Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemAndre Matos sempre foi de esquerda e reprovaria governo atual, diz irmão do maestro

imagemDo Ozzy ao Slayer: veja os momentos mais metal do desenho South Park

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSyd Barrett em 1967 analisando os principais singles lançados em julho

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemDaniel Cavanagh, do Anathema, sobrevive a tentativa de suicídio

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemComo CDs e MP3s decepcionaram Jimmy Page

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"


Stamp

Black Sabbath: os 50 anos do início de (quase) tudo

Resenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Por Mateus Ribeiro
Fonte: Sou da redator da matéria
Em 13/02/20

O ano era 1970. O mês, fevereiro. O dia, uma sexta-feira. Mas não era uma sexta-feira qualquer, afinal de contas, era dia 13, o que resultava em um dia que na crendice popular significa um diz de azar. Porém, aquela sexta-feira 13 representou um dia de sorte para a comunidade headbanger, que basicamente, nasceu naquele longínquo dia, que está prestes a completar cinquenta anos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O referido 13 de fevereiro de 1970 é extremamente importante para a música pesada por uma única razão: essa foi a data de lançamento do primeiro disco do Black Sabbath, que por sinal leva o nome da banda.

Antes de qualquer coisa, é importante ressaltar que já existiam bandas que faziam rock and roll na época, sendo que algumas já ultrapassavam barreiras, caso do Led Zeppelin. Porém, foi com "Black Sabbath" (o disco) que o mundo ouviu pela primeira vez algo tão obscuro, doentio e macabro quanto "Black Sabbath" (a música) a faixa que abre o disco. Sua introdução com o barulho de chuva se revezando com os sinos, já é o suficiente para deixar assutado até mesmo o mais tranquilo dos ouvintes. A coisa fica ainda mais bruta com o riff da música, digno de terror. Os seis minutos de "Black Sabbath" mostraram ao mundo o nascimento do que hoje consideramos heavy metal (e por consequência, o doom, o stoner e mais uma dezena de estilos provenientes da genialidade de Tony Iommi, Ozzy Osbourne, Geezer Butler e Bill Ward).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco, fundamental em qualquer coleção, apresenta outros grandes temas, com destaque para "The Wizard", "N.I.B." e "Behind The Wall Of Sleep".

Todas as músicas do disco carregam uma aura pesada, mas nada, absolutamente nada chega perto do efeito causado pela enigmática capa, que faria até mesmo Zé do Caixão ou Toninho do Diabo sentirem um pouco de medo.

Apesar de não ter sido exatamente um sucesso na época de seu lançamento, o disco tem um valos inestimável para a música pesada, já que aqueles quatro rapazes (que dali em diante, começaram a ficar bem loucos) ajudaram a pavimentar o caminho para um número gigantesco de bandas e artistas que apareceriam anos depois.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O que veio depois de "Black Sabbath" é historia. Os aclamados lançamentos futuros da própria banda ("Paranoid", "Master Of Reality", "Vol. 4", "Sabbath Bloody Sabbath" e "Sabotage") formam um belíssimo manual de instruções para entender todo o desenvolvimento da música pesada.

Se você ouve heavy metal atualmente, deve muito para esses quatro senhores, que há exatamente 50 anos, resolveram confrontar o mundo com doses cavalares de rebeldia, loucura e peso. É inegável a importância deste disco em quase tudo o que conhecemos hoje. Portanto, se você está ouvindo qualquer coisa relacionada ao heavy metal, acenda uma vela, aperte o play e celebre os 50 anos desse disco que tanto mudou o mundo da música.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Outras resenhas de Black Sabbath - Black Sabbath

imagemResenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Resenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Resenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Resenha - Black Sabbath - Black Sabbath

imagemResenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Resenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Resenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Black Sabbath - Como nasceu a maior banda de Metal da História (vídeo)


Black Sabbath: $60.000 para fazer o Vol. 4 e $75.000 em cocaína



Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.

Mais matérias de Mateus Ribeiro.