Skinlepsy: debut acaba de ser lançado no mercado nacional

Resenha - Condemning the Empty Souls - Skinlepsy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar Correções  

8


Considerado como um "supergrupo", o SKINLEPSY ficou conhecido por ser formado por ex-membros das bandas SIEGRID INGRID, NERVOCHAOS, ANTHARES, SKULLKRUSHER, PENTACROSTIC e OPERA, e chega agora a seu debut, que acaba de ser lançado no mercado nacional, via Shinigami Records.

Guns N' Roses: Axl desafina guitarra de Slash e pede desculpas

Esquisitices: algumas exigências bizarras para shows

A banda, que teve sua primeira formação em 2003, quando lançou a demo "Reign Of Chaos", mas sem conseguir se firmar, agora retorna com toda a força, com um trio dos mais experientes, formado por André Gubber (Guitarra e Vocal), Luiz Berenguer (Baixo) e Evandro Jr.(Bateria), e lançando mão de um death metal pesadíssimo, agressivo e brutal, flertando várias vezes com o death metal.

Além disso, fazem uma excelente mescla entre o lado mais tradicional do estilo e o mais moderno, o que torna tudo ainda mais violento e interessante, com uma verdadeira aula de brutalidade, com músicas repletas de ótimos riffs, baixo pesado e bem presente, uma bateria destruidora e técnica, e ótimas linhas vocais, que transbordam fúria sem piedade!

Outro destaque vai para as letras, bem agressivas e insanas, mas inteligentes e ácidas.

O disco tem apenas 33 minutos de duração, mas que provam que a banda é diferenciada, mesmo sem trazer grandes inovações em termos de diversidade sonora, mas fazendo o que se propõem com muita competência e paixão. Escute, por exemplo, a faixa de abertura do disco, "Crucial Words" (que lembra um pouco a fase mais pesada o EKTOMORF), e tente não se empolgar com a brutalidade apresentada pela banda!

Outros destaques ficam para a faixa título, que é uma das que mais flerta com o death metal; e para "Alienation", cheia de técnica e precisão, lembrando em alguns momentos até CANNIBAL CORPSE. O disco ainda conta com as participações especiais de Luiz Carlos Louzada (VULCANO, HIERARCHICAL PUNISHMENT, CHEMICAL DISASTER), na faixa "Perversions of Racial Hatred"; e Fernanda Lira (NERVOSA) e Thiago Schulze (DIVINE UNCERTAINTY) em "Regression from the End".

A produção do disco, realizada por Beto Toledo, também merece menção, pois ficou muito boa, sem excessos, o que acabou deixando tudo bem natural e agressivo.

"Condemining of Empty Souls" é, pois, um disco que agrada facilmente os apreciadores do thrash metal mais pesado, e da música extrema em geral, e tem tudo para fazer a carreira do SKINLEPSY atingir patamares mais elevados no underground, tanto nacional como internacional. Vale a aquisição!

Condemning the Empty Souls - Skinlepsy
(2013 – Shinigami Records - Nacional)

Formação:

André Gubber - Guitarra e Vocal
Luiz Berenguer - Baixo
Evandro Jr. - Bateria

Track List:

1. Crucial Words
2. Condemning the Empty Souls
3. Crawling as a Worm
4. Alienation
5. Perversions of Racial Hatred
6. Pride and Rancour
7. Regressing from the End
8. Global Desolation
9. Dominium


Outras resenhas de Condemning the Empty Souls - Skinlepsy

Skinlepsy: Thrash absolutamente matador com um pé no Death

Skinlepsy: mesmo com obstáculos, banda chega ao seu debut

Skinlepsy: retorno triunfal de um dream team do Metal nacional

Skinlepsy: background que os coloca na frente de muitos nomes




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Guns N' Roses: Axl desafina guitarra de Slash e pede desculpasGuns N' Roses
Axl desafina guitarra de Slash e pede desculpas

Esquisitices: algumas exigências bizarras para showsEsquisitices
Algumas exigências bizarras para shows


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin