life

Altar of sacrifice, curse of the damned
Confronting the evil you dread
Coalesce into one your shadow and soul
Soon you will meet the undead

Enter to the realm of Satan!

Blood turning black, the change has begun
Feeling the hatred of all damned in hell
Flesh starts to burn, twist and deform
Eyes dripping blood realization of death
Transforming of five toes to two
Learn the sacred words of praise, hail Satan

A gift of powers disposed upon you
Use them when you feel the need
Master the forces and powers of Satan
Controlling the creature's instinct
Drawn to the castles that float in the sky
Learn to resist the temptation
Watching the angels sift through the heavens
Endlessly search for salvation

ALTAR DO SACRIFÍCIO

Esperando pela hora de morrer
Aqui na mesa do inferno
Uma figura de branco
Desconhecida pelos homens
Aproximando-se do altar da morte
Sumo Sacerdote (1) esperando, adaga na mão
Derramando o puro sangue virgem
Massacre satânico, cerimonial da morte
Responda a todos os comandos dele

A morte virá fácil, apenas feche seus olhos
Sonhe com seus amigos e você verá
Falência celestial perdendo novamente
Progrida para uma nova forma de vida

Altar do sacrifício, maldição dos condenados
Confrontando o mal que te apavora e que
Coalesce em sua sombra e sua alma
Brevemente você encontrará os morto-vivos

Entre no Reino de Satã

Sangue se torna negro, a mudança começou
Sinta o ódio de todos os condenados do inferno
A carne começa a queimar, deformando-se
Olhos derramando sangue, realização da morte
Transformando os cinco dedos do pé em dois
Aprenda as palavras sagradas de louvor, Ave Satanás

O dom do poder disposto para você
Use-o quando achar necessário
Mestre das forças e poderes de Satã
Controlando o instinto das criaturas
Atraído aos castelos que flutuam no céu
Aprenda a resistir à tentação
Assistindo aos anjos caindo pelos céus
Busca eterna por salvação

(1) High priest = Sacerdote de máxima categoria numa hierarquia religiosa; grão-sacerdote.

JESUS SAVES

You go to the church
You kiss the cross
You will be saved at any cost
You have your own reality
Christianity
You spend your life just kissing ass
A trait that's grown
As time has passed
You think the world will end today
You praise the Lord
It's all you say

Jesus saves, listen to you pray
You think you'll see the pearly gates
When death takes you away

For all respect
You cannot lust
In an invisible man
You place your trust
Indirect dependency
Eternal attempt at amnesty
He will decide who lives and dies
Depopulate satanas rise
You will be an accessory
Irreverence and blasphemy

Jesus saves, no need to pray
The gates of pearl have turned to gold
It seems you've lost your way

Jesus saves, no words of praise
No promised land to take you to
There is no other way

JESUS SALVA

Você vai à igreja
Você beija a cruz
Você será salvo a qualquer custo
Você tem sua própria realidade
Cristandade
Você desperdiça sua vida puxando o saco
Uma peculiaridade que cresce
Com o passar do tempo
Você acha que o mundo acabará hoje
Você louva o Senhor
E isso é tudo que você diz

Jesus salva, ouça suas preces
Você acha que verá as Portas de Pérola (1)
Quando a morte te levar

Para todo o respeito
Não lhe é permitido a luxúria
Em um homem invisível
Você coloca sua confiança
Dependência indireta
Tentativa eterna de anistia
Ele decide quem vive e morre
A despopulação do inferno começa
Você será um acessório
Irreverência e blasfêmia

Jesus salva, sem necessidade de rezar
As portas de pérola se transformam em ouro
Parece que você perdeu seu caminho

Jesus salva, sem palavras de louvor
Não há terra prometida para você
Não há nenhum outro caminho

(1) Portas de Pérola é um nome cristão para a Entrada do Paraíso, retirado do Livro Bíblico Apocalipse 21:21. “As doze portas são doze pérolas, e cada uma dessas portas, de uma só pérola. A praça da cidade é de ouro puro, como vidro transparente”.

CRIMINALLY INSANE

Night will come and I will follow
For my victims, no tomorrow
Make it fast, your time of sorrow
On his trail, I’ll make you follow

Quarters for the criminally insane
The sentence read for life
I must remain
The path I chose has
Led me to my grave
To try again
I'd have no other way

Quarters for the criminally insane
Escape for me
Has fast become a game
Soon to be
I'll leave without a trace
Endangered species
End the human race

Branded in pain
Marked criminally insane
Locked away and kept restrained
Disapprobation, but what have I done
I have yet only just begun
To take your fuckin' lives!

