Matérias Mais Lidas

Megadeth: Nightstalkers será a música mais rápida do novo álbum, ouça um trechoMegadeth
"Nightstalkers" será a música mais rápida do novo álbum, ouça um trecho

Destruction: Mike, guitarrista e fundador do grupo, está desconectado segundo SchmierDestruction
Mike, guitarrista e fundador do grupo, está "desconectado" segundo Schmier

Charlie Brown Jr: como Chorão foi corrompido após ficar rico, segundo Tadeu PatollaCharlie Brown Jr
Como Chorão foi corrompido após ficar rico, segundo Tadeu Patolla

The Who: Pete Townshend explica por que um dos auges de sua carreira foi tocar no BrasilThe Who
Pete Townshend explica por que um dos auges de sua carreira foi tocar no Brasil

Aerosmith: banda pode nunca mais se apresentar ao vivo, de acordo com Brad WhitfordAerosmith
Banda pode nunca mais se apresentar ao vivo, de acordo com Brad Whitford

Black Sabbath: Wendy Dio dá sua versão sobre os boatos de problemas entre Ozzy e DioBlack Sabbath
Wendy Dio dá sua versão sobre os boatos de problemas entre Ozzy e Dio

Lindemann: não era minha praia, diz Tägtgren sobre fim da bandaLindemann
"não era minha praia", diz Tägtgren sobre fim da banda

Ramones: do punk ao death metal, 25 bandas que gravaram covers do saudoso quartetoRamones
Do punk ao death metal, 25 bandas que gravaram covers do saudoso quarteto

Robert Plant: a música da carreira que ele acha mais difícil de cantar (não é do Led)Robert Plant
A música da carreira que ele acha mais difícil de cantar (não é do Led)

System of a Down: a música escatológica que gerou briga e quase acabou com a bandaSystem of a Down
A música escatológica que gerou briga e quase acabou com a banda

Gary Moore: em ácido comentário, ele dizia em 1987 por que não curtia hard rockGary Moore
Em ácido comentário, ele dizia em 1987 por que não curtia hard rock

Helloween: a melhor música da banda na fase Andi Deris, na opinião de Michael KiskeHelloween
A melhor música da banda na fase Andi Deris, na opinião de Michael Kiske

Iron Maiden: Bruce Dickinson te enganou em shows no Brasil em 2019 e você nem percebeuIron Maiden
Bruce Dickinson te enganou em shows no Brasil em 2019 e você nem percebeu

Nightwish: Floor fala sobre pirotecnia nos shows e como lida ao esquecer as letrasNightwish
Floor fala sobre pirotecnia nos shows e como lida ao esquecer as letras

Guns N' Roses: estreando velha nova música Absurd em show nos EUA; veja vídeoGuns N' Roses
Estreando "velha nova" música "Absurd" em show nos EUA; veja vídeo


Pentral

Sepultura: "Mediator" é o melhor disco desde "Roots"

Resenha - Mediator Between Head and Hands Must be the Heart - Sepultura

Por Fred Duba
Em 24/10/13

E eis que o Sepultura lança o disco mais brutal de sua carreira. "The Mediator Between Head and Hands Must be the Heart" é o melhor trabalho do grupo desde Roots, de 1996. Isso não é uma resenha, é minha opinião:

Trauma of War: A música começa com uma intro que junta todas as linhas de bateria do álbum numa faixa só - nada a impressionar, mas também não ofende. Grunhidos de guitarra se transformam numa senhora rifferama, martelada por viradas cabulosas do garoto Eloy, pra logo em seguida descambar numa verdadeira pancadaria thrash metal digna das mais cabeludas rodas de mosh. Com certeza, a abertura mais violenta de toda a discografia do Sepultura. Não há o que destacar em particular aqui, é metal porrada na cara, nem solo tem. Andreas soltando riffs rapidíssimos, Eloy esmurrando o kit com a técnica impar - praticamente um gorila letrado - e o Derrick muito bem encaixado, literalmente se esgoelando ao final do som. Refrão pesadíssimo, e a famosa "parte legal" do meio de descolar a face da cara, culpa da bateria numa quebradeira de tempo que só disléxico compreende. Eloy, vai tomar no c*. 10

The Vatican: Intro cabulosa da porra, sinistrassa, aquele clima de "o capiroto chegou", massa demais. Curto essas coisas de medo/terror, haha. Na sequência, um riff marcadão e bem agressivo, daqueles que parecem pular pra fora das caixas, dá lugar a outro com muito groove, e junto com a bateria, vão construindo a expectativa de que a porrada vai comer solta ao final do compasso. E come! O Sepultura desce moendo mais uma paulada thrash maravilhosa que há tempos não se ouvia dos próprios. Que riff do caral..! Não bastasse essa moeção toda, na ponte e no refrão, os caras me soltam um death metal malvadão que eu até fiz careta de monstro e fiquei rosnando junto, manja? Pqp! Rola até uns vocais meio black metal por parte do Fumaça. E o Eloy tem que ir lá dar meia hora, filho da p*** do caral**. 10

Impending Doom: É a própria desgraça eminente mesmo, essa música é de um peso descomunal. Mais arrastadona, dá uma puxada no freio de mão da avalanche que foi o disco até agora. A parte do meio é bem interessante, pois as cordas ficam numa freqüência bastante distinta e você consegue escutar pra valer o baixo, que faz uma parceria muito bacana com a bateria. Simples e de bom gosto. 8

Manipulation of Tragedy: E o pau no c* do Eloy continua com seu plano "Ninguém nunca mais na vida vai tirar as músicas do Sepultura!" Hahaha! Essa é minha preferida. Começa com um riff cativante do Andreas, e uma levada legal pra cacete de bateria – com direito a uma parte só com a cozinha, baixo roncadão. Lindo. A estrofe me remete a alguma coisa do Symbolic, obra-prima do Death. Bom gosto, a gente se vê por aqui. E no refrão a casa cai, o pau tora, é o Tazmania quando fica brabo. Dois bumbos moendo e viradas de cair o c* da bunda. Brutal. Mas é do miolo pro final que a banda brilha. Um groove pesadão de balançar qualquer cabeça e fraseados deliciosos do Andreas são tomados de assalto por bongôs e atabaques taquicardíacos, alternando com solos maravilhosos do alemão, pra depois descambar pra porradeira final com direito a blast beats e a sensação do mundo ruindo. CARAAAAALLLLHHH!!! 11

Tsunami: É a que menos gosto do Mediator, a minha música "botão FF". Bons riffs, bateria correta – se é que o Eloy consegue ficar quieto... Sempre rola umas viradas no contra e uns bumbos prrrrrrrr -, mas no geral, pouco inspirada. O ponto fraco é o vocal cachorro velho e histérico do Derrick que resolveu dar as caras, finalmente. O alto, a parte inicial do solo que lembrou muito o final de Crystal Mountain, do Death. Ó os caras aí de novo... Acho que o Andreas andou escutando bastante o Chuck, tanto que até cover deles tem no disco! 6

The Bliss of Ignorants: Essa é fácil. Se você gosta do Roots, vai gostar dessa música. É o único som do disco que eu consigo remeter diretamente a alguma coisa do passado do Sepultura. Ela poderia estar tranquilamente no último álbum da era Max Cavalera, seja pelos riffs graves e pesadíssimos, seja pela percussão onipresente. O refrão é de uma pressão absurda, e o negão urra de um jeito que dá gosto, cheio, grave, monstro, RRRUUUÓOOOOHH! Hahaha. Fueda. E se você, baterista, já viu o Eloy solando, sabe muito bem que aquela baderna que rola no começo da música é ele sozinho, não tem outro layer de percussão, não. Pois é. Vai lá tirar, vai. 9

Grief: E olha só, pessoal, o Sepultura fez uma música bonita. Sepultura, metaleiro, maloqueiro, cabeludo, tem uma canção que atende pelo nome "Células de Embrião Morto", tem um negão de 2 metros de altura na banda cujo apelido é Predador, tem a porra dum cavalo na bateria. Os caras se intitulavam de possessed, skullcrusher. Hahaha! Então, eles fizeram uma música bonita, bonita mesmo, triste, melancólica. Música f*da pra caralh*! No refrão, a parada toma um ar meio doom, meio black. Derrick desesperado, um misto de terror e depressão sem fim. Surpreendente. Música linda, cara, sério mesmo. =(~ 10

The Age of the Atheist: Essa talvez seja a música mais experimental do Sepultura em todos os tempos. Aos poucos eu vou me acostumando com ela, mas ainda não sei o que achar, não digeri por completo... talvez nem vá. É muita informação, muito detalhe, muita camada, os riffs param, começam outros, a bateria é uma zona. Tem uns lances HC, uns riffs new metal. Que zona! Por que diabos foram soltar ela como single? O refrão tem bastante energia, e a parte do solo é muito legal, também. O resto é uma salada que eu não faço a menor idéia de como eles juntaram tudo e fizeram uma música completa. 6

Obsessed: Finalizando a porção autoral da bolacha, Obsessed volta com a thrashera moedora de ossos para a realização final dos apreciadores do bom e velho som porrada. Riffs ultra-velozes e batera ocupadíssima, bumbo pra tudo que é lado. A participação do mestre Dave Lombrado, supremo absoluto da bateria cachorro-louco, contribui com não mais de 10 segundos de virada de caixa no meio da música solamiente. Poderia ter sido muito melhor aproveitado. E fica por aí, nada de mais, nada de novo, o mesmo de sempre. Sepultura requentado pra finalizar o disco. 7

Nota final: 8,5


Outras resenhas de Mediator Between Head and Hands Must be the Heart - Sepultura

Sepultura: mais extremo, novo álbum é grande acertoSepultura
Mais extremo, novo álbum é grande acerto

Sepultura: novo álbum é um petardo, diz resenhaSepultura
"novo álbum é um petardo", diz resenha

Sepultura: Um ponto de ruptura perfeito com o novo álbumSepultura
Um ponto de ruptura perfeito com o novo álbum

Sepultura: De longe, o melhor disco da fase DerrickSepultura
De longe, o melhor disco da fase Derrick

Sepultura: Uma banda que não precisa provar mais nada a ninguémSepultura
Uma banda que não precisa provar mais nada a ninguém

Sepultura: O novo grupo enfim gravou seu álbum definitivoSepultura
O "novo" grupo enfim gravou seu álbum definitivo

Sepultura: Mediator é uma volta às raizes ou ao Roots?Sepultura
"Mediator" é uma volta às raizes ou ao "Roots"?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Andreas Kisser: Joey Jordison e Paul Gray eram grandes fãs do SepulturaAndreas Kisser
Joey Jordison e Paul Gray eram grandes fãs do Sepultura

Eloy Casagrande: confira playthrough de bateria de Marrow, do MeshuggahEloy Casagrande
Confira playthrough de bateria de "Marrow", do Meshuggah

Sepultura: livro Os Primórdios (1984-1998) disponível em pré-vendaSepultura
Livro "Os Primórdios (1984-1998)" disponível em pré-venda

Eloy Casagrande: por que Mariutti não se surpreende com carreira fenomenal do bateraEloy Casagrande
Por que Mariutti não se surpreende com carreira fenomenal do batera

Andreas Kisser: parar de beber foi uma das melhores decisões que ele já tomouAndreas Kisser
Parar de beber foi uma das melhores decisões que ele já tomou

Utilidade pública: músicas para incomodar vizinhos que ouvem sertanejo no último volumeUtilidade pública
Músicas para incomodar vizinhos que ouvem sertanejo no último volume

Thrash metal: 10 grandes álbuns do estilo lançados em 1987Thrash metal
10 grandes álbuns do estilo lançados em 1987

Mauricio Weimar: os álbuns que marcaram um dos grandes bateristas do death nacionalMauricio Weimar
Os álbuns que marcaram um dos grandes bateristas do death nacional

Andreas Kisser: com esse cara na presidência, a galera acha que pode sair do armárioAndreas Kisser
"com esse cara na presidência, a galera acha que pode sair do armário"

Eloy Casagrande: eleito o melhor baterista de metal por leitores da Modern DrummerEloy Casagrande
Eleito o melhor baterista de metal por leitores da Modern Drummer

Jairo Guedz: Não me arrependo nem um pouco de não estar no Sepultura em 96Jairo Guedz
"Não me arrependo nem um pouco de não estar no Sepultura em 96"

Sepultura: Andreas Kisser fala da importância do Judas Priest em sua vidaSepultura
Andreas Kisser fala da importância do Judas Priest em sua vida

Metallica: Eloy Casagrande quebra tudo tocando Dyers Eve na bateriaMetallica
Eloy Casagrande quebra tudo tocando "Dyers Eve" na bateria

Sepultura: músicos curitibanos fazem colab em homenagem à banda

Gloria: a mágoa de Mi Vieira com Sepultura e Benjamin Back por situação do Rock in RioGloria
A mágoa de Mi Vieira com Sepultura e Benjamin Back por situação do Rock in Rio


Metal Hammer: os 10 melhores álbuns lançados em 1996Metal Hammer
Os 10 melhores álbuns lançados em 1996

Andreas Kisser: Opiniões sobre metal, impeachment, religião e maisAndreas Kisser
Opiniões sobre metal, impeachment, religião e mais

Sepultura: veja mais artes da autora da capa de Machine MessiahSepultura
Veja mais artes da autora da capa de Machine Messiah


Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos