Resenha - Dragonheart (Bar Opinião, Porto Alegre, 22/06/2003)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ricardo Finocchiaro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Fotos por Roberto Scliar (www.scliar.org)

Vou contar o que aconteceu no último domingo, dia 22 de junho de 2003. Tivemos a reunião, no Bar Opinião, dos 200 ‘headbangers’ mais famintos por metal de Porto Alegre. Sim, neste domingo apenas presenciaram os shows de Magician, Scelerata e Dragonheart duas centenas de pessoas, o quê, para um lugar que comporta dois mil presentes, é quase um ensaio de garagem. Mas o que chamou mesmo a atenção foi a vontade dessas pessoas de curtirem heavy metal. Em todos os três shows da noite a empolgação foi algo tão constante quanto os riffs endiabrados das guitarras.

Às 22h quando começou a ser tocada a introdução que antecede a música “My Paradise” da Scelerata (www.scelerata.com) o público já se animou com este que seria o primeiro show da noite. O próprio nome já resume o estilo do grupo: “acelerado”. E é assim que soam as composições do Scelerata, riffs marcantes e refrões grudentos, daqueles que a galera não esquece. Já na terceira música vem o primeiro cover da noite, “Carry On” do Angra, já criando identificação com o público. Não tem como não citar ainda a excelente composição da banda, “Rock of Heart”, deixando claro o seu potencial para hits. O Scelerata ainda tocou dois outros covers: “Loud and Clear” do Racer X e “Run to the Hills” do Iron Maiden, que encerrou o show do grupo.

Na seqüência sobe no palco a Magician (www.magician.com.br), banda esta que reserva uma surpresa para o próximo mês de setembro (fiquem ligados). Abrem com a já muito executada em festas e shows de metal de Porto Alegre “Prime Evil”. A cada apresentação dessa banda, parece que ficam melhores. A sintonia do grupo e a força com que seus acordes fluem através dos ouvidos é impressionante. Magician também mostrou o seu poderio para temas próprios nas suas novas composições “Sandstorm” e “Underworld Terror”, não sendo mais uma daquelas bandas que atraem o público apenas pelos seus covers. Falando em cover, detonaram as já conhecidas em seus shows “Reach out for the Light” do Avantasia e “Eagle Fly Free” do Helloween.

Por fim, os headliners da noite e razão de toda a movimentação dos camisas pretas que foram ao Opinião: Dragonheart (www.dragonheart.com.br). Simplesmente explodiram o local. Poucos conhecem o som desse grupo de Curitiba, mas nem era necessário. Ao abrirem com a faixa que dá nome ao novo CD da banda “Throne of the Alliance” o público já ficou sabendo que se tratava realmente de um novo petardo do metal brazuca. Com influências gritantes de Grave Digger, Running Wild e Blind Guardian, o quarteto paranaense conquista a todos com suas guitarras pesadas e um impressionante trio de vozes. Nada de samplers ou efeitos sonoros, é tudo ao vivo, com os vocais alternando-se ou cantando ao mesmo tempo. A presença de palco também deve ser lembrada; constantes intervenções e agradecimentos ao público deixaram com que o show ficasse mais intimista e aproximou os presentes. Presentes estes que foram à loucura com a muitíssimo bem recebida “Into the Storm” do grupo alemão Blind Guardian.

O grupo fechou seu primeiro set com a música que em breve receberá um videoclipe - algo raro em termos de metal nacional - “The Blacksmith”. Voltaram em seguida para apresentarem mais três músicas: “Hall of the Dead Knights”, “Underdark” do primeiro cd do grupo e fecharam o show com chave de ouro com o cover “Rebellion” do já citado Grave Digger.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "DragonHeart"

Café com Ócio
Os melhores discos do Metal Nacional de 2000 a 2010

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "DragonHeart"

Dimebag Darrell
Em 1993, citando suas 12 músicas favoritas

Massacration
Saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"

Blind Faith e Scorpions
As históricas capas chave-de-cadeia

AC/DC: empresário recorda exigências inusitadas da bandaIgor Cavalera: O 1° show do Sepultura e as tretas com Sarcófago e OverdosePaul Di'Anno: vídeo de vocalista irritadíssimo com "fã"Regis Tadeu: porres, surpresas e playbacks, o último dia do RIRMegadeth: O recadinho provocante da vocalista do HuntressExodus