DevilDriver: se mantendo geralmente inacessível e furioso

Resenha - Pray For Villains - DevilDriver

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Lá se foram sete anos desde que Dez Fafara deu início ao DevilDriver para conquistar uma credibilidade que provavelmente nunca alcançaria através do glamour que o mainstream propiciou ao Coal Chamber na década de 1990. Com isso, a banda somente vem ganhando pontos entre aqueles que apreciam a cultura underground, pontos estes que se manterão com "Pray For Villains", o quarto álbum de sua discografia.
Nirvana: Krist Novoselic comenta o suicídio de CobainVocal do Deicide promove vexame na Dinamarca

E quando o vocalista afirmou categoricamente que '... Decidimos não ser ainda mais brutal, mais pesado ou mais rápido do que da última vez porque já provamos que podemos fazer isso...', ele estava sendo sensato. Tendo Logan Mader (Machine Head, Soulfly) como produtor, sua música agora dá mais ênfase ao groove, às melodias grudentas e cortantes – as guitarras estão incríveis! – e, o melhor, com tudo se mantendo geralmente inacessível e furioso.

Os norte-americanos apresentam arranjos mais técnicos ao lado de vários outros mais simples, se preocupando em dar um tratamento todo especial para que a maioria das canções tenha grande impacto durante as apresentações ao vivo. A audição flui muito bem, mas, além da ótima trinca inicial – "Pray For Villains", "Pure Sincerity" e "Fate Stepped In" – mostrarem toda a distorção belicosa do DevilDriver, podemos destacar também "Forgiveness Is A Six Gun", com constantes mudanças de andamento e uma invejável seção rítmica; "Resurrection Blvd.", com a dupla de guitarristas numa ótima performance; ou ainda o refrão marcante de "Back With A Vengeance".

Não dá para questionar a devoção de Dez Fafara e cia à sua música, o que vem garantindo a construção de uma carreira com a saudável preocupação em manter uma sólida base de fãs com um Heavy Metal desprovido de pretensões megalomaníacas. "Pray For Villains" é mais um capítulo que comprova este fato, e o leitor que aprecia a música quase extrema unida a boas melodias encontrará um repertório de respeito por aqui!

Formação:
Dez Fafara - voz
Mike Spreitzer - guitarra
Jeff Kendrick - guitarra
Jon Miller - baixo
John Boecklin - bateria

DevilDriver - Pray For Villains
(2009 / Roadrunner Records - importado)

01. Pray For Villains
02. Pure Sincerity
03. Fate Stepped In
04. Back With A Vengeance
05. I’ve Been Sober
06. Resurrection Blvd.
07. Forgiveness Is A Six Gun
08. Waiting For November
09. It’s In The Cards
10. Another Night In London
11. Bitter Pill
12. Teach Me To Whisper
13. I See Belief

Homepage: www.devildriver.com

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Devildriver"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Devildriver"

Nirvana
Krist Novoselic comenta o suicídio de Cobain

Deicide
Glen Benton promove vexame na Dinamarca

Ghost
O lado escuro do rock: você acredita em magia negra?

Amazonas: homem convencia garotas a fazer sexo para montar grupo de rockNamore um cara que goste de MetalEddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentadorSlash: guitarrista conta o que tem ouvido ultimamenteMichael Anthony: "meu último nome não é Van Halen"Megadeth: Dave Mustaine precisava ser chutado do Metallica

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online