Metal Witch: Metal tradicionalíssimo com influências da NWOBHM

Resenha - Risen From The Grave - Metal Witch

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Júlio Neto
Enviar Correções  

9


A Metal Witch é uma banda de Heavy Metal tradicional alemã, com fortes influências da NWOBHM. Apesar de formada em 1985, época em que às bandas estavam com uma sonoridade mais melódica, a Metal Witch manteve sem som direto, sem concessões e com isso manteve-se sempre no underground, com seus lançamentos feitos de forma independente e adquirindo uma legião de fãs fieis ao redor do mundo. Este disco, o Risen From the Grave foi lançado originalmente em 2008 e relançado agora aqui no Brasil pela Kill Again Records com a faixa Kiss My Ass gravada ao vivo no festival Headbangers Open Air em 2004.

Metallica: garoto de 10 anos destrói com "Enter Sandman" em programa de TV

Metallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ao todo são 11 faixas e 45 minutos de Heavy Metal puro, feito para agitar sem parar. O disco é muito homogêneo fica difícil demais apontar qualquer destaque, mas vale apontar o trabalho dos guitarristas Ingo Hinz e Dietmar Hank e do vocalista Kay Rogowski que tem um timbre de voz que lembra muito o Chris Bolthendahl da Grave Digger.

A abertura fica a cargo da faixa Believe in The Power of Rock, música rápida, com refrão forte com backing vocals e um solo de guitarra muito bonito. The Count Has Risen From The Grave lembra em certas passagens a também alemã Grave Digger.

Apesar de difícil de apontar, o destaque do CD chega com a terceira música, Queen of Blood que abre com um riff marcante de guitarra, tem um andamento mais lento em relação às demais e refrão forte, para cantar junto batendo cabeça. Hammer of Anvil abre com a guitarra trabalhando junto com o bumbo da bateria e então se transforma numa das mais agressivas do disco. Ghost é uma faixa instrumental, para descansar enquanto chega a pancadaria com Faster Than a D-Train com seu início com uma moto roncando motor, guitarras faiscantes e muita velocidade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A faixa bônus nos dá mostra do poder da banda ao vivo, pura pegada. Para bater cabeça o tempo todo! A produção ficou a cargo da própria banda junto com o Jens Ballaschke. Para quem curte Heavy Metal tradicional, NWOBHM, Speed Metal, este é um trabalho altamente recomendado que prende atenção a cada música em cada audição percebemos detalhes novos. Corra atrás e garanta logo o seu antes que acabe!

Line Up:

Kay Rogowski – Vocals
Ingo Hinz – Guitar
Dietmar Hanke – Guitar
Thorsten Meyer – Bass
Rüdiger Voigt – Drums

Faixas:

01 – Believe in the Power of rock
02 – The count has risen from the grave
03 – Queen of blood
04 – Hammer on anvil
05 – Ghost
06 – Faster than a d-train
07 – The roar of the crowd
08 – Ugly game called war
09 – Valley of the kings
10 – Metal Witch
11 – Kiss my ass (Live) – Bônus

http://www.metalwitch.de/


Outras resenhas de Risen From The Grave - Metal Witch

Resenha - Risen From the Grave - Metal Witch




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Metallica: garoto de 10 anos destrói com Enter Sandman em programa de TVMetallica
Garoto de 10 anos destrói com "Enter Sandman" em programa de TV

Metallica: fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?Metallica
Fãs pediam que eles transassem com suas namoradas?


Sobre Júlio Neto

Ligado ao Heavy Metal há mais de 25 anos. Zineiro, produtor de shows underground. Colecionador voraz de CDs, vinil e livros. Fã incondicional do metal nacional, sempre apoiando as bandas e não deixando de adquirir seus materiais. Mora no sul da Bahia e apesar da distância, sempre a par do que acontece no underground.

Mais matérias de Júlio Neto no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280