Resenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Carlos Frederico
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Ozzy Osbourne -> vocais e gaita
Tony Iommi -> guitarra
Geezer Butler -> baixo
Bill Ward -> bateria

Um disco que mudou a vida de muita gente (incluindo vários músicos de Heavy Metal), provavelmente o mais influente e importante disco do gênero. Gravado em 1970 em apenas 12 horas e em primitivos 4 canais, Black Sabbath contém as sementes de tudo o que seria criado nas décadas de som pesado que se seguiriam: os temas sombrios, os riffs macabros de guitarra, as linhas sólidas de baixo e as batidas, poucas e furiosas da bateria, além dos vocais angustiados e únicos de Ozzy.

1728 acessosKerry King: o Purple influenciou mais o Thrash que o Sabbath5000 acessosRegis Tadeu: explicando por que o Slipknot é tão odiado

Faixas:

BLACK SABBATH - O som da chuva e de sinos, misturado á guitarra macabra de Iommi, define com clareza o Heavy Metal. O vocal assustador, o baixo e a bateria marcados, a letra sombria, o arranjo lento, gótico...E o final rápido, pesado. Uma musica essencial.

THE WIZARD - Riffs macabros, cheios de peso, uma gaita surpreendente. A letra é positiva, apesar de não parecer!

BEHIND THE WALL OF SLEEP - Um início magnífico graças a seu riff, a bateria assusta, Ozzy em uma de suas melhores performances. Uma das melhores canções da banda, senão a melhor. O tema é inspirado no escritor de terror Lovecraft.

N.I.B. - O solo de baixo magistral que abre essa canção logo abre espaço para o peso da guitarra, a batera demolidora mas contida e o vocal irônico de Osbourne. Um clássico que impressiona também por seu solo inesquecível. A letra fala do amor do Diabo por uma mulher humana.

Evil Woman - A mais fraca do disco. Um Hard Rock convencional, sem maiores destaques. Na versão americana do disco, Evil Woman é substituída pela música WICKED WORLD, um heavy macabro e lento, bem ao estilo da banda. Na minha opinião, Evil (que não foi lançada nos EUA por problemas autorais, já que é uma cover) é bem inferior a Wicked World.

SLEEPING VILLAGE - Única música acústica desse trabalho, porém a mais assustadora de todas. O vocal de Ozzy alcança novo patamar de angústia e tristeza, enquanto Tony dedilha com maestria seu violão...Perfeita, só poderia durar mais tempo já que possui apenas 1min30s.

WARNING - Um épico de 11 min, deleite para os fãs radicais do Sabbath, já que apresenta riffs e mais riffs perfeitos. Possivelmente foi dessa música que surgiu o ditado que diz "Iommi fez todos os riffs possíveis e imagináveis", ao mesmo tempo em que Geezer constrói bases indestrutíveis, Ward dá um show em várias partes solo e Ozzy solta vocais angustiados e inquietantes. Muita velocidade também, dado raro nesse primeiro disco da banda.

Todas as faixas são absolutamente perfeitas e clássicas, mesmo com a precariedade da gravação, que ressaltou ainda mais o clima sombrio e misterioso das canções. Em suma, um discão essencial para quem pretende entender (mesmo) o que é Heavy Metal.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Black Sabbath - Black Sabbath

1473 acessosBlack Sabbath: na Discoteca Básica Bizz por André Barcinski2441 acessosBlack Sabbath: 45 anos de um dos clássicos da música pesada5000 acessosBlack Sabbath: A famosa estreia do quarteto britânico5000 acessosBlack Sabbath: 40 anos do primeiro álbum de metal?4305 acessosResenha - Black Sabbath - Black Sabbath5000 acessosTradução - Black Sabbath - Black Sabbath

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
O Deep Purple influenciou mais o Thrash que o Black Sabbath

952 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?179 acessosMarcos de Ros: Tony Iommi, Dois Dedos de Prosa0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Dream TheaterDream Theater
Dez semelhanças - ou seriam plágios?

DilmaDilma
Aulas de motocicleta ao som de U2, AC/DC e Sabbath

MetalSucksMetalSucks
As 25 maiores bandas de metal da história

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Regis TadeuRegis Tadeu
Explicando por que o Slipknot é tão odiado

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1990

Classic RockClassic Rock
As 10 melhores baladas dos anos 80

5000 acessosMotörhead: em 1995, Lemmy comenta versão do Sepultura5000 acessosMusos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!5000 acessosMarilyn Manson: "Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"5000 acessosExtreme: Jack Black e Jimmy Fallon recriam "More Than Words"5000 acessosIron Maiden: "É proibido imitar Bruce Dickinson"5000 acessosPurpled by Marks: as metamorfoses do Deep Purple

Sobre Carlos Frederico

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online