Matérias Mais Lidas

Tony Iommi: surpreendendo ao eleger seu Deus do RockTony Iommi: surpreendendo ao eleger seu "Deus do Rock"

Metallica: a música lado b que Robert Trujillo mais gosta de tocar ao vivoMetallica: a música "lado b" que Robert Trujillo mais gosta de tocar ao vivo

Deep Purple: Ian Gillan diz que o Brasil é um dos seus lares espirituaisDeep Purple: Ian Gillan diz que o Brasil é um dos seus "lares espirituais"

Guns N' Roses: as 5 músicas mais polêmicas da bandaGuns N' Roses: as 5 músicas mais polêmicas da banda

Ronnie James Dio: Finalmente Bruce Dickinson assumiu que sou um de seus heróisRonnie James Dio: "Finalmente Bruce Dickinson assumiu que sou um de seus heróis"

Rick Bonadio: o que ele pensa sobre cancelamento causado por criticar funk no GrammyRick Bonadio: o que ele pensa sobre cancelamento causado por criticar funk no Grammy

Black Sabbath: Todos os álbuns ranqueados, do pior ao melhor, pela Kerrang!Black Sabbath: Todos os álbuns ranqueados, do pior ao melhor, pela Kerrang!

Metal: de Helloween a Cradle of Filth, as 30 melhores capas de 2021Metal: de Helloween a Cradle of Filth, as 30 melhores capas de 2021

Helloween: 15 grandes músicas da banda gravadas durante a era Andi DerisHelloween: 15 grandes músicas da banda gravadas durante a "era Andi Deris"

The Doors: Acho que Jim Morrison tinha problemas mentais de verdade, diz Robby KriegerThe Doors: "Acho que Jim Morrison tinha problemas mentais de verdade", diz Robby Krieger

Metallica: Trujillo conta quem ele mais admira no MMA; sim, é uma mulherMetallica: Trujillo conta quem ele mais admira no MMA; "sim, é uma mulher"

Brian May: após quase ser cancelado, guitarrista pede desculpas por comentáriosBrian May: após quase ser cancelado, guitarrista pede desculpas por comentários

Despedidas: os últimos trabalhos gravados por grandes nomes do heavy metal - Parte 1Despedidas: os últimos trabalhos gravados por grandes nomes do heavy metal - Parte 1

Metallica: Sebastian Bach achou os caras muito feios, e por isso comprou o disco na horaMetallica: Sebastian Bach achou os caras muito feios, e por isso comprou o disco na hora

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide


WhatsApp

RockHard-Valhalla: Korzus e editores da revista comentam "Prophecy", do Soulfly

Em 13/04/07

Eliton Tomasi, Vinicius Mariano e Marcos Franke, juntamente com os convidados especiais Marcello Pompeu e Heros Trench (Korzus) discutem o CD "Prophecy", do Soulfly.

Mesa Redonda é uma seção da revista RockHard-Valhalla. Confira essa matéria na edição 27.
Mesa Redonda é uma seção da revista RockHard-Valhalla. Confira essa matéria na edição 27.

Participantes:

Eliton Tomasi, Vinicius Mariano, Marcos Franke.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Convidados Especiais:

Marcello Pompeu e Heros Trench (Korzus)

Faixa 1 – Prophecy

Eliton Tomasi: Essa é a música do clipe. Lembra bem o Sepultura.

Heros Trench: O vocal do Max é foda. Até parece uma continuação da "Roots Bloody Roots".

Marcello Pompeu: É um vocal único. E ele está cantando cada vez melhor e ás vezes você não precisa botar tanta quebrada no som. Você faz tudo em cima de uma base como aqui.

Heros Trench: E funciona muito bem.

Marcello Pompeu: Além de dar mais atenção as letras. Você presta mais atenção no que o cara está cantando.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Heros Trench: A gravação do álbum é excelente.

Marcos Franke: A música lembra um pouco a época do Arise.

Vinicius Mariano: Essa parte dos riffs thrash lembram mesmo.

Heros Trench: Achei esse som muito bom.

Marcello Pompeu: Ouvi algumas pessoas meterem o pau nesse disco, mas eu gostei dessa primeira música.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Faixa 2 – Living Sacrifice

Marcello Pompeu: O pessoal tira sarro porque escrevi uma letra pro Korzus com muitas palavras com "ation" no final, mas do Max ninguém fala nada (risos). Olha essa letra: Frustration, salvation, inspiration, live in nation (risos)

Vinicius Mariano: O Soulfly é uma continuação do que seria o Sepultura se ele ainda estivesse na banda. Uma continuação mais avançada do Roots.

Eliton Tomasi: Vocês acham que o Sepultura perdeu com a saída do Max?

Marcello Pompeu: Pô, que pergunta (risos). Com certeza perdeu, e isso não é só a minha opinião, mas geral.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Heros Trench: Qualquer banda que perde seu frontman sai no prejuízo.

Marcello Pompeu: Pelo menos eles estão dando seqüência à carreira deles. Eu ficaria muito triste se um dia eu saísse do Korzus e a banda acabasse. Eu pensaria que tinha razão mesmo, os caras eram uns cuzões (risos gerais). Se o trabalho com o Max era melhor ou pior, aí já é outra história. Toda vez que você perde um cara importante da banda você sai perdendo. Mas voltando ao disco, essa parte parece Linkin Park (risos). Dá impressão que a qualquer momento vai entrar um cara cantando rappeado (imitando o som) com um cara berrando de fundo (imitando o som).

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Eliton Tomasi: O Max tem muita influência do som americano e depois que mudou pra lá, absorveu ainda mais isso.

Heros Trench: A batida é totalmente brasileira, é um baião. O Max soltou o Luis Gonzaga nos gringos (risos gerais).

Marcello Pompeu: Agora voltou ao início do som, que é bem pesado. Sou sempre a favor do peso. Olha que linda ressonância de guitarra! Tem muitas pessoas que metem o pau, mas eu considero o Max como um dos gênios do metal.

Faixa 3 – Execution Style

Marcello Pompeu: Muito Sepultura esse começo.

Heros Trench: Eu achei mais parecido com o Fight.

Marcello Pompeu: Mas isso é bem Sepultura também. Se não tivesse ocorrido a separação deles e me mostrassem esse disco, eu com certeza diria que era o novo do Sepultura.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Vinicius Mariano: Vocês já ouviram os outros discos do Soulfly?

Marcello Pompeu: Sim, mas dos que eu já ouvi, esse é o melhor. O primeiro é legal, mas muito confuso, o segundo é muito carnavalesco e o terceiro eu não conheço.

Vinicius Mariano: O riff lembra a "Territory".

Marcello Pompeu: Esse solo é maior estilo Andreas Kisser. Pô, Andreas, você gravou escondido com eles? (risos gerais). Com certeza é o melhor play do Soulfly. Não sabia que estava tão bom assim. Estamos na terceira música e gostei de tudo até agora. Não é tão new metal como os outros falam.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Faixa 4 – Defeat U

Heros Trench: O cara ta ficando cada vez mais nervoso. Vai chegar na última música e vamos ouvir um death metal.

Eliton Tomasi: Pior que é o contrário (risos). No final tem umas coisas estranhas. Acho que ele tá ficando velho e acabou não agüentando o mesmo ritmo o disco inteiro. Engraçado que apesar do som porrada, as letras são bem espirituais.

Vinicius Mariano: A cozinha mesmo que dá uma quebrada, imprimindo um ritmo mais brasileiro.

Marcos Franke: Ainda acho o som super Sepultura.

Marcello Pompeu: Mas tem muita cópia do estilo. O guitarrista é bom.

Heros Trench: O baterista também.

Eliton Tomasi: Esses "apitinhos" eu acho válido.

Heros Trench: Quando não é forçado, como aqui, rola legal. O duro é quando as bandas forçam pra fazer algo assim.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Marcello Pompeu: Até agora o disco é perfeito.

Faixa 5 – Mars

Vinicius Mariano: O cara é uma referência pra todas as bandas americanas.

Heros Trench: O engraçado é que o cara conseguiu ser influência aqui no Brasil, e agora é uma influência lá, nos EUA.

Marcello Pompeu: O cara manda bem nesse violão flamenco.

Marcos Franke: Acho que isso não tem nada a ver com o som. Quebra o ritmo.

Eliton Tomasi: Eu acho válido, justamente por dar essa quebrada.

Heros Trench: E também por não ser algo forçado. Mas pode ver que tem um agradecimento aí pro Bob Marley (risos). Vinicius Mariano: É uma música de estúdio. Não tem como reproduzir essas partes ao vivo.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Marcello Pompeu: Cara, tem agradecimento até pro Renato Russo. O cara ta fumando muita maconha (risos gerais).

Eliton Tomasi: Acho que até coisa mais pesada. Maconha não dá tanta viagem assim (risos). Agora entrou o reggae.

Marcello Pompeu: (cantando…) "I Shot the Sheriff..." (risos gerais).

Heros Trench: Será que eles dançam também (risos gerais)? Esse reggae é falso. Soou muito forçado.

Marcello Pompeu: Essa parte eu não gostei. Poderia ser evitada. Falta quanto tempo para acabar essa música (risos gerais)?

Heros Trench: Era muito bom pra ser verdade. Ih, pulou o CD (risos).

Marcello Pompeu: O nome da música é Mars, tá ligado? Com esse reggae o som ficou meio gozado. Devia se chamar "Jamars"

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Faixa 6 – I Believe

Marcello Pompeu: Agora voltou a porradaria.

Eliton Tomasi: Entrou um vocal meio melódico, não deve ser o Max cantando.

Marcello Pompeu: Tá parecendo aquelas bandas da Finlândia que tem aquelas minas cantando.

Heros Trench: Quando o Max volta cantando é impossível você não gostar.

Marcello Pompeu: Até agora só não gostei do final da "Jamars" (fazendo o trocadliho com a música). Esse som, jamais!

Heros Trench: Olha o Andreas de novo (risos).

Marcello Pompeu: Acho que ele deve ter falado pro cara: Meu, pra você tocar na banda vai ter que tocar igual ao Andreas (risos gerais).

Heros Trench: O som da batera é meio Igor (Cavalera) também.

Vinicius Mariano: Outro som bastante legal. O que matou mesmo até agora foi aquela viagem da "Mars".

Faixa 7 – Moses

Heros Trench: Tem uns wah-wahs no baixo.

Marcello Pompeu: Nossa, o que é isso cara? Uma corneta (risos gerais)?

Heros Trench: Que corneta horrível (risos). Pode cair uma puta base depois que não adianta nada.

Marcello Pompeu: Fala a verdade rapaziada, vocês fizeram uma montagem nesse CD, não é possível (risos gerais).

Vinicius Mariano: Também gostaria que fosse. Deve ter sido erro de prensagem (risos).

Marcello Pompeu: Olha o tamanho dessa música! Sete minutos (risos gerais)!

Vinicius Mariano: É uma viagem meio Chico Science.

Marcello Pompeu: Tá foda essa música. Eu não vou querer nem ver os nomes dos FDP que cantam nela, já estou com raiva deles. Isso é ska, mano. Seria mais legal se ele metesse um pagodão (risos) na parada.

Eliton Tomasi: Do jeito que estão absorvendo as coisas, não é de se duvidar que se apareça algo do tipo. Agora eles entraram de novo com o peso.

Marcello Pompeu: "Foi brincadeirinha moçada, agora vamos falar sério" (risos). Essa música também ficou gozada.

Heros Trench: Não esquenta não que estamos só na metade dela (risos). Daqui a pouco entra os dubs.

Marcello Pompeu: Não dá pra pular essa faixa? Não ta riscada essa parte, não? Eu agradeceria se tivesse um risquinho (risos gerais). Agora só volta vir um solo de corneta (risos).

Heros Trench: Olha os dubs! Não falei que ia ter (risos)?

Faixa 8 – Born Again Anarchist

Marcello Pompeu: Agora parece que vai voltar a ficar bom.

Vinicius Mariano: Que impacto será que esse disco causa nas pessoas? Começa com uma baita porradaria e depois os caras metem uma corneta na parada. É meio confuso.

Heros Trench: Ainda bem que ele não colocou essas músicas de primeiro. A ordem das músicas foi bem feita.

Marcos Franke: Olha esse vocal. Fodida a música, é minha preferida até agora.

Heros Trench: Depois da faixa anterior, qualquer uma é melhor. Agora os caras foram pro Peru (risos).

Marcello Pompeu: Que isso? Um berimbau? Acho que são aqueles instrumentos jamaicanos gigantes que tem até nota, tipo uns tambores.

Vinicius Mariano: Bom, pelo menos não é a mesma viagem que ouvimos na faixa anterior.

Faixa 9 – Porrada

Marcello Pompeu: Esse começo é palhaçada. Bossa nova, isso ai (risos gerais).

Heros Trench: Dá pra ganhar um troco legal na Praça da Sé tocando esse som (risos). Agora entrou uma base RDP.

Marcello Pompeu: Isso é Ratos pra caralho! Tipo de punk que eu gosto.

Heros Trench: Foi o Jão que tocou nessa música (risos).

Eliton Tomasi: Achei que essa letra se perdeu no contexto do disco, que é bem espiritual.

Marcello Pompeu: Eu li a letra e o que deu pra perceber é que parece que o Max esqueceu um pouco como se fala o português. Ta muito "Zé, mané, qualé que é, filha da puta", coisa que você ensina pra gringo. Deve ser pros gringos conseguirem cantar, por isso que ele fez a letra simples.

Heros Trench: É tipo a "Ratamahata". Pipoca, bipoca, favela é uma letra meio jogada. Só ele entende ela.

Marcello Pompeu: "Olha ae, Olha ae... Ae, meu povo, chama o Salgueiro" (muitos risos) "Salve o Salgueiro, meu povo!" (risos)

Heros Trench: Essa parte encaixava um Zeca Pagodinho fácil, fácil (risos).

Faixa 10 – In The Meantime

Heros Trench: Que massa essa música, ta sendo minha preferida.

Eliton Tomasi: Então, na verdade, você curtiu um som do Helmet e não do Soulfly (risos).

Marcos Franke: Essa faixa é um cover do Helmet.

Marcello Pompeu: Pô, não sabia que era um cover dos caras. Ela ficou do caralho também.

Faixa 11 – Soulfly IV

Marcello Pompeu: A música seria do caralho sem essas viagens.

Heros Trench: Demorou pra entrar essas viagens. Enche o saco, na boa.

Vinicius Mariano: Se fosse um EP de cinco músicas seria um baita álbum.

Marcello Pompeu: Ou então se duas ou três músicas tivessem essas viagens. Mas todas têm.

Eliton Tomasi: Que instrumento maluco esse. Qual será?

Heros Trench: Não sei. Tem tanta coisa parecida que não dá saber.

Faixa 12 – Wings

Marcello Pompeu: Tecnicamente falando, em termos de qualidade musical, mixagem, masterização, o disco é perfeito. Agora, musicalmente, o disco é legal tirando essas viagens que eles colocaram. Pra nós, headbangers, isso é comédia. Só os manos calçudos, cheio de piercings na cara, com cabelo vermelho e azul que gostam disso.

Eliton Tomasi: O músico tem que ter mente aberta, mas não significa que ele tenha que envolver isso na sua música.

Marcello Pompeu: O que será que o Max tocou nessa música? Acho que ele só regeu (risos gerais). Os caras fumam uma maconha, ficam com os olhos vermelhos, boca aberta babando e fazem esses sons.

Eliton Tomasi: O Krisiun fez algo parecido no novo disco, colocando vinhetas bem longas.

Marcello Pompeu: Os metaleiros de hoje estão a fim de mostrar que podem fazer outras coisas. Diferente do nosso caso (risos). Opa, olha ae, de novo! Oxalá! É o véio, rapae! (muitos risos). Agora já virou João Gilberto: (cantando) "Sentado no banquinho daquela avenida" (risos).

Heros Trench: Isso é Pedro Luis e a Parede (risos gerais).

Marcello Pompeu: Max, me desculpa aí brother. Te acho um puta músico, mas vou fazer o quê, velho? Você mesmo deve rachar o bico de tudo isso (muitos risos). Ninguém assume, mas os caras de banda que ouvem discos de outras bandas racham o bico. Na frente você diz que é um puta disco, mas quando você tá em casa com os seus amigos, você racha o bico (risos gerais). É uma realidade que ninguém assume! Não vou falar aqui os que eu rachei o bico. Basta os comentários gravados que já foderam com tudo (risos gerais). Deixa pra lá.

Heros Trench: Colocaram até uma cantora gospel nessa música.

Marcello Pompeu: Parece que desde o meio do disco o Max não tocou mais (risos gerais). O cara gosta de metal e também curte outras coisas, temos que respeitar esse lado porque é tudo muito bem tocado. Você só é artista pra caralho no começo de banda. Depois que você tem que pagar conta vira negócio. A partir do momento que você ganha dinheiro fazendo música, não é só a parte artística que conta. Você nunca pensa que vai ganhar dinheiro fazendo música.

Eliton Tomasi: Agora fodeu tudo.

Marcello Pompeu: O que é isso? Circo? Respeitável público (muitos risos)... bem vindos ao circo internacional do México (imitando o sotaque).

Eliton Tomasi: É um disco multicultural (risos).

Marcello Pompeu: Arrelia, um abraço ae arrelia (muitos risos).

Heros Trench: O Arrelia é um grande amigo nosso (risos).

Marcello Pompeu: Quando o Arrelia ler isso, ele vai tá ligado. Arrelia, um abração ae (muitos risos).

Eliton Tomasi: Acho que a "banda" tava passando na rua e o Max pediu pra eles entrarem no estúdio pra gravar.

Marcello Pompeu: "A estrela Dalva" (risos). Esses caras morreram de rir quando mixaram o disco. Eles devem ter falado: "Quer ver que todo mundo vai pagar o maior pau" (risos)? E deixaram no disco. É que nem o disco novo do Metallica. Você acha que os caras entraram num estúdio e gravaram? Os caras gravaram no fundo do quintal e mandaram pra gravadora. Um olhou pro outro e disse: "vamos lançar essa demo mesmo e que se foda" (risos gerais) Daí os caras pedem 700 milhões de dólares pra gravadora para produzir o disco e entram na casa do seu Chico (risos), mandam ver nos sons e pronto! Daí um vem e fala que a caixa ficou estranha, que a gravação é esquisita (muitos risos). Se eu tivesse muita grana ou ganhasse muito com a banda, um dia eu faria isso pra testar. Não é tirando sarro, mas os caras não tem o que fazer. O negócio de um é pegar a espingarda pra matar viado lá nas montanhas geladas e o outro é ser viado (risos gerais). Mas voltando ao álbum, acho que se o Max tivesse reduzido um pouco as viagens, o disco seria bem legal. Não gostei da "Jamars" (usando o trocadlilho) e, na boa, a da macumba e essa do circo são mais legais que ela.


Arquivo Valhalla

Dead Nature - Acreditando no Metal e na InternetDead Nature - Acreditando no Metal e na Internet

Spirit Heaven: Uma nova fase e oportunidades para se fortalecerSpirit Heaven
Uma nova fase e oportunidades para se fortalecer

Santarem - Metal Prog n' Roll BrasileiroSantarem - Metal Prog n' Roll Brasileiro

Prophetic Age - Dilúvio de metal extremoProphetic Age - Dilúvio de metal extremo

Dark Avenger - Entrevista para a revista ValhallaDark Avenger - Entrevista para a revista Valhalla

Faces of Madness - Força para conquistar o BrasilFaces of Madness - Força para conquistar o Brasil

Exxótica: Hard em português sem medo de ser tachado de farofaExxótica
Hard em português sem medo de ser tachado de farofa

Mesa Redonda: Seção estréia discutindo álbum do In FlamesMesa Redonda
Seção estréia discutindo álbum do In Flames

Slipknot: Comentários sobre Vol. 3 The Subliminal VersesSlipknot
Comentários sobre Vol. 3 The Subliminal Verses

RockHard-Valhalla: Dr. Sin e outros comentam Asshole, de Gene SimmonsRockHard-Valhalla
Dr. Sin e outros comentam "Asshole", de Gene Simmons

RockHard-Valhalla: Músicos do Andralls comentam a carreira do MetallicaRockHard-Valhalla
Músicos do Andralls comentam a carreira do Metallica

RockHard-Valhalla: Endrah comenta Another Voice, do Agnostic FrontRockHard-Valhalla
Endrah comenta "Another Voice", do Agnostic Front

RockHard-Valhalla: Músicos do Threat comentam Greater Of Two Evils, do AnthraxRockHard-Valhalla
Músicos do Threat comentam "Greater Of Two Evils", do Anthrax

RockHard-Valhalla: Pitty comenta Reinventing Hell, do PanteraRockHard-Valhalla
Pitty comenta "Reinventing Hell", do Pantera

Sarcófago: pioneirismo, polêmica e death metalSarcófago
Pioneirismo, polêmica e death metal

Tributo ao Sarcófago: a lenda viveTributo ao Sarcófago
A lenda vive

Tommy Lindal: o ex-Theatre Of Tragedy e o seu caso de amor com o BrasilTommy Lindal
O ex-Theatre Of Tragedy e o seu caso de amor com o Brasil

Todas as matérias sobre "Arquivo Valhalla"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Cavalera Conspiracy: palmeirenses, Iggor e Max celebram título da LibertadoresCavalera Conspiracy: palmeirenses, Iggor e Max celebram título da Libertadores

Max Cavalera: saiba porque ele dedica seus álbuns a Deus (vídeo)Max Cavalera: saiba porque ele dedica seus álbuns a Deus (vídeo)

Marc Rizzo: após farpas com Max Cavalera e adeus ao Soulfly ele retorna ao Ill Niño

Max Cavalera: a importância do Iron Maiden e o vinil de Piece of MindMax Cavalera: a importância do Iron Maiden e o vinil de "Piece of Mind"

Soulfly: Marc critica inatividade na pandemia; poderiam ter feito como o SepulturaSoulfly: Marc critica inatividade na pandemia; "poderiam ter feito como o Sepultura"

Max Cavalera: será que ele gosta do Black Album, do Metallica?Max Cavalera: será que ele gosta do "Black Album", do Metallica?

Soulfly: ouça Filth Upon Filth, música inédita com Dino Cazares, do Fear FactorySoulfly: ouça "Filth Upon Filth", música inédita com Dino Cazares, do Fear Factory

Max Cavalera: Não moro no Brasil, fica difícil analisar, diz sobre BolsonaroMax Cavalera: "Não moro no Brasil, fica difícil analisar", diz sobre Bolsonaro


David Ellefson: a diferença de trabalhar com Max Cavalera e Dave Mustaine, segundo eleDavid Ellefson: a diferença de trabalhar com Max Cavalera e Dave Mustaine, segundo ele

Sepultura: A magia se foi, diz Max sobre reuniãoSepultura: "A magia se foi", diz Max sobre reunião

Sepultura: Max dispara contra ex-companheiros, impostores, bando de p** no c*Sepultura: Max dispara contra ex-companheiros, "impostores", "bando de p** no c*"


Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anthrax: Scott Ian apresenta a solução para o Phil AnselmoAnthrax
Scott Ian apresenta a solução para o Phil Anselmo