Kotipelto & Liimatainen: Resenha e fotos do show em Porto Alegre

Resenha - Kotipelto & Liimatainen (Teatro do SESC, Porto Alegre, 21/04/2018)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Dias
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.









No dia 21 de abril Porto Alegre acordou com uma chuva pouco convidativa para se fazer qualquer coisa fora de casa. Ainda mais se tratando de um feriado, que caiu justamente em um sábado. Mas isso não foi problema para os fãs de Power Metal. Os gaúchos receberam os finlandeses Timo Kotipelto (voz, Stratovarius) e Jani Liimatainen (violão, ex - Sonata Arctica) para um acústico intimista, no aconchegante Teatro do SESC, no centro do capital do Rio Grande do Sul.

Os músicos se apresentam sob o nome de Blackoustic, tendo lançado um álbum com esse nome no ano de 2012. A parceria entre eles teve início em 2009, quando lançaram o primeiro álbum do Cain's Offering, onde são colegas de banda. No set-list canções de seus projetos e clássicos do hard rock e heavy metal. A primeira do set foi logo um clássico, a veloz "Black Diamond" do Stratovarius recebeu um arranjo sutil e calmo. Kotipelto agradeceu as palmas e ironicamente disse que a canção seguinte não era muito boa, por ser uma canção composta por ele. Timo enganou-se, pois a versão de "Sleep Well" do seu último álbum solo, "Serenity" (2008), ficou extremamente linda, mesmo com um erro cometido pela dupla no início, que foi logo corrigido.

"A próxima é uma boa música, pois não foi composta por nós" disse Timo ao apresentar "Out in the Fields", de Gary Moore em parceria com Phil Lynott. Além da versão gravada por Timo e Jani em 2012, ela também foi gravada pelo Sonata Arctica, lançada como bônus do álbum "Unia" (2007). Antes de tocá-la disseram que não se tratava de "Over the Hills and Far Away" criada pelo mesmo compositor e imortalizada pelos também finlandeses do Nightwish.

Jani agradeceu o apoio dos presentes e disse que todos eram muito legais. Nesse momento um fã disse "vocês também" e teve como resposta: "Não somos legais, vocês não sabem e nem queiram saber" gerando muitas gargalhadas. Outro momento engraçado foi quando Kotipelto anunciou a música seguinte dizendo "Essa é muito longa, muito chata, muito Stratovarius", se referindo a "Season of Change". A versão combinou muito bem com a proposta do espetáculo. Após aplausos Kotipelto virou a página de sua pasta com as letras e disse "ah não... mais uma do Stratovarius" tirando mais risadas do público.Tratava-se de "A Million Light Years Away".

Do álbum "StormCrow" (2015) do Cain's Offering, esteve presente no repertório a melodiosa "I Will Build You a Rome", composta por Jani. A versão para "Perfect Strangers" do Deep Purple foi um dos destaques da noite, com ótima interpretação de Kotipelto, que mostrou alcances magníficos e uma versatilidade incrível com sua voz. Livrando-se da culpa, Timo avisou que a próxima canção era de autoria de Jani, que descreveu como uma música ruim, e que compôs quando era muito jovem e precisava de dinheiro, divertindo a plateia mais uma vez. "My Selene" vai além de uma boa canção, sendo uma das melhores músicas do Sonata Arctica, presente no álbum "Reckoning Night" (2004).

Questionado por um espectador sobre onde estava a cerveja no palco, Jani respondeu: "você não sabe o que há neste copo... mas é apenas água... o Brasil tem a melhor água do mundo", sendo retrucado por Kotipelto que disse: "você está gostando de beber essa água mesmo". Apresentada por Jani como a melhor música de todas, introduziu a calma "Forever", também do Stratovarius. Fazendo o gesto mais famoso do rock and roll com as mãos, Kotipelto disse que a próxima seria uma balada do melhor vocalista de todos tempos, tratava-se de "Holy Diver" de Ronnie James DIO. Destaque mais uma vez para a performance de Kotipelto (que inclusive abandonou o seu banco e ficou em pé) e para os acordes de "Hole Hearted" do Extreme realizados por Jani no meio da música.

Para "The Trooper" (Iron Maiden), Timo pediu a ajuda da plateia, que correspondeu muito. Próximo do fim tocaram "Paradise" (Stratovarius), saíram do palco e após alguns aplausos retornaram. Fora do set-list após alguns shows, Kotipelto anunciou que "Coming Home" só seria tocada pois foi lembrada por um fã na noite anterior. Com ajuda do público mais uma vez, "Hunting High and Low" despertou quem estava esperando muito por esse momento. Em pé, todos prestigiaram a ótima versão de "The Final Countdown" (Europe) e antes de se despedirem em definitivo, tocaram um trecho de uma música tradicionalista da Finlândia, chamada: "Karjalan Kunnailla".

Apesar do domínio do repertório, Kotipelto falhou em alguns momentos aparentemente fáceis e foi muito competente em músicas difíceis que exigiram muito de sua voz. Liimatainen foi um monstro no violão, tocando com facilidade o tempo inteiro e mostrando um potencial imenso como cantor, com backing vocals perfeitos. A simplicidade de elementos mostrou um outro lado do Speed Metal característico dos músicos, para alegria do público que pôde ver seus ídolos em uma perspectiva completamente diferente do habitual.

Fotos por: Marina Reitz

Set-list completo:

Black Diamond (Stratovarius)
Sleep Well (Kotipelto)
Out in the Fields (Gary Moore)
Shine in the Dark (Stratovarius)
Season of Change (Stratovarius)
A Million Light Years Away (Stratovarius)
I Will Build You a Rome (Cain's Offering)
Perfect Strangers (Deep Purple)
My Selene (Sonata Arctica)
Forever (Stratovarius)
Holy Diver (DIO)
The Trooper (Iron Maiden)
Paradise (Stratovarius)

Coming Home (Stratovarius)
Hunting High and Low (Stratovarius)
The Final Countdown (Europe)



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Kotipelto"Todas as matérias sobre "Stratovarius"Todas as matérias sobre "Sonata Arctica"


Stratovarius: dois shows no Brasil em novembroStratovarius
Dois shows no Brasil em novembro

Timo Tolkki: em Return to Eden, o melhor trabalho em anos

Timo Tolkki: turnê latino-americana tocando clássicos do Stratovarius, Brasil foraTimo Tolkki
Turnê latino-americana tocando clássicos do Stratovarius, Brasil fora

1997: 15 discos de rock/metal que completam 20 anos de lançamento1997
15 discos de rock/metal que completam 20 anos de lançamento

Derek Riggs: Top 10 das capas mais bonitas longe do Iron MaidenDerek Riggs
Top 10 das capas mais bonitas longe do Iron Maiden

Stratovarius: garota de 8 anos impressiona milhões em vídeoStratovarius
Garota de 8 anos impressiona milhões em vídeo


Tirando a poeira do tímpano: 20 novas bandas de rock pra curtirTirando a poeira do tímpano
20 novas bandas de rock pra curtir

AC/DC - Perguntas e RespostasAC/DC - Perguntas e Respostas
AC/DC - Perguntas e Respostas

Ultimate Classic Rock: as filhas mais belas dos rockstarsUltimate Classic Rock
As filhas mais belas dos rockstars

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o NirvanaSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais VocêMegadeth: a pegada jazz pós-Metallica e a bateria de Dirk VerbeurenSlayer: 10 curiosidades sobre a banda

Sobre Guilherme Dias

Fanático por heavy metal e hard rock desde os 12 anos de idade. Coleciona CDs e LPs, principalmente do Helloween e seus derivados. Colabora com o site desde 2013. Nasceu em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

Mais matérias de Guilherme Dias no Whiplash.Net.