Toxic Heart: "somos uma banda de Hair Metal da Eslovênia"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Hard Blast
Enviar correções  |  Ver Acessos


O guitarrista da banda eslovena de hard rock TOXIC HEART, Mike Pipenbaher concedeu uma entrevista ao site Hard Blast.com (http://www.hardblast.com) e abaixo podem ser conferidos alguns trechos da conversa:

LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuaisSepultura: Pavarotti gravou uma versão de "Roots Bloody Roots"?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Não é nada comum conhecer uma banda de hard rock da Eslovênia, como é a cena rock'n roll em seu país?

Mike Pipenbaher: "Não é grande. A Eslovênia é realmente um país muito pequeno, somente 2 milhões de pessoas. Há muitas bandas, mas nenhuma delas parece trabalhar duro para conseguir algo. Eu ousaria dizer que a cena hard rock é ainda menor. Atualmente diria que o thrash metal está mais em alta por aqui."

E como se deu sua paixão pelo hard rock e a escolha do estilo para a formação da banda?

Mike: "Bem, não chamaria nosso som realmente de 'hard rock', pois temos várias influências de diferentes estilos em nossa música, do glam ao metal e até mesmo algo de country, acho que prefiro a definição 'hair metal', se você quiser. Todos somos grandes fãs dos anos 80, não somente do rock, mas também do pop. Nos sentimos bem quando tocamos e é isso o que nos faz ser o que somos. Temos ouvido este estilo por pelo menos dez anos e até agora não enjoamos."

Vocês acabaram de lançar um álbum "Ride Your Life". É o primeiro?

Mike: "Sim, é nosso primeiro álbum e acabamos de lançá-lo no dia 18 de setembro de forma independente aqui em nosso país. Temos algumas propostas de diferentes selos, mas nada concreto ainda."

Vocês escrevem as canções sozinhos ou há um compositor principal? Conte-nos um pouco sobre o processo de composição do álbum.

Mike: "Basicamente eu componho todas as músicas. Estou aberto a todas as idéias, mas este álbum veio de mim com alguma ajuda do meu irmão mais novo Rider (o baixista). Começamos com um riff e assim construímos a música. Algumas vezes tudo simplesmente caminha bem e, em conjunto, as músicas fluem perfeitamente.

Outras vezes, no entanto, não temos idéia de como ir adiante com um riff diferente ou uma melodia, então não ficamos forçando a barra, apenas deixamos a coisa fluir do nosso jeito. Uma vez feito tudo isso, fomos com nosso material ao estúdio RSL, aqui na Eslovênia e gravamos o álbum. Temos muitas músicas novas inclusive! O suficiente para mais três álbuns!!"

Qual a sua opinião sobre o atual cenário rock ? Fale-nos sobre oportunidades e sua visão do mercado.

Mike: "Eu diria que há muitas bandas ruins vindo por aí sem nenhum significado, sem idéias, sempre os mesmos 'caras durões', com visual 'malvado', fazendo música que eles não sentem e não entendem, somente para serem 'rockstars'. É verdade que atualmente é impossível vir com algo realmente novo, mas você pode achar algo que se encaixe com você e fazer isso do seu jeito. Caso você não acredite no que você está fazendo, como espera que alguém mais acredite?

Quanto à visão do mercado? Eu acho difícil de dizer, esse é o motivo de termos nosso empresário e é ele quem toma conta disso. Estou certo de que há um ponto para que deixemos nossa marca, mas este caminho é muito duro. Estamos prontos, no entanto, para dar tudo de nós !!"

Diga alguma coisa que você acha importante na história da banda, qualquer informação que você gostaria de ler a respeito de vocês.

Mike: "Que esta banda não foi formada para ser falsa. Somos o que você ouve, nós não mentimos, nossa música não mente. Somos um grupo de caras que ama música e nunca vamos parar de fazer isso. Vivemos de maneira positiva, nos divertindo, e estamos pouco nos f#$%% para toda a m#&* que está acontecendo no mundo. Todos estão tentando vender algo e neste caso nós não estamos vendendo, oh não, estamos espalhando energia positiva e acho que está é a única forma de energia em nosso planeta que vem de graça !! Ha !!"

Para ler a entrevista completa (em inglês) acesse este link.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Toxic Heart"


LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuaisLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

Sepultura: Pavarotti gravou uma versão de Roots Bloody Roots?Sepultura
Pavarotti gravou uma versão de "Roots Bloody Roots"?


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336