Eibon La Furies: Metal obscuro indefinido

Resenha - Immoral Compass - Eibon La Furies

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Interessante a mescla e variação de estilos que os britânicos do Eibon La Furies propõem. Este é o segundo álbum da banda que se formou em 2005 e atualmente conta com Paul D Sims ‘Lord Eibon Blackwood’ (vocal/guitarra/teclado/progamming), Matt Cook ‘The Furious Host’ (baixo/vocal), James Batt ‘Battalion’ (bateria/programming) e Neil Purdy (guitarra).
5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19805000 acessosAndre Matos: "Não estava preparado para cantar no Maiden!"

Inicialmente associaríamos a banda ao Black Metal, por algumas características como os vocais e algumas temáticas. Mas a sonoridade da banda vai muito além. A cadência das composições nos remete ao Avant-Garde, Dark e Symphonic Metal. De imediato o trabalho me lembrou os alemães do Agathodaimon no álbum “Higher Art of Rebellion”.

O som não é a coisa mais complexa do mundo, mas digeri-lo requer mais que uma audição. Os arranjos e as levadas são de, certa forma diferentes, e até estranhas. Porém, tudo vai se tornando mais bacana depois de várias audições. É aquele tipo de álbum que você descobre mais elementos a cada ouvida.

Destaque para as faixas Imperial Jackal’s Head, Flames 1918 (A Song for the Silence) e Who Watches the Watchers?. A boa produção fugindo dos padrões modernos de hoje em dia colabora muito para a autenticidade das composições. Um trabalho esquisito, porém muito interessante.

http://www.eibonlafuries.co.uk/
https://www.facebook.com/eibonlafuries

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Eibon La Furies"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1980

Andre MatosAndre Matos
"Eu não estava preparado para cantar no Maiden!"

Paul StanleyPaul Stanley
O defeito congênito nas orelhas do músico

5000 acessosSeparados no nascimento: Eddie e Seu Madruga5000 acessosPizza: como ser True-Metal-From-Hell na hora de pedir uma5000 acessosFotos de Infância: Bon Scott, do AC/DC5000 acessosNirvana: os álbuns da banda, do pior para o melhor5000 acessosAlice Cooper: "a princípio aceitei Deus por medo, não amor"5000 acessosLars Ulrich: O rock pesado não se ajuda faz duas décadas

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online