Resenha - No Gravity - Kiko Loureiro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Enquanto o Angra estava “de folga” depois de preparar o seu disco “Temple of Shadows”, Kiko Loureiro, guitarrista da banda e um dos mais respeitados músicos das seis cordas não só aqui no Brasil como no mundo, gravou este que é o seu primeiro álbum solo. Sob a produção de Dennis Ward (Pink Cream 69 e Angra), “No Gravity” está saindo aqui no Brasil via Hellion Records, para todos os fãs de música instrumental (e para fãs do Kiko e do Angra também).
1676 acessosAngra: Os primórdios de Angel's Cry antes da Demo Reaching Horizons5000 acessosMMA: os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Por tudo que eu já vi e já ouvi quanto a heavy metal brasileiro, em especial quanto à música instrumental, este álbum solo está bem acima da média dos músicos que tentam experimentar algo deste tipo. Kiko não apenas tomou conta da guitarra, como também foi o responsável pelo teclado e baixo, chamando Mike Terrana (Rage) para gravar as partes de bateria. Como um todo, “No Gravity” soa diferenciado dos demais álbuns instrumentais por não trabalhar à exaustão solos mirabolantes e virtuosos, e por explorar bases pesadas, melódicas e progressivas, como foi trabalhado no próprio “Temple of Shadows”. Desta maneira quem sai ganhando são os fãs, pois acabam ficando diante de um material diversificado, com muitas influências (que obviamente vão até a música brasileira), mas em momento algum parecendo ou soando enjoativo.

O disco abre com a puramente Angra “Enfermo”; especialmente as linhas de baixo e bateria relembrarão os dois mais recentes discos do grupo. “Endaraged Species” caminha por um lado mais metal tradicional (sem tantas melodias), ao contrário de “Escaping”, com uma pegada muito mais progressiva e atmosférica, lembrando um pouco os discos de Joe Satriani. Se “No Gravity” é mais cadenciada, “Pau-de-Arara” é aquela faixa com toques de música brasileira (maracatu), e por esta influência um pouco “diferente”, acaba sendo aquela de destaque. Voltando ao clima mais heavy depois de algumas faixas cadenciadas, “Moment of Truth” cairá no gosto da maioria, assim como a rápida “Dilemma”, o último destaque do CD a meu ver, e junto com “Pau-de-Arara” a melhor do álbum.

É inegável que este “No Gravity” está excelente tanto em produção como em execução. Uma obra para músicos (especialmente guitarristas) ouvirem, analisarem e tirarem as suas influências cabíveis... Já os fãs, bem, estes (tanto do Kiko como do Angra) irão se deliciar com tanto talento ao longo destes mais de cinqüenta minutos de música.

Line-up:
Kiko Loureiro (guitarra/baixo/teclado);
Mike Terrana (bateria).

Track-list:
01. Enfermo
02. Endangered Species
03. Escaping
04. No Gravity
05. Pau-de-Arara
06. La Force de L’Âme
07. Tapping Into My Dark Tranquility
08. Moment of Truth
09. Beautiful Language
10. In a Gentle Way
11. Dilemma
12. Feliz Desilusão
13. Choro de Criança

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de No Gravity - Kiko Loureiro

797 acessosKiko Loureiro: Um guitarrista daqui e de todo lugar (Parte II)1405 acessosKiko Loureiro: Um guitarrista daqui e de todo lugar (Parte I)1350 acessosResenha - No Gravity - Kiko Loureiro

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

AngraAngra
Banda reage à tragédia com Adrenaline Mob

1676 acessosAngra: Os primórdios de Angel's Cry antes da Demo Reaching Horizons874 acessosAngra: mais um vídeo das gravações do novo álbum1842 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?2566 acessosAngra: Uma rara versão acústica de "Carry On" com Andre Matos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

AngraAngra
As músicas de cada álbum que definem a banda

Rafael BittencourtRafael Bittencourt
"O que vou ensinar para este menino?"

Edu FalaschiEdu Falaschi
Deus, ex-colegas do Angra e 25 anos de carreira

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kiko Loureiro"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

MMAMMA
Os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Rita LeeRita Lee
Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper

Em 11/05/1981Em 11/05/1981
Bob Marley morre, vítima de um tumor no cérebro

5000 acessosRita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper5000 acessosJudas Priest: 10 fatos que comprovam que eles são Heavy Metal5000 acessosYngwie Malmsteen: primeira namorada fala sobre o guitarrista5000 acessosMetallica: Dave Lombardo quer ensinar Lars Ulrich a tocar5000 acessosBlack Sabbath: canção no primeiro álbum inspirou Roberto Carlos?5000 acessosMetallica: tocando com gana em palquinho de loja de discos

Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online