CRIMINALMENTE INSANO

A noite virá e eu seguirei
Para minhas vítimas, nenhum futuro
Seus períodos de dor, virão rápidos
No rastro dele, te farei seguir

Clemência para o criminalmente insano
A sentença estudada para a vida
Eu devo seguir
O caminho que escolhi
Conduziu-me a minha sepultura
Outra chance
Não terei

Clemência para o criminalmente insano
Fugir de mim
Transformou-se rapidamente em um jogo
Em breve
Partirei sem deixar vestígios
Espécies postas em perigo
Fim da raça humana

Estigmatizado pela dor
Marcado criminalmente insano
Trancafiado e reprimido
Desaprovação, mas o que tenho feito
Eu apenas comecei
A tirar suas malditas vidas!

REBORN

Convicted witch my life will end
At midnight on the stake
My dedicated life was spent
To insubordinate
Secured by lock inside a cell
Imprisoned for no crime
The shackles will be useless
When your life is out of time

Incantation spell gone by
I will see life again
My deals will made eternally
I signed the book of red
My rage will be unleashed again
Burning the next morn
Death means nothing
There is no end
I will be reborn

No gift of exile in my fate
I'll get no amnesty
You can't control my destiny
There is no habitual need
Proclaim my death
To end my wrath
It takes more than one try
Indulge your ineffective curse
I will never die

You think by killing me tonight
My powers will not rise
There'll be nowhere for you to run
When my hatred comes to life
Condemned to fill the prophecy
Allowing no first born
Defy your morbid declaration
Leave you ripped and torn

Count your blessing would be priest
As I burn upon the stake
You'd be forgiven endlessly
But your values are all fake
Forever servant of my lord
By choice and not submission
Maybe now I’ve made you wonder
Am I superstition

RENASCIDO

Feiticeira condenada, minha vida terminará
À meia-noite na estaca
Minha dedicada vida foi tirada
Por insubordinação
Mantido trancafiado em uma cela
Aprisionado por nenhum crime
Estas correntes são imprestáveis
Quando sua vida está fora de compasso

O encanto mágico termina
Verei a vida novamente
Meus negócios são feitos eternamente
Eu assinei de vermelho o livro
Minha raiva estará livre novamente
Incendiando a manhã que se segue
A morte não significa absolutamente nada
Não existe fim
Serei o renascido

Nenhum presente do exílio no meu destino
Não conseguirei anistia
Você não é capaz de controlar meu destino
Não há necessidades naturais
Proclamo minha morte
Para acabar com minha cólera
É necessário mais do que uma única tentativa
Entregando sua maldição ineficaz
Eu jamais morrerei

Você pensa em me matar hoje à noite
Meus poderes não irão se erguer
Não há para onde fugir
Quando meu ódio reviver
Condenado à morte para cumprir a profecia
Não permitindo que o primogênito nasça (1)
Desprezar sua declaração mórbida
Deixará você despedaçado

Acreditar em sua benção te tornaria um padre
Da mesma forma que queimo sobre a estaca
Você seria perdoado eternamente
Mas todos os seus valores são uma farsa
Para sempre servo do meu senhor
Por escolha e não por submissão
Talvez agora eu te surpreendi
Eu sou supersticioso?

(1) Há aqui uma referência bíblica: As 10 pragas do Egito são as dez pestes que Deus enviou por Moisés sobre o Faraó e seu povo, para que Israel fosse libertado da terra do Egito e reconhecesse Deus como único. De acordo com a Torá (livro que contém a lei mosaica, isto é, as escrituras religiosas judaicas, e conhecido como Pentateuco), as dez pragas foram: Água em Sangue, Rãs, Piolhos, Moscas, Praga nos Animais, Sarna que arrebentava em úlceras, Saraiva, Gafanhotos, Trevas e a Morte dos Primogênitos.

EPIDEMIC

Breeding fast in poverty
Infectious driving dormant seed
Inside your carcass start to mate
Left in charge to dominate
Waiting to unfold
Raging uncontrolled
Adapt a potency
Death machine
Infest my corpse to be

Unyielding kings of agony
Test your body chemistry
Pulmonary overthrow
Possession of your inner throne
Invasions quickly override
Malicious domineering strike
Flood your veins
Commit slow death
Deteriorate your maker’s met

Perpetual demise
On a fast decline
Killing tendency
Epidemic
Permanent disease

Incapacitate
Fall into your fate
Pain results in screams
Bleed internally
Years will pass
Before it can be cured

EPIDEMIA

Reproduzindo-se rapidamente na pobreza
Condução contagiosa, semente inativa
Dentro de sua carcaça, começa a se acasalar
Deixado na incumbência de dominar
Esperando pela revelação
Enraivecendo-se descontrolado
Adaptando-se a uma potência
Máquina da morte
Infesta meu cadáver

Reinos de agonia que não se rendem
Testam a química de seu corpo
Parada respiratória
Possessão do seu trono interior
Invasão fulminante
Ataque malicioso dominante
Inunda suas veias
Executando uma morte lenta
Deteriorando seu encontro com o criador

Morte perpétua
Em uma decadência rápida
Tendência para matar
Epidemia
Doença permanente

Incapacitado
É o seu destino
A dor resulta em berros
Sangrando eternamente
Anos se passarão
Até que ela possa ser curada

POSTMORTEM

Funeral held
For the depression of man
Holds the key to his own death
Entering a tomb
Of a corpse yet conceived
Tighten the tourniquet
Around your neck

Sifting away the debris of hated life
Cold touch of death
Begins to chill your spine
Seeking life beyond your perishment
Repeating words
Echoing through your mind

Chanting lines of blind witchery
To save yourself from extinction
Wanting to die is your reason to live
New life born from the oppressed

Taste your blood
As it trickles through the air
Another casualty
Beyond the shadows you fall
Losing ground
The fate you feel it draws near
Fatality, reality
You await the final call

My sinful glare at nothing
Holds thoughts of death behind it
Skeletons in my mind
Commence tearing at my sanity
Vessels in my brain
Carry death until my birth
Come and die with me forever
Share insanity

Do you want to die!

The waves of blood
Are rushing near
Pounding at the walls of lies
Turning off my sanity
Reaching back into my mind
Non-rising body from the grave
Showing new reality
What I am, what I want
I'm only after death

PÓS-MORTE

Funeral preparado
Para a depressão do homem
Segurando a chave de sua própria morte
Entrando numa tumba
De um cadáver já concebido
Aperte o torniquete
Em volta do seu pescoço

Peneirando as ruínas de sua vida de ódio
O toque gelado da morte
Começa a dar calafrios em sua espinha
Procurando vida além do seu perecimento
Repetindo palavras que
Ecoam por sua mente

Salmodiando versos de bruxaria cega
Para salvar a si próprio da extinção
O desejo pela morte é a sua razão de viver
Nova vida nasce dos oprimidos

Prove seu sangue
Enquanto ele jorra pelo ar
Outro infortúnio
Além das sombras que você caiu
Perda de controle
Você pressente o destino se aproximando
Fatalidade, realidade
Você aguarda o chamado final

Meu olhar pecaminoso para o nada
Retém os pensamentos da morte atrás dele
Esqueletos em minha mente
Começam a rasgar minha sanidade
Os vasos sangüíneos em meu cérebro
Carregam a morte até meu nascimento
Venha e morra comigo para sempre
Insanidade compartilhada

Você quer morrer!!!

As ondas de sangue
Estão fluindo rapidamente
Se chocando contra um muro de mentiras
Desligando minha sanidade
Voltando-se para dentro da minha mente
O corpo que não se levanta da sepultura
Mostra uma nova realidade
O que sou, o que quero
Sou apenas pós-morte

RAINING BLOOD

Trapped in purgatory
A lifeless object, alive
Awaiting reprisal
Death will be their acquisition

The sky is turning red
Return to power draws near
Fall into me
The sky's crimson tears
Abolish the rules made of stone

Pierced from below
Souls of my treacherous past
Betrayed by many
Now ornaments dripping above

Awaiting the hour of reprisal
Your time slips away

Raining blood
From a lacerated sky
Bleeding its horror
Creating my structure
Now I shall reign in blood!

CHOVENDO SANGUE

Preso no purgatório
Um objeto sem vida, ainda vivo
Na expectativa de retaliação
A morte será a aquisição deles

O céu se torna vermelho
O retorno do poder se aproxima
Caindo sobre mim
O céu carmesim despedaça-se
Abolindo as leis feitas de pedra

Perfuradas por baixo
As almas do meu passado ilusório
Traídas por muitos
Agora adornos gotejam do céu

Na expectativa do momento de retaliação
Seu tempo se esvai

Chovendo sangue
De um céu dilacerado
Que sangra seu horror
Criando minha estrutura
Agora reinarei no sangue!





Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Slayer"

Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram história
Dave Lombardo: o Philm tem uma expressão musical diferenciada
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Gary Holt: resistência matadora por tocar em duas bandas
E Se...: Sua banda favorita mudasse de gênero musical?
Slayer e Exodus: Gary Holt fala como é tocar em duas bandas
Dave Lombardo: Jeff não gostaria de ver o Slayer dessa forma
Lombardo: ele acha que nunca mais tocará novamente com o Slayer
Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do Metal
Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman
Pylon: recrutando Tim Gaines, do Stryper, para cover do Slayer
Slayer: Lombardo mente quanto a seu salário, afirma biógrafo
Dave Lombardo: menos de mil dólares por show com o Slayer
Dave Lombardo: eles não eram amigos, apenas parceiros de negócios
Slayer: as fotos mais legais do Instagram da mulher de Kerry King

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre biramg

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas