Blackwood Creek: linha retrô e crua como na década de 70

Resenha - Blackwood Creek - Blackwood Creek

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Certamente alguns dos leitores se lembram do Winger, que lá pela segunda metade dos anos 1980 se tornou um dos queridinhos das rádios norte-americanas com seu Hard Rock tão açucarado... Pois bem, mas o que talvez muitos não saibam é que seu mentor, Kip Winger, já havia montado uma banda em 1969 – tinha apenas sete anos – com seu irmão Nate (bateria) e Peter Fletcher (guitarra), que foi batizada como Blackwood Creek.
Pearl Jam: Eddie Vedder diz o que pensa sobre as religiõesIron Maiden: "Run To The Hills" no The Voice da Suécia

Sem gerar um único álbum, este grupo fez parte de suas vidas até 1980, onde cada músico optou por seguir seu próprio caminho. Kip tocou com Alice Cooper e posteriormente montou o bem sucedido Winger, Nate gravou com bandas como Ratt, Kix e Europe, e Fletcher deu início ao obscuro Pigmy Love Circus com Danny Carey (Tool). Mas, eis que em 2007 o trio novamente se reúne para reativar o Blackwood Creek e gravar 11 faixas em um álbum auto-intitulado que está sendo liberado pela Frontiers Records.

Ao contrário do Hard Rock e AOR que geralmente caracterizam os lançamentos da gravadora Frontiers, o "Blackwood Creek" segue uma linha mais retrô e crua, próximo do que era elaborado na década de 1970. Ok, a sonoridade Hard Rock até está presente, mas pode esquecer grandes comparações com o próprio Winger ou algo realmente moderno, tanto que várias destas canções foram compostas na juventude dos músicos e agora novamente rearranjadas para, enfim, chegar ao público.

A saudável mistura de seções pesadas aliada a outras acústicas, além do óbvio espaço para algum blues, garante vários momentos interessantes ao longo dos 40 minutos de audição. A abertura “Out In Outer Space”, influenciada por Led Zeppelin; além de “Rack Of Greed” e "Jimmy And Georgia", com boas guitarras e refrãos idem, são exemplos de Rock´n´Roll despretensioso, mas com bom senso. E o disco também ganha vários pontos com a simplicidade e sutileza de baladas como “Albatross” e “Wooden Shoe”.

Certamente "Blackwood Creek" está longe de se tornar um clássico, mas se mostra decente em sua acessibilidade, além de o fato de ser feito por uma velha irmandade musical proporcionar um gosto todo especial ao repertório. Nada mal para quem começou tocando covers de Led Zeppelin, Black Sabbath e Grand Funk Railroad…

Contato: www.myspace.com/blackwoodcreek

Formação:
Kip Winger - voz, baixo e teclados
Peter Fletcher - guitarra
Nate Winger - bateria

Blackwood Creek - Blackwood Creek
(2008 / Frontiers Records - importado)

01. Out In Outer Space
02. Nothing But The Sun
03. Your Revolution
04. Dead Stung
05. After Your Heart
06. Albatross
07. Jimmy And Georgia
08. Rack Of Greed
09. Love Inspector
10. Joy Ride
11. Wooden Shoe

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Blackwood Creek"

Pearl Jam
Eddie Vedder diz o que pensa sobre as religiões

Iron Maiden
"Run To The Hills" no The Voice da Suécia

Megadeth
Mustaine fala sobre satanistas, gays e gatos

Anthrax: "AC/DC e Iron Maiden são os culpados"Black Sabbath: Tony Iommi explica como tocar "Paranoid"Gwar: vocalista dispara contra Dave MustaineFoo Fighters: Dave Grohl forjou a fratura na perna?AC/DC: outro integrante do Guns poderia ter entrado na bandaSlash: "nunca perdemos nossa integridade", diz guitarrista

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online