Black Sabbath: os 50 anos do início de (quase) tudo

Resenha - Black Sabbath - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro, Fonte: Sou da redator da matéria
Enviar correções  |  Ver Acessos

O ano era 1970. O mês, fevereiro. O dia, uma sexta-feira. Mas não era uma sexta-feira qualquer, afinal de contas, era dia 13, o que resultava em um dia que na crendice popular significa um diz de azar. Porém, aquela sexta-feira 13 representou um dia de sorte para a comunidade headbanger, que basicamente, nasceu naquele longínquo dia, que está prestes a completar cinquenta anos.

Black Sabbath: parceiro de Bill Ward, Iommi não queria banda com Ozzy e GeezerSlash: Saul Hudson explica qual a origem de seu apelido

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O referido 13 de fevereiro de 1970 é extremamente importante para a música pesada por uma única razão: essa foi a data de lançamento do primeiro disco do Black Sabbath, que por sinal leva o nome da banda.

Antes de qualquer coisa, é importante ressaltar que já existiam bandas que faziam rock and roll na época, sendo que algumas já ultrapassavam barreiras, caso do Led Zeppelin. Porém, foi com "Black Sabbath" (o disco) que o mundo ouviu pela primeira vez algo tão obscuro, doentio e macabro quanto "Black Sabbath" (a música) a faixa que abre o disco. Sua introdução com o barulho de chuva se revezando com os sinos, já é o suficiente para deixar assutado até mesmo o mais tranquilo dos ouvintes. A coisa fica ainda mais bruta com o riff da música, digno de terror. Os seis minutos de "Black Sabbath" mostraram ao mundo o nascimento do que hoje consideramos heavy metal (e por consequência, o doom, o stoner e mais uma dezena de estilos provenientes da genialidade de Tony Iommi, Ozzy Osbourne, Geezer Butler e Bill Ward).

O disco, fundamental em qualquer coleção, apresenta outros grandes temas, com destaque para "The Wizard", "N.I.B." e "Behind The Wall Of Sleep".

Todas as músicas do disco carregam uma aura pesada, mas nada, absolutamente nada chega perto do efeito causado pela enigmática capa, que faria até mesmo Zé do Caixão ou Toninho do Diabo sentirem um pouco de medo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar de não ter sido exatamente um sucesso na época de seu lançamento, o disco tem um valos inestimável para a música pesada, já que aqueles quatro rapazes (que dali em diante, começaram a ficar bem loucos) ajudaram a pavimentar o caminho para um número gigantesco de bandas e artistas que apareceriam anos depois.

O que veio depois de "Black Sabbath" é historia. Os aclamados lançamentos futuros da própria banda ("Paranoid", "Master Of Reality", "Vol. 4", "Sabbath Bloody Sabbath" e "Sabotage") formam um belíssimo manual de instruções para entender todo o desenvolvimento da música pesada.

Se você ouve heavy metal atualmente, deve muito para esses quatro senhores, que há exatamente 50 anos, resolveram confrontar o mundo com doses cavalares de rebeldia, loucura e peso. É inegável a importância deste disco em quase tudo o que conhecemos hoje. Portanto, se você está ouvindo qualquer coisa relacionada ao heavy metal, acenda uma vela, aperte o play e celebre os 50 anos desse disco que tanto mudou o mundo da música.


Outras resenhas de Black Sabbath - Black Sabbath

Black Sabbath: em 13 de fevereiro de 1970, o início de tudoBlack Sabbath
Em 13 de fevereiro de 1970, o início de tudo

Black Sabbath: na Discoteca Básica Bizz por André BarcinskiBlack Sabbath: 45 anos de um dos clássicos da música pesada

Black Sabbath: A famosa estreia do quarteto britânicoBlack Sabbath
A famosa estreia do quarteto britânico

Black Sabbath: 40 anos do primeiro álbum de metal?Black Sabbath
40 anos do primeiro álbum de metal?

Resenha - Black Sabbath - Black SabbathResenha - Black Sabbath - Black Sabbath



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Black Sabbath"


Black Sabbath: parceiro de Bill Ward, Iommi não queria banda com Ozzy e GeezerBlack Sabbath
Parceiro de Bill Ward, Iommi não queria banda com Ozzy e Geezer

Black Sabbath: vídeo mostra Tony Iommi assistindo versão de She's Gone por orquestraBlack Sabbath
Vídeo mostra Tony Iommi assistindo versão de "She's Gone" por orquestra

Em 19/02/1948: nascia Tony Iommi, o patrão da coisa todaEm 19/02/1948
Nascia Tony Iommi, o patrão da coisa toda

Black Sabbath: Canal Som de Peso comenta primeiro álbum, que completa 50 anos (vídeo)

Black Sabbath: Tony Iommi diz que haxixe o ajudou a criar suas músicasBlack Sabbath
Tony Iommi diz que haxixe o ajudou a criar suas músicas

Marko Hietala: versão ao vivo oficial para "War Pigs", do Black Sabbath

Black Sabbath: mulher da capa do primeiro álbum é descoberta 50 anos depoisBlack Sabbath
Mulher da capa do primeiro álbum é descoberta 50 anos depois

Black Sabbath: bruxa da capa aparece nua em disco do QueenBlack Sabbath
Bruxa da capa aparece nua em disco do Queen

Black Sabbath: Tony Iommi queria ser baterista mas não havia espaço na casa de seus paisBlack Sabbath
Tony Iommi queria ser baterista mas não havia espaço na casa de seus pais

Black Sabbath: o que mudou na banda após deixar o nome Earth, segundo Rob HalfordBlack Sabbath
O que mudou na banda após deixar o nome Earth, segundo Rob Halford

Os heróis da música estão partindo: começou a extinçãoOs heróis da música estão partindo
Começou a extinção

Halestorm: a música que fez cada integrante buscar por um instrumentoHalestorm
A música que fez cada integrante buscar por um instrumento


Slash: Saul Hudson explica qual a origem de seu apelidoSlash
Saul Hudson explica qual a origem de seu apelido

Guns N' Roses: o Chinese Democracy que você nunca viuGuns N' Roses
O "Chinese Democracy" que você nunca viu


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

adClio336 adClioIL adClio336 adClioIL