Element: Heavy e Rock Progressivo com maestria e equilíbrio

Resenha - From Sand Part I - Element

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marcos Garcia, Fonte: Metal Samsara
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Quando perguntam como o Metal anda nos últimos meses, a resposta de qualquer conhecedor e acompanhador atento sempre será: vai muito bem, obrigado.
Regis Tadeu: "o cara que tem uma banda hoje queima etapas"Guns N' Roses: show no Troubadour marca definitivamente a "era do reboot"

A motivação para tal afirmação é bem simples: estamos vivendo uma época onde criatividade tem estado em um bom nível, com boas bandas pululando aqui e ali, e isso é muito bom, pois as mesmas pegam ideias e estilos desgastados e põem força em seu som.

E um desses é o quarteto THE ELEMENT, onde temos ex-membros do CIRCLE II CIRCLE e LONERO, que mixa Heavy Metal e Rock Progressivo com maestria e equilíbrio, em uma música de muito bom gosto, requintada, forte, com doses de peso e emoção na medida certa, com elementos etéreos do Progressivo setentista e pitadas de música Clássica em profusão, e temos um disco forte, e um que torna o quarteto um sério candidato ao título de grande revelação de 2012.

Tendo Rafael Macedo (vocal e guitarra) na produção, mas contando com a mixagem e masterização feitas pelo legendário Beau Hill (que já trabalhou com artistas de primeira grandeza como ALICE COOPER, RATT, WINGER, GARY MOORE, EUROPE, BOB DYLAN, ERIC CLAPTON, só para falar de alguns), e o que se poderia esperar da sonoridade que não fosse cristalina, mas sabendo dar intensidade à música complexa da banda?
A arte, por sua vez, é muito bem feita, em um formato Digipack de DVD, que ficou bem legal.

Agora, ao rolar o CD, meus caros, é uma autêntica peça de teatro musicada (pois o disco é conceitual), mas cada uma das músicas do play em si são grandiosas e aclimatam muito bem as passagens da estória, cada uma ótima de sua forma, sem dar para destacar esta ou aquela, pois todas são joias brilhantes.

Começando com 'Please Sit Down...', que é uma introdução à bela e pesada 'Narrowing Part I', onde a banda mostra como sabe fazer uma música melodiosa, bela e variada sem cansar o ouvinte, com ótimas vocalizações e inserts de Música Clássica, bem como em 'Lady in the Seashore', cuja primeira metade é lenta e climática, e a segunda uma música cadenciada e pesada, mas etérea graças à presença de teclados sublimes; 'She's Made from Sand' é faixa com foco no peso, com um trabalho de baixo e bateria bem intensos, e belos solos; já 'Shine Shy Shine' é mezzo pesada, mezzo progressiva, com harmonia em ambos os elementos; 'Hope Departed' é uma canção mais bonita, quase uma balada, embora existam momentos de peso, e que ótimos solos cheios de feeling e sem técnica autoindulgente; 'Promises (At Least One Sunny Day)' tem um andamento mais pesado, mas envolta em uma beleza Heavyssíva evidente, sem perder a técnica e com a cozinha mostrando ótimo trabalho; e o disco fecha com o outro 'The Curtains of My Eyes', que nos dá aquela enorme vontade de começar tudo de novo.

Um disco altamente recomendável, e que é satisfação mais que garantida.

From Sand Part I - The Element
(2012 - Independente – Importado)

Tracklist:

01. Please Sit Down...
02. Narrowing part I
03. Lady in the Seashore
04. She's Made from Sand
05. Shine Shy Shine
06. Hope Departed
07. Promises (At Least One Sunny Day)
08. The Curtains of My Eyes

Imagem

Formação:

Rafael Macedo - Vocals/Guitars
Mitch Stewart - Bass/Vocals
Jeremy Villucci - Keyboards
Marco Bicca - Drums

Contatos:

http://www.theelementmusic.com/
http://www.myspace.com/theelementprog
http://beauhillproductions.com/index.php/site/disc_new
http://www.reverbnation.com/theelementprog
https://www.facebook.com/TheElementOfficial
http://www.youtube.com/theelementprog
http://www.soundclick.com/theelementofficial

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Element"

Regis Tadeu
"O cara que tem uma banda hoje queima etapas"

Guns N' Roses
Show no Troubadour marca a "era do reboot"

Mike Portnoy
O cara trabalha pra kct, será que ganha bem?

Donald Trump: "famosa banda de rock" pediu mais de US$1 milhãoHangar: Pesada troca de críticas entre Aquiles Priester e ex-vocalistasEnjaulados: Os crimes mais chocantes da história do rockAntes do Guitar Hero: os primeiros rockstars em video-gamesBlack Sabbath: a polêmica capa do polêmico Born AgainA escolhida do Axl Rose: minhas memórias favoritas do Rock in Rio

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online