Korn: uma das apresentações mais consistentes do Monsters of Rock

Resenha - Korn (Arena Anhembi, Monsters of Rock, São Paulo, 19/09/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Diego Camara
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.





















O sucesso do Monsters of Rock dependia muito da qualidade de suas bandas e especialmente em como o público aceitaria o festival. O KORN veio ao palco como a segunda atração principal da noite e com 1h15m para realizar seu espetáculo. Atrasaram 10 minutos e perderam esse tempo no show, mas mesmo assim a banda soube animar seus fãs e se destacar no primeiro dia do Monsters of Rock. Confiram abaixo os principais detalhes do show:

A banda entrou no palco com 10 minutos de atraso e resolveu, para a alegria do público, tocar um dos seus principais hits. Manobra arriscada, mas extremamente efetiva. Com “Blind”, o público já desde o primeiro minuto pulou e gritou ao ritmo da banda, liderados pela paixão de Jonathan Davis.

A plateia era bastante fiel ao show, e assim passou durante todo o espetáculo. A música “Falling Away From Me”, terceira da noite, mostrou um público afiado que cantou junto durante toda a música. Se fosse só esta, mas parecia que não havia música que o KORN tocasse que o público não tivesse decorado até as passagens mais inaudíveis do vocal.

A transição entre os elementos do show, das partes eletrônicas para as mais heavy metal, foram extremamente bem concisas e construídas. Porém, o foco do heavy metal no gosto do público foi notório, e a plateia comemorou muito mais os sons de metal da banda do que qualquer passagem mais eletrônica.

Em “Here to Stay” foi difícil permanecer quieto em meio a tanta euforia. Um público cheio de vontade e o ritmo da música levavam a bater cabeça mesmo. E para a covardia, ainda encaixaram com a melhor música tocada até o momento, “Y’All Want a Single”. Público cantou o nome da música no início e dançaram o tempo inteiro nas insanas rodas que se abriram por toda a pista do festival.

O retorno para o bis foi rápido, sem tempo nem para que a plateia os chamasse de volta ao palco. Se ainda se duvidava se o show poderia ser mais efetivo, o Korn ainda teve a vontade de melhorar mais com um cover super especial de “Roots Bloody Roots”, do SEPULTURA. A plateia inteira entrou na loucura do movimento da versão nu metal, com destaque para a ótima performance vocal do dueto Davis e Green. Me espantou como Andreas Kisser, que também participou, nem sequer apareceu, no telão não apareceu, como se fosse um convidado qualquer. Isso não foi legal.

O Korn não acabaria por aí, e finalizou o show com dobradinha “Got the Life” e “Freak on a Leash”, para delírio da plateia. A animação dos fãs atingiu um novo nível, juntamente com a própria agressividade de Davis e companhia, que sem dúvidas entregaram uma das apresentações mais consistentes de todo o Monsters of Rock.

Setlist:
1. Blind
2. Twist
3. Falling Away from Me
4. Love & Meth
5. Narcissistic Cannibal
6. Coming Undone
7. Prey For Me
8. Shoots and Ladders / Somebody Someone
9. Never Never
10. Here to Stay
11. Y'All Want a Single
Bis:
12. Roots Bloody Roots (cover do Sepultura com Green e Kisser)
13. Got the Life
14. Freak on a Leash

Fotos: Stephan Solon / XYZ Live

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Robert TrujilloRobert Trujillo
O que ele achou do seu filho tocar com o Korn?

2772 acessosKorn: Brian Welch diz que Deus o trouxe de volta à banda0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Korn"

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
Dez músicos com tatuagem na cabeça/rosto

KerrangKerrang
Revista britânica elege os melhores singles já lançados

LoudwireLoudwire
Dez reuniões inesquecíveis no palco

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Korn"

VocalistasVocalistas
Alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso Metal

Iron MaidenIron Maiden
Caipiras finlandeses fazem versão de "The Trooper"

BeatlesBeatles
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

5000 acessosTradução - Nevermind - Nirvana5000 acessosTotal Guitar: os 20 melhores riffs de guitarra da história5000 acessosIron Maiden: o histórico (e atrapalhado) 1º Rock in Rio5000 acessosCapas Ridículas: LaWeekly elege as piores do Metal em 20145000 acessosO cheiro de salsicha preferido de Dimebag Darrell5000 acessosIron Maiden: Nicko McBrain e o conflito com sua fé cristã

Sobre Diego Camara

Nascido em São Paulo em 1987, Diego Camara é jornalista, radialista e blogueiro. Seu amor pelo metal e rock começou há 6 anos. Um amante da nova geração, é um grande fã de Arjen Lucassen, Andre Matos e bandas como Nightwish, Hammerfall, Sonata Arctica, Edguy e Kamelot. Também não deixa de ter amor pelos clássicos, como Helloween, Gamma Ray e Iron Maiden e do Rock de bandas como Oasis, Queen e Kings of Leon. Atualmente seus textos podem ser lidos no blog OCrepusculo.com sobre assuntos diversos, além de planos para criação de um projeto totalmente voltado aos blogs de Rock e Metal.

Mais informações sobre Diego Camara

Mais matérias de Diego Camara no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online