Resenha - Vampires In The Church - St. Madness

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Vampires In The Church - St. Madness


  | Comentários:

A faixa título do novo disco do quinteto norte-americano St.Madness, “Vampires In The Church”, tem uma letra que deixa bem claro do que eles estão falando – pelo menos nas entrelinhas, obviamente. Quem são as grandes sanguessugas do atual cenário mundial, caríssimo leitor? Você já tem a resposta na ponta da língua. Para os brasileiros, no entanto, os próprios músicos do St.Madness são verdadeiros “vampiros na igreja”, corpos estranhos na nada criativa (e puritana) cena musical estadunidense. Deixe os rótulos de lado. O St.Madness faz heavy metal. E ponto final. Do tipo forte, energético, cru, sem frescuras, sem hip hop, sem elementos eletrônicos, nem pop e nem “new”. Só heavy metal. Pesado, muitíssimo bem-executado e, acima de tudo, bem-humorado. Quer mais alguma coisa?

Nota: 8

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
O visual corpse paint e os codinomes de gosto duvidoso podem enganá-lo a princípio. Não se trata de uma banda de black metal e tampouco de uma “banda piada”. Oriundos do Arizona, a proposta do St.Madness fica ainda mais clara neste quinto álbum de estúdio, o primeiro com a nova formação – na qual o frontman e líder Prophet e o baterista Dark Soul recebem o reforço de Altar Boy (guitarra), Mad Marvin (guitarra) e Uno Mosh (baixo). Uma sonoridade que varia do metal tradicional da dobradinha Iron Maiden/Judas Priest (como na climática faixa-título e em “Until Death”) ao thrash violento da trinca ianque Metallica/Megadeth/Anthrax (“Speaking In Tongues”, “Missing Girl’s Body Found”, “Expressionless”), com uma deliciosa pitada de letras irônicas e sacanas. E o mais interessante de tudo é que a mistura esbanja criatividade e doses fartas de personalidade.

No meio da porradaria, ainda há espaço para o inacreditável riff circense metalicamente transfigurado de “Carl The Clown”, para a veloz e quase punk “I Cut Myself” e sua letra “apaixonada” (?), para o “metalcore” alucinado e para bater cabeça de “Kill”, para os traços de Black Sabbath em “Ever After” e para a surpreendente “Covered In Blood Again”, um incrível blues acústico sobre um assassino que tem prazer em matar e no qual a voz de Prophet demonstra ecos de David Lee Roth. Mesmo assim, no entanto, tamanha diversidade sonora dá origem a um produto final bem coeso e indubitavelmente heavy metal.

Outros destaques são o hino “Arizona”, uma semibalada que não demora a se tornar pura pancadaria e escrita para homenagear a terra natal do St.Madness, e a letra safadíssima de “Head”, uma verdadeira exaltação ao sexo oral. A cereja do bolo é o cover de “Walk”, canção do Pantera que acabou incluída no disco como uma homenagem ao saudoso Dimebag Darrell. Embora a interpretação do grupo não seja lá muito diferente da original, pelo menos é trazida com sinceridade e fidelidade, tornando-se um acréscimo perfeito para o restante da bolacha.

“Vampires in The Church”, no fim das contas, é um disco que funciona como prova inconteste de que ainda existe vida inteligente na bagunçada (e indigesta) salada de frutas que é a indústria musical da Terra do Tio Sam.

Line-up:
Prophet – Vocal
Altar Boy - Guitarra
Mad Marvin – Guitarra
Uno Mosh - Baixo
Dark Soul – Bateria

Tracklist:
01. Vampires In The Church
02. Speaking In Tongues
03. Arizona
04. Covered In Blood Again
05. Return To Madness
06. Carl The Clown
07. Head
08. Ever After
09. Walk
10. Missing Girl’s Body Found
11. I Cut Myself
12. Expressionless
13. Kill
14. Until Death
15. Just Say Goodbye

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "St. Madness"

St. Madness: sonoridade mais melodiosa e técnica mais refinada
Música do St. Madness homenageia o Brasil
St. Madness disponibiliza músicas para download
Resenha - Vampires In The Church - St. Madness
Resenha - 667 - Vampires In The Church - St. Madness
Membros do Sacred Reich e St. Madness juntos

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago El Cid Cardim

Thiago Cardim é publicitário e jornalista. Nerd convicto, louco por cinema, séries de TV e histórias em quadrinhos. Vegetariano por opção, banger de coração, marvete de carteirinha. É apaixonado por Queen e Blind Guardian. Mas também adora Iron Maiden, Judas Priest, Aerosmith, Kiss, Anthrax, Stratovarius, Edguy, Kamelot, Manowar, Rhapsody, Mötley Crüe, Europe, Scorpions, Sebastian Bach, Michael Kiske, Jeff Scott Soto, System of a Down, The Darkness e mais uma porrada de coisas. Dentre os nacionais, curte Velhas Virgens, Ultraje a Rigor, Camisa de Vênus, Matanza, Sepultura, Tuatha de Danaan, Tubaína, Ira! e Premê. Escreve seus desatinos sobre música, cinema e quadrinhos no www.observatorionerd.com.br e no www.twitter.com/thiagocardim.

Mais informações sobre Thiago El Cid Cardim

Mais matérias de Thiago El Cid Cardim no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas