Encéfalo: Metal nordestino continua ecoando com toda força.

Resenha - Slave of Pain - Encéfalo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


E o Metal nordestino continua ecoando com toda força pelo cenário underground nacional! Há 10 anos na ativa, a banda cearense Encéfalo, após lançar uma demo intitulada "Destruction" (2008), solta seu debut envolto a muita fúria e brutalidade.
5000 acessosCarlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"5000 acessosDoors - Perguntas e Respostas

Produzido nos estúdios 746 e VTM, ambos em Fortaleza/CE e editado, mixado e masterizado por Moisés Veloso (MV Estúdio), "Slave Of Pain" traz uma banda cheia de gana que alia suas influências, que vão do Thrash europeu ao Death Metal nacional, às suas próprias características, resultando num som extremo e brutal que caminha entre os mais podres dos estilos.

Explicando melhor, a levada de suas composições nos remete ao Thrash de nomes como Kreator e Destruction sendo que a densidade já nos faz lembrar Sepultura (fase "Schizophrenia/Beneath The Remais"), com a pegada típica de bandas dos áureos tempos do Death Metal nacional.

O primeiro destaque é All The Hate In My Soul, a primeira composição após a intro. A faixa possui naipe de música de abertura e após um começo intenso, riffs são despejados a esmo, a cozinha faz com que o cérebro vibre e os urros de Alex Maramaldo (também guitarrista) potencializa a agressão sonora.

O baixo de Augusto Filho entoa Reactions, que logo é seguido pela base/solo das guitarras de Lailton Sousa e Alex, enquanto a batera de Rodrigo Falconieri coloca a levada de seu instrumento com direito a muita variação, outra grande composição. Não há dúvidas que Nightmare, The Last Gate e a (quase) épica faixa título entram para esse hall de destaques, mas há outras grandes composições que devem ser conferidas.

Minha única ressalva fica por conta do encarte que possui uma boa arte gráfica, a cargo de Thyago Olyveira, mas que não conta com informações técnicas e fez este pobre míope que vos escreve sofrer com a fonte escolhida para estampá-lo. Mas, já que o que importa é a música, corra atrás do seu.

http://www.myspace.com/bandaencefalo

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Slave of Pain - Encéfalo

335 acessosEncéfalo: Evitando a esterilidade de uma simples fórmula500 acessosEncéfalo: trabalho pode ser considerado "poderoso"295 acessosEncéfalo: Metal tradicional, mas visceral e de qualidade

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Encéfalo"

Melhores de 2012Melhores de 2012
As escolhas do redator Leonardo Daniel Tavares

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Encéfalo"

MirandaMiranda
"Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"

DoorsDoors
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

AngraAngra
A carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída da banda

5000 acessosCarlos Eduardo Miranda: "Um monte de roqueirinho que só quer ser da Globo"5000 acessosDoors - Perguntas e Respostas5000 acessosAngra: A carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída4641 acessosJared Dines: qual a diferença entre metal e o metalcore?5000 acessosBlack Veil Brides: frontman pula na plateia e briga com fã no meio de show2384 acessosSlayer: "Importante não é a melodia, mas a fúria na voz"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online