California Breed: Para quem gosta de rock e curte boas melodias

Resenha - California Breed - California Breed

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Júlio César Tortoro Ribeiro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Das cinzas do Black Country Communion, banda formada por Glenn Hughes, Joe Bonamassa, Derek Sherenian e Jason Bonham, surge o power trio California Breed, Hughes no baixo e vocais, Bonham na bateria e o novato Andrew Watt nas guitarras mostram serviço em sua estréia.
5000 acessosComo enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do Whiplash.Net?5000 acessosOzzy Osbourne: Madman dá a cura para a ressaca

A sonoridade do California Breed é sensivelmente diferente do BCC e sua veia Zeppeliana, aqui temos um hard rock mais direto e cru com toques de soul music e pegada mais funkeada, nem melhor nem pior, simplesmente outra proposta.

A produção assinada por Dave Cobb e Mark Petaccia (Rival Sons) colabora com o jeitão mais despojado e barulhento do trio, Glenn Hughes continua com a voz afiada e mandando seus grooves no baixo, Jason Bonham aparece mais solto , mostrando a pegada que está em seu DNA espancando as peles de sua bateria, Andrew Watt é uma jovem revelação das guitarras, com um estilo puxado para Jimmy Hendrix é um dos destaques, com riffs e harmonias poderosas e solos com uma veia bluseira.

O mais legal do California Breed é a capacidade de soar atual mesmo com uma proposta de Hard Rock setentista em seus timbres, a pesada The Way abre o debut com um grande pé na porta, riff pesado de guitarra com grooves do baixo e bateria ditando o ritmo. Música forte e contagiante.

Melodiosa e grudenta, Sweet Tea foi o primeiro single que saiu antes do lançamento, refrão caprichado e guitarras alucinadas de Watt, toca muito e sabe se destacar sem ofuscar as melodias e o conjunto.

Aliás Hughes, Bonham e Watt se entenderam bem, alternando como destaques nas músicas,Chemical Rain evoca ecos do BCC com a pegada mais épica e as grandes melodias vocais mostrando o que o mundo já sabe, Hughes é um ícone do rock, Midnight Oil explode nos alto falantes com um grande riff e uma levada de bateria cavalar de Jason Bonham, a melhor faixa do registro, Hard Rock puro e envolvente.

A cada faixa notamos que grandes discos de rock como este não precisam ser demasiadamente pretensiosos e All Falls Down prova isso, uma balada com influências de Soul, um grande arranjo das guitarras combinado com um refrão fácil sem cair na monotonia, outro grande destaque do disco. The Grey mostra a vocação "garageira" da produção, guitarras cuidadosamente espalhadas na mixagem, bateria seca e direta e vocais ríspidos, sonzeira poderosa.

A arrastada Days They Come continua com a proposta despojada, simples e eficiente, Spit You Out traz a tona o Glam Rock de nomes como Sweet, com melodias mais festeiras e letras bem ácidas, Hughes e Watt trabalham bem no baixo e na guitarra por aqui.

O disco flui bem e rapidamente chega na parte final embalado pela mistura de guitarras elétricas e acústicas de Strong, a distorcida Invisible poderia estar em qualquer disco do BCC, assim como a funkeada Scars caberia em um disco do Deep Purple da Mark IV, grande solo de Andrew Watt.

Breath fecha o track list regular de forma semi acústica intimista, destaque para a voz magnifica de Glenn Hughes, o disco acaba mas deixa uma ótima porta aberta para um segundo registro que será muito bem vindo.

Se você gosta de rock, curte boas melodias e aprova uma produção mais direta e despojada esse é O disco. California Breed começou muito bem.

*Recomendo a versão dupla, belíssimo digipack com DVD de bastidores das gravações.

California Breed (2014)

The Way
Sweet Tea
Chemical Rain
Midnight Oil
All Falls Down
The Grey
Days They Come
Spit You Out
Strong
Invisible
Scars
Breathe
Solo

A Banda

Glenn Hughes (Vocal e Baixo)
Andrew Watt (Guitarra e Backing Vocals)
Jason Bonham (Bateria)

Blog Its Electric:
http://itselektric.blogspot.com.br/2014/07/california-breed-...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de California Breed - California Breed

1213 acessosCalifornia Breed: Mostrando a inquietude de Hughes e Bonham1025 acessosCalifornia Breed: Mais um acerto de Glenn Hughes1164 acessosCalifornia Breed: Disco de estreia já é um dos melhores do ano

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "California Breed"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "California Breed"

Whiplash.NetWhiplash.Net
Como enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do site?

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Madman dá sua receita para curar ressaca

SlipknotSlipknot
Corey explica desvantagens das máscaras

5000 acessosLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"5000 acessosVan Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana5000 acessosHeavy Metal: as 10 introduções mais matadoras do estilo3749 acessosHeavy Metal: o que estávamos ouvindo em 2006?4189 acessosBilly Corgan: ele quis se matar após sucesso de Nirvana e Pearl Jam5000 acessosAC/DC e 2Cellos: como "Thunderstruck" soaria alguns séculos atrás

Sobre Júlio César Tortoro Ribeiro

Paulistano fanático por música e lutas, não sou jornalista, mas sempre gostei de escrever como Hobby, e por isso mantenho um blog totalmente amador chamado Its Electric no qual discorro sobre esses assuntos. Sou contra o radicalismo e apóio quem como eu ainda compra material das bandas e escreve sobre as mesmas por puro gosto.

Mais matérias de Júlio César Tortoro Ribeiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online