RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Stamp

Metal Witch: Metal tradicionalíssimo com influências da NWOBHM

Resenha - Risen From The Grave - Metal Witch

Por Júlio Neto
Postado em 14 de agosto de 2013

Nota: 9

A Metal Witch é uma banda de Heavy Metal tradicional alemã, com fortes influências da NWOBHM. Apesar de formada em 1985, época em que às bandas estavam com uma sonoridade mais melódica, a Metal Witch manteve sem som direto, sem concessões e com isso manteve-se sempre no underground, com seus lançamentos feitos de forma independente e adquirindo uma legião de fãs fieis ao redor do mundo. Este disco, o Risen From the Grave foi lançado originalmente em 2008 e relançado agora aqui no Brasil pela Kill Again Records com a faixa Kiss My Ass gravada ao vivo no festival Headbangers Open Air em 2004.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Ao todo são 11 faixas e 45 minutos de Heavy Metal puro, feito para agitar sem parar. O disco é muito homogêneo fica difícil demais apontar qualquer destaque, mas vale apontar o trabalho dos guitarristas Ingo Hinz e Dietmar Hank e do vocalista Kay Rogowski que tem um timbre de voz que lembra muito o Chris Bolthendahl da Grave Digger.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

A abertura fica a cargo da faixa Believe in The Power of Rock, música rápida, com refrão forte com backing vocals e um solo de guitarra muito bonito. The Count Has Risen From The Grave lembra em certas passagens a também alemã Grave Digger.

Apesar de difícil de apontar, o destaque do CD chega com a terceira música, Queen of Blood que abre com um riff marcante de guitarra, tem um andamento mais lento em relação às demais e refrão forte, para cantar junto batendo cabeça. Hammer of Anvil abre com a guitarra trabalhando junto com o bumbo da bateria e então se transforma numa das mais agressivas do disco. Ghost é uma faixa instrumental, para descansar enquanto chega a pancadaria com Faster Than a D-Train com seu início com uma moto roncando motor, guitarras faiscantes e muita velocidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

A faixa bônus nos dá mostra do poder da banda ao vivo, pura pegada. Para bater cabeça o tempo todo! A produção ficou a cargo da própria banda junto com o Jens Ballaschke. Para quem curte Heavy Metal tradicional, NWOBHM, Speed Metal, este é um trabalho altamente recomendado que prende atenção a cada música em cada audição percebemos detalhes novos. Corra atrás e garanta logo o seu antes que acabe!

Line Up:

Kay Rogowski – Vocals
Ingo Hinz – Guitar
Dietmar Hanke – Guitar
Thorsten Meyer – Bass
Rüdiger Voigt – Drums

Faixas:

01 – Believe in the Power of rock
02 – The count has risen from the grave
03 – Queen of blood
04 – Hammer on anvil
05 – Ghost
06 – Faster than a d-train
07 – The roar of the crowd
08 – Ugly game called war
09 – Valley of the kings
10 – Metal Witch
11 – Kiss my ass (Live) – Bônus

http://www.metalwitch.de/

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Outras resenhas de Risen From The Grave - Metal Witch

Metal Witch: A essencia do metal tradicional com doses de NWOBHM

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Perc3ption: A arte em situações extremas

"Here Comes The Rain", último registro do Magnum com Tony Clarkin, é mais um bom registro

Resenha - Nebro - Vesperaseth

Sepultura: Em plena forma e com mais um disco brilhante

Deep Purple: Who Do We Think We Are é um álbum injustiçado?

Deep Purple: Stormbringer é um álbum injustiçado?

Megadeth: recuperando a fúria que faltava


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Júlio Neto

Ligado ao Heavy Metal há mais de 25 anos. Zineiro, produtor de shows underground. Colecionador voraz de CDs, vinil e livros. Fã incondicional do metal nacional, sempre apoiando as bandas e não deixando de adquirir seus materiais. Mora no sul da Bahia e apesar da distância, sempre a par do que acontece no underground.
Mais matérias de Júlio Neto.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS