Tradução - Accident Of Birth - Bruce Dickinson

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tradução - Accident Of Birth - Bruce Dickinson

Traduzido por Edimar B. Laureano

  | Comentários:
Imagem

The Freak

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

He rides the wave, aspiring slave
The Prince of Darkness plays his games
You're hypnotized, under failing skies
He breathes the red wind 'cross your eyes

Who leads you to the dark secret?
Who leads you to the dark secret?

Your life is lost, your soul is damned
But it feels too good to make a stand
That is bad, but this is worse
Let judgment come, you love this curse

When you look at me you're like a god
Swimming in the tide of light
Somersault into the flood
Washes you away

Who leads you to the dark secret?
Who leads you to the dark secret?

Who is your mistress
That leads you to the dark secret?
Who is your mistress
Who leads you to the dark secret?

Aberração

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Ele conduz a onda, um aspirante a escravo
O Príncipe das Trevas brinca com seus jogos
Você está hipnotizado, sob céus de veludo
Ele sopra o vento vermelho em seus olhos

Quem te levou ao segredo sombrio?
Quem te levou ao segredo sombrio?

Sua vida está perdida, sua alma amaldiçoada
Mas parece tão bom se manter firme
Ruim é ruim, mas isto é pior
Deixe o julgamento vir, você adora esta maldição

Quando olha para mim, você é como um Deus
Flutuando na maré da vida
Pulando dentro do dilúvio
Para te limpar

Quem te levou ao segredo sombrio?
Quem te levou ao segredo sombrio?

Quem é a sua mestra
Que te levou ao segredo sombrio?
Quem é a sua mestra
Quem te levou ao segredo sombrio?

Toltec 7 Arrival

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

I mean you no harm
Come closer, learn the truth
Come closer, learn the truth
Come...
Bless me, mother, for I have sinned

A Chegada do Toltec 7

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Eu quis dizer a você para não causar dano
Chegue mais perto, aprenda a verdade
Chegue mais perto, aprenda a verdade
Venha...
Venha me abençoar mãe, pois eu pequei

Star Children

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

I came for nothing before nothing began
Broke the window of existence
And became a man

No sin for fame, for fools
My star is black and burned
I turn towards the light
I suck your souls into my might

We are star children
Coming out of nowhere and to nowhere return
Star children - a hundred million souls
sucked out in one breath

I shiver at the threshold of your waking hour
The knowledge that you seek
Is my source of power

I live apart from you
But I know the things you do
No angel can save you, how?
You don't need a god
'Cause I'm here now

I'm star children
Coming out of nowhere and to nowhere return
Star children - a hundred million souls
sucked out in one breath

Do I fulfill your deepest need?
The prophecy...
I am the ruler that you seek
So come to me
Come to me

We are star children
Coming out of nowhere and to nowhere return
Star children - a hundred million souls
sucked out in one breath
Star children - I'm the ruler of existence
in your space and time
Star children
To penetrate your future is my only crime
Star...

Filhos das Estrelas

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Eu vim do nada antes que o nada existisse
Rompi a janela da existência
E me tornei um homem

Não simpatizo com os idiotas
Minha estrela é negra e queimada
Me inclino em direção a luz
Eu sugo suas almas para dentro do meu poder

Nós somos Filhos das Estrelas
Saindo de lugar nenhum e para lá retornando
Filhos da Estrelas, cem milhões de almas
sugadas com um só fôlego

Eu estremeço na porta na sua hora de acordar
O conhecimento que você busca
É minha fonte de poder

Vivo separado de você
Mas sei as coisas que você faz
Nenhum anjo pode te salvar, como pode?
Você não precisa de um Deus
Pois estou aqui agora

Eu sou Filho das Estrelas
Saindo de lugar nenhum e para lá retornando
Filho das Estrelas, um milhão de almas
aspiradas de uma vez

Posso completar sua profunda necessidade?
A profecia...
Eu sou o soberano que você busca
Então venha pra mim
Venha pra mim...

Somos Filhos das Estrelas
Saindo de lugar nenhum e para lá retornando
Filho das Estrelas, um milhão de almas
aspiradas de uma vez
Filho das estrelas - sou o senhor da existência
em seu tempo e espaço
Filho das estrelas
Penetrar em seu futuro é meu único crime
Estrela...

Taking The Queen

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Who stole your heartbeat in the night?
The acolytes fearful in the flickering light
They hold a mirror
To catch the breath from your mouth
But your breath was stolen
By the wind from the south

Another winter's tale is done
Your immortal lover is gone
The chalice stolen from her hand
Eternal life at her command
Now all that she rules must see...

The howling shriek of death in your eyes
Whole court and the beast enter your room
The gold will turn to rust
Your empire follows you into your tomb

The wraiths of night caress
And whisper softly now
"We are the dead"
They bear your life away
They tear your heart in two
They've taken the queen

To some better place, so they think
As the flame burns low

Now the flame burns higher
And it purifies the love that died
And scared rats closed in alive
Back to the earth, sealing the tomb

Our skeletons rise through the veil of blood
Who summons us now from our graves?
"We are the dead"
The shriek of death in your eyes
Whole court and the beast enter your room
The wraiths of night caress
And whisper softly now
"We are the dead"

They bear your life away
They've torn your heart in two
They've taken the queen

Levaram a Rainha

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Quem roubou sua emoção nesta noite?
Os coroinhas cheios de medo na luz cintilante
Eles seguraram um espelho
Para capturar o sopro de sua boca
Mas seu sopro foi roubado
Pelo vento do sul

Mais um conto de inverno está acabado
Seu amor imortal, se foi
O cálice roubado de sua mão
A vida eterna a seu comando
E agora tudo que ela governava deve adormecer

O poderoso grito da morte em seus olhos
O Senhor e a Besta entram em seu quarto
O ouro vai enferrujar
Seu império vai te seguir, na sua tumba

As aparições carinhosas noturnas
E os sussurros suaves agora
"Nós somos os mortos"
Eles jogam sua vida fora
Rasgam seu coração em dois
Eles levaram a rainha

Para algum lugar melhor, eles acham
Enquanto a chama arde fracamente

Agora a chama queima mais alto
E purifica o amor que morreu
Uma pedra rola fechando em uma vida
De volta a Terra, selando o túmulo

Nossos esqueletos levantam pela veia de sangue
Quem nos chamou agora de nossas sepulturas?
"Nós somos os mortos"
O grito da morte em seus olhos
O Senhor e a Besta entram em seu quarto
As aparições carinhosas noturnas
E os sussurros suaves agora
"Nós somos os mortos"

Eles jogaram sua vida fora
Rasgaram seu coração em dois
Eles levaram a rainha

Darkside Of Aquarius

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

The first hellrider came
On wings a-plenty in the dark
Hauled out his poison
And he blew away his mark
The fascist from the east is coming
Mothers, hide your sons

The second hellrider came
From flaming seas and molten sands
Half his play in Hell's commands
Hauled out his poison
With his promises of promised lands
Glad, good times of lying leaders

Here come the riders
As the wheel of time is running out of time

The third hellrider came
Teaching brothers to kill brother man
And the fourth hellrider waits
On an acid trail for an acid world
Walls of old religions' fools
And superstitious men
Throws some scary Tarot cards and...

Here come the riders
As the wheel of time is running out of time
Here come the riders
As the weird illusion's stepping out to light
The Darkside of Aquarius
Has robbed us of our souls and minds
Here come the riders
As the wheel of time is running out of time

From the star-lit sky on a silver sea
A lonely silver surfer
Comes to push the wheel for me

Gotta move, gotta move
Gotta move that wheel right 'round
Gotta move, gotta move
Gotta move that wheel right 'round
Gotta move, gotta move
Gotta move that wheel around

Gotta push the wheel of time around
Push the wheel of time around
Push the wheel of time around
Push the wheel right 'round, right now (yeah)

O Lado Negro de Aquarius

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

O primeiro cavaleiro do inferno chega
Em asas de fartura no escuro
Derrama seu veneno
Enquanto deixa sua marca
Os fascistas do leste estão chegando
Mães, escondam seus filhos

O segundo cavaleiro do inferno chega
De mares ardentes e areias escaldantes
O flautista toca a mando do inferno
Derrama seu veneno
Com suas promessas de terras prometidas
Enegrecendo as línguas dos líderes mentirosos

Aqui vão os cavaleiros
Enquanto a roda do Dharma está fora de seu compasso

O terceiro cavaleiro do inferno chega
Ensinando irmãos a se matarem
E o quarto cavaleiro aguarda
Com um viagem picante para um mundo picante
Guerras de velhos idiotas religiosos
E homens supersticiosos
Jogue algumas assustadoras cartas de Tarô

Aqui vão os cavaleiros
Enquanto a roda do Dharma está fora de seu compasso
Aqui vão os cavaleiros
Enquanto a revolução está seguindo a sua linha
O lado negro de Aquarius
Tem roubado nossas almas e mentes
Aqui vão os cavaleiros
Enquanto a roda do Dharma está fora de seu compasso

Do céu iluminado, em um mar de prata
Um solitário surfista prateado
Chega para impulsionar a roda pra mim

Tem que girar, tem que girar
Tem que impulsionar esta roda direito
Tem que girar, tem que girar
Tem que impulsionar esta roda direito
Tem que girar, tem que girar
Tem que impulsionar esta roda direito

Tem que impulsionar esta roda do tempo direito
Empurrar a roda do tempo direito
Empurrar a roda do tempo direito
Tem que impulsionar esta roda do tempo direito

Road To Hell

(Bruce Dickinson / Adrian Smith)

Slowly bleeding
Watch the vortex feeding
Like a swirling vulture on your face
Every hour the unseen rays devour
Your screaming eyes
Cry out but they are blind

Father, forgive me my sins
Give me the nails, I'll hammer them in

The road to hell is full of good intentions
Say farewell, we may never meet again
The road to hell is full of good intentions
Get on the left-hand highway
With no sinister regrets

Brave new world of secret fantasy
That hovers just beyond your bloody grasp
Close enough to thrill, the danger of the kill
Price for failure of your will

Father, forgive us our sins
'Cause we're all the junkies who never can win

The road to hell is full of good intentions
Say farewell, we may never meet again
The road to hell is full of good intentions
Down the left-hand highway
With no sinister regrets

Father, forgive me my sins
Give me the nails, I'll hammer them in

The road to hell is full of good intentions
Parody of hope is the one that I must kill
We all have to live with our family inventions
Down the left-hand highway
With no sinister regrets

The road to hell is full of good intentions
Say farewell, we may never meet again
The road to hell is full of good intentions
Down the left-hand highway
With no sinister regrets

Estrada Para o Inferno

(Bruce Dickinson / Adrian Smith)

Sangrando lentamente
Observe o turbilhão se alimentando
Como um abutre que circunda em seu rosto
Cada hora, os raios invisíveis devoram
Seus olhos lacrimejantes
Choram mas estão vendados

Pai, perdoe meus pecados
Me dê os pregos, eu vou martelá-los

A estrada para o inferno está cheia de boas intenções
Diga adeus, podemos nunca mais nos encontrar
A estrada par a o inferno está cheia de boas intenções
Descendo a faixa esquerda da auto-estrada
Sem se arrepender

Admirável mundo novo de fantasia secreta
Que revolta além de seu alcance sanguinário
Perto o bastante para tremer, o perigo da matança
É o preço pela falha de sua vontade

Pai, perdoe nossos pecados
Pois somos todos drogados e nunca poderemos vencer

A estrada para o inferno está cheia de boas intenções
Diga adeus, podemos nunca mais nos encontrar
A estrada para o inferno está cheia de boas intenções
Descendo a faixa esquerda da auto-estrada
Sem se arrepender

Pai, perdoe meus pecados
Me dê os pregos, eu vou martelá-los

A estrada para o inferno está cheia de boas intenções
Uma paródia da esperança é a única que devo matar
Nós temos que viver com nossas invenções familiares
Descendo a faixa esquerda da auto-estrada
Sem se arrepender

A estrada para o inferno está cheia de boas intenções
Diga adeus, podemos nunca mais nos encontrar
A estrada para o inferno está cheia de boas intenções
Descendo a faixa esquerda da auto-estrada
Sem se arrepender

Man Of Sorrows

(Bruce Dickinson)

Here, in a church
A small boy is kneeling
He prays to a god he does not know
He cannot feel
All of his sins of childhood
He will remember
He will not cry, tears he will not cry

Man of sorrows, I won't see your face
Man of sorrows, you left without a trace
His small boy wonders, what was it all about?
Is your journey over - has it just begun?

Vision of a new world from the ashes of the old
"Do what thou wilt!"
He screams from his cursed soul
A tortured seer, a prophet of our emptiness
Wondering why, wondering why...

Man of sorrows, I won't see your face
(I won't see your face)
Man of sorrows, you left without a trace
His small boy wonders, what was it all about?
Is your journey over - has it just begun?

A man of sorrows, wrecked
With thoughts that dare not speak their name
Trapped inside a body
Made to feel only guilt and shame
His anger all his life
"I hate myself!", he cried
"Do what thou wilt!"
"Do what thou wilt!", he cried

Man of sorrows
I won't see your face (I won't see your face)
Man of sorrows
You left without a trace (left without a trace)
His small boy wonders, what was it all about?
Is your journey over - has it just begun?

Man of sorrows
I won't see your face (I won't see your face)
Man of sorrows
You left without a trace (left without a trace)
His small boy wonders, what was it all about?
Is your journey over - has it just begun?
Has it just begun?

Homem Sofredor

(Bruce Dickinson)

Aqui em uma igreja
Um pequeno garoto está ajoelhado
Ele ora para um Deus que ele não conhece
Que não pode sentir
Todos seus pecados da infância
Ele vai se recordar
Não vai chorar, lágrimas ele não vai chorar

Homem sofredor, não posso ver seu rosto
Homem sofredor, você saiu sem deixar rastro
Um pequeno garoto pergunta, o que foi isto tudo?
Sua jornada acabou? Ou apenas começou?

Visões de um mundo novo vindo das cinzas do velho
"Faças o que tu quiseres"
Ele gritou de sua amaldiçoada alma
Um visionário torturado, um profeta de nosso vazio
Perguntando por que, Perguntando por que

Homem sofredor, não posso ver seu rosto
(Não posso ver seu rosto)
Homem sofredor, você saiu sem deixar rastro
Um pequeno garoto pergunta, o que foi isto tudo?
Sua jornada acabou? Ou apenas começou?

Um homem sofredor
Contestado com pensamentos que ele não ousa falar
Preso dentro de um corpo
Feito para sentir só a culpa e a vergonha
Seu ódio por toda a vida.
"Eu me odeio", ele grita
"Faça o que quiseres"
"Faça o que quiseres", ele grita

Homem sofredor
Não posso ver seu rosto (não posso ver seu rosto)
Homem sofredor
Você saiu sem deixar rastro (sem deixar rastros)
O pequeno garoto pergunta, o que foi isto tudo?
Sua jornada acabou? Ou apenas começou?

Homem sofredor
Não posso ver seu rosto (não posso ver seu rosto)
Homem sofredor
Você saiu sem deixar rastro (sem deixar rastros)
O pequeno garoto pergunta, o que foi isto tudo?
Sua jornada acabou? Ou apenas começou?
Ou apenas começou?

Accident Of Birth

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Journey back to the dark side
Back into the womb
Back to where the spirits move
Like vapor from the tomb
The center of the cyclone, blowing out the sun
Break the shackles of your union to the light

I might've had a brother
A service board, they dragged him under
To the other side of twilight
He's waiting for me now

Not even tea was lost on me
I didn't ask, I couldn't see
What created me
What and where and how

CHORUS
Welcome home - it's been too long, missed you
Welcome home - we've opened up the gates
Welcome home - to your brothers and sisters
Welcome home - to an accident of birth

Feel our bodies breathing
As you try to stop believing
There's nothing you can do
About your shadows
You can fight us
You’re like us and your body will betray you
Lay down and die like all the others

Where are the angels
And their wings of freedom?
Jesus had his day off
When they pulled you through...

Chorus

Vision's growing dim
As the daylight fades away
I'm spinning, twisting, black
Well, it's your dying day

Chorus

Acidente do Nascimento *

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Jornada de volta pra o lado negro
De volta para o útero
De volta de onde os espíritos se movem
Como vapor vindo do túmulo
O centro do ciclone, apagando o sol
Rompe as correntes de sua união com a luz

Eu podia ter tido um irmão
Que quando nasci, eles o arrastaram pra baixo
Para o outro lado do crepúsculo
Ele está me esperando agora

Natividade foi perdida em mim
Não questionei, não podia ver
O que me criou ?
O que, onde e como?

REFRÃO
Bem vindo ao lar - já faz tempo, sentimos sua falta
Bem vindo ao lar - abrimos os portões
Bem vindo ao lar - para seus irmãos e irmãs
Bem vindo ao lar - para um Acidente do Nascimento

Sinta seu corpo respirar
Enquanto tenta parar de acreditar
Não há nada que você possa fazer
Quanto as suas sombras
Você pode lutar conosco
Você é como nós e seu corpo vai te denunciar
Deite-se e morra como todos os outros

Onde estão os anjos
E suas asas da liberdade?
Jesus teve sua desforra
Quando eles te arrancaram

Refrão

Visões turvas estão aumentando
Enquanto a luz do dia desaparece
Um grandioso, buraco negro contorcido
É o dia de sua morte

Refrão

* Esta música retrata o nascimento de Bruce Dickinson. Sua mãe era muito nova quando engravidou dele e tentou abortar mas não conseguiu. Portanto o "Acidente do Nascimento" do qual fala a música é a visão de Bruce quando tentavam abortá-lo mas ocorreu um acidente: ele acabou nascendo.

Magician

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

I am the teacher, come to reach ya
Take the old words back to you
You were lost, but I found you
And it's your choice what to do
I've learned a few things
As I've traveled through the years

Through the door of evermore...

I came through fire, came through water
Through the oily serpent's kiss
Climbed the mountain, chased the dragon
Thrown myself in the abyss
Do I make myself a million trillion now?

'Cause I've been around you
And I'm glad I found you...

I am the living flame
And I teach the holy games
Teach the secret of the dance
Throw the future in the ruins
Kick the sand and save the space
I'll put Jesus in his place
Shaman or priest, it's all the same
The Magician is my name

(woah-oh-oh, oh-oh)
The Magician is my name
(woah-oh-oh, oh-oh)
The Magician is my name
(woah-oh-oh, oh-oh)
The Magician is my name
(oh-oh)
And magic is my game

Now I know you, and you know me
We have secrets we can share
We can build a new tomorrow
From the trash of yesterday

It won't be the last time
And I'm glad I found you...

I am the living flame
And I teach the holy games
Teach the secret of the dance
Throw the future in the ruins
Kick the sand and save the space
I'll put Jesus in his place
Shaman or priest, it's all the same
The Magician is my name

The Magician is my name

O Mago

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Sou o professor, venha para alcançar
Pegue as velhas tradições de volta para você
Você estava perdido, mas eu te encontrei
E a escolha é sua do que fazer
Eu aprendi muitas coisas
Enquanto viajei através dos anos

Através da porta da eternidade...

Eu vim através do fogo, vim através da água
Através do oleoso beijo da serpente
Escalei a montanha, cacei o dragão
Me joguei dentro do abismo
Estou parecendo familiar pra você agora?

Pois tenho estado por perto
E estou contente de ter te encontrado...

Eu sou a chama viva
E ensino os jogos sagrados
Ensino o segredo da dança
Jogo o futuro nas cartas
Chuto areia no rosto de satã
Vou colocar Jesus em seu lugar
Sacerdotes ou padres, é tudo a mesma coisa
O Mago é o meu nome

(woah-oh-oh, oh-oh)
O Mago é o meu nome
(woah-oh-oh, oh-oh)
O Mago é o meu nome
(woah-oh-oh, oh-oh)
O Mago é o meu nome
(oh-oh)
E a mágica é o meu jogo

Agora que te conheço e você me conhece
Temos segredos que podemos dividir
Podemos construir um novo amanhã
A partir do lixo do passado

E não será a última vez
E estou contente por ter te encontrado...

Eu sou a chama viva
E ensino os jogos sagrados
Ensino o segredo da dança
Jogo o futuro nas cartas
Chuto areia no rosto de satã
Vou colocar Jesus em seu lugar
Sacerdotes ou padres, é tudo a mesma coisa
O Mago é o meu nome

O Mago é o meu nome

Welcome To The Pit

(Bruce Dickinson / Adrian Smith)

You come on down to the pit
Come on down to where the vipers spit
I've been waiting for you down here

Cover your eyes
With the velvet hands of darkness
Cover your eyes
With the velvet hands of darkness

I don't even know your name
You won't even see my face
But you choose to play my games
Welcome to the hard place

I'll bring you back from the brink
Are you surprised
In every way that you like it?
Are you surprised that you want it?
(ha-ha-ha-ha-ha!)

Cover your lips
With the wicked tongue of silence
Cover your lips
With the wicked tongue of silence

I don't even know your name
You won't even see my face
But you choose to play my games
Welcome to the hard place

Back to back, you ride the snake
You feel it strike, you feel it bite ya...

Cover your eyes
With the velvet hands of darkness
Cover your lips
With the wicked tongue of silence

I don't even know your name
You won't even see my face
But you choose to play my games
Welcome to the hard place

I don't even know your name
You won't even see my face
But you choose to play my games
Now you can feel the hard, the hard...
Place...

Bem Vindo ao Poço

(Bruce Dickinson / Adrian Smith)

Você desceu ao fundo do poço
Desceu onde as víboras jorram seu veneno
Eu estava te esperando aqui embaixo

Cubra seus olhos
Com as mãos leves da escuridão
Cubra seus olhos
Com as mãos leves da escuridão

Eu nem sei qual o seu nome
Você nem mesmo viu meu rosto
Mas escolheu jogar meus jogos
Bem vindo ao lugar difícil

Eu te trouxe de volta da beirada
Você se surpreendeu
Com cada maneira que gostou?
Você se surpreendeu com o que queria?
(ha-ha-ha-ha-ha!)

Cubra seus lábios
Com a incômoda língua do silêncio
Cubra seus lábios
Com a incômoda língua do silêncio

Eu nem sei qual o seu nome
Você nem mesmo viu meu rosto
Mas escolheu jogar meus jogos
Bem vindo ao lugar difícil

Costas com costas, você guia a cobra
Você sente o golpe, você sente a picada

Cubra seus olhos
Com as mãos leves da escuridão
Cubra seus lábios
Com a incômoda língua do silêncio

Eu nem sei qual o seu nome
Você nem mesmo viu meu rosto
Mas escolheu jogar meus jogos
Bem vindo ao lugar difícil

Eu nem sei qual o seu nome
Você nem mesmo viu meu rosto
Mas escolheu jogar meus jogos
Agora você pode sentir o difícil, o lugar difícil
Lugar...

The Ghost Of Cain

(Bruce Dickinson / Adrian Smith)

In your hour of darkness be not afraid
As the moonlight shivers on your grave
Come back to find you here
Save you from the danger
Come back to lead you home
From the hooded stranger

Conjuring the ghost of Cain
He won't let you fall again
Return your soul to sleep again
By conjuring the ghost of Cain

Cross a cork with silver
Won’t save you now
You must pay the ferryman
Pay him somehow
There's only one place left
To take you across the river
You'll never know who saved you
The angel who delivered

Conjuring the ghost of Cain
He won't let you fall again
Return your soul to sleep again
By conjuring the ghost of Cain

A streamer from the sun
Fire round your heart
The earth gives up its dead
The brothers are apart

Conjuring the ghost of Cain
He won't let you fall again
Return your soul to sleep again
By conjuring the ghost of Cain

Conjuring the ghost of Cain
He won't let you fall again
Return your soul to sleep again
By conjuring the ghost of Cain

O Fantasma de Cain

(Bruce Dickinson / Adrian Smith)

Em sua hora de escuridão, não seja medroso
Enquanto o luar treme em sua sepultura
Volte para te encontrar aqui
Salve-se do perigo
Volte para te levar para casa
Do estranho encoberto

Implorando ao Fantasma de Cain
Ele não vai deixar você cair de novo
Retorne sua alma a adormecer novamente
Implorando ao Fantasma de Cain

Cruze uma rolha com prata
Não poderei salvá-lo agora
Você deve pagar o balseiro
Pague-o de alguma forma
Só há um lugar que resta
Para levar você ao cruzar o rio
Você nunca vai saber quem te salvou
O anjo que te entregou

Implorando ao Fantasma de Cain
Ele não vai deixar você cair de novo
Retorne sua alma a adormecer novamente
Implorando ao Fantasma de Cain

Uma bandeira do sol
Fogo em volta de seu coração
A Terra entrega seus mortos
Os irmãos são separados

Implorando ao Fantasma de Cain
Ele não vai deixar você cair de novo
Retorne sua alma a adormecer novamente
Implorando ao Fantasma de Cain

Implorando ao Fantasma de Cain
Ele não vai deixar você cair de novo
Retorne sua alma a adormecer novamente
Implorando ao Fantasma de Cain

Omega

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

The ashes drift away
Smoke of our confusion
We turn our frightened faces
To each other, say goodbye
Waited for the sign
Waited for the moment
Waited for the miracle to arrive
I guess they lied

Look at your future
Take a look at your burning sky
Look at your future
Look at your burning sky

The others, they have gone
Who wants to live forever
With nothing left to hold onto the past
That we once knew?
We believed in heaven
We believed in angels
With arms of purest white
To hold us, catch us when we fall

Look at your future
Take a look at your burning sky
Look at your future
Now look at your burning sky

Now it's Omega-Zero day
The red star shines its last rays
The sun that gave us life yesterday
Is now the sun that takes our lives away

Take a look at your future
Look at your burning sky
Look at your future
Look at your burning sky

Now it's Omega-Zero day
The red star shines its last rays
The sun that gave us life yesterday
Is now the sun that takes our lives away?

Now it's Omega-Zero day
The red star shines its last rays
The sun that gave us life yesterday
Is now the sun that takes our lives away?

Omega

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

As cinzas são levadas
Fumaça de nossa confusão
Nós viramos nossos rostos assustados
Um para o outro, dizemos adeus
Esperado pelo sinal
Esperado pelo momento
Esperado pelo milagre chegar
Acho que mentiram

Cuide de seu futuro
Dê uma olhada em seu céu ardente
Cuide de seu futuro
Cuide do céu ardente

Os outros, eles se foram
Quem quer viver pra sempre
Com mais nada nos prendendo ao passado
Que uma vez conhecemos
Nós acreditamos no paraíso
Acreditamos nos anjos
Com a brancura e a pureza de seus braços
Para nos segurar, nos pegar quando cairmos

Cuide de seu futuro
Dê uma olhada em seu céu ardente
Cuide de seu futuro
Cuide do céu ardente

Agora é o dia ômega zero
A estrela vermelha irradia seus últimos raios
O sol que nos deu vida ontem
É o mesmo sol que leva nossas vidas embora

Cuide de seu futuro
Dê uma olhada em seu céu ardente
Cuide de seu futuro
Cuide do céu ardente

Agora é o dia Omega zero
A estrela vermelha irradia seus últimos raios
O sol que nos deu vida ontem
É o mesmo sol que leva nossas vidas embora?

Agora é o dia Omega zero
A estrela vermelha irradia seus últimos raios
O sol que nos deu vida ontem
É o mesmo sol que leva nossas vidas embora?

Arc Of Space

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

There, on a lonely desert hilltop
The pilgrims huddle closer
Waiting for a sign
The coming silver shrine
The arc of space and time

Truth, oh, the truth is never clear
Perhaps again next year
The hope lives on beneath the blazing sun
One day you'll come

In my heart I reach you
In my heart I reach out to you
In my heart I touch the face of God
In my dreams somehow...

In my heart I reach you
In my heart I reach out to you
In my heart I touch the face of God
It's all a dream...

In my heart I reach you
In my heart I reach out to you
In my heart I touch the face of God
It's all a dream, somehow...

Truth, oh, the truth is never clear
Perhaps again next year
The hope lives on beneath the blazing sun
One day you'll come

Arco do Espaço

(Bruce Dickinson / Roy Z.)

Lá, em uma deserta e solitária colina
Os peregrinos se acomodam
Esperando por um sinal
A chegada do santuário de prata
O arco do espaço e do tempo

Verdade, a verdade nunca está clara
Talvez novamente no próximo ano
A esperança continua debaixo do sol escaldante
Um dia você virá

Em meu coração, eu te alcanço
Em meu coração, eu me estendo pra você
Em meu coração, eu toco o rosto de Deus
Em meus sonhos de alguma forma..

Em meu coração, eu te alcanço
Em meu coração, eu me estendo pra você
Em meu coração, eu toco o rosto de Deus
É tudo um sonho...

Em meu coração, eu te alcanço
Em meu coração, eu me estendo pra você
Em meu coração, eu toco o rosto de Deus
É tudo um sonho de alguma forma...

Verdade, a verdade nunca está clara
Talvez novamente no próximo ano
A esperança continua debaixo do sol escaldante
Um dia você virá









Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Traduções
Todas as matérias sobre "Bruce Dickinson"
Todas as matérias sobre "Iron Maiden"

Jon Lord: um timaço prestando tributo, veja vídeo
Separados no nascimento: Steve Harris e Bruce Campbell
Rock e metal: o outro lado das capas de discos
Iron Maiden: Steve Harris nunca gostou de "Flight of Icarus"?
1º de abril: Dois primeiros do Maiden serão regravados com Bruce
Bruce Dickinson: 450 mil dólares na maior aeronave do mundo
Iron Maiden: Gastão Moreira repassa as vindas da banda ao Brasil
Bruno Sutter: "Run To The Lepo Lepo" no Motorcycle Rock Cruise
Dj Yahel: Iron Maiden bombando numa Rave
Iron Maiden: fãs de Fortaleza ajudam crianças desnutridas
Iron Maiden: a semelhança com uma capa do Earth Wind & Fire
Bruce Dickinson: cantor pilotará jatinho em maratona beneficente
Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do Metal
Iron Maiden: Rachel Sheherazade testa conhecimentos sobre a banda
Riffs Battle: Crazy Train vs Two Minutes to Midnight: semifinais

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Edimar B. Laureano

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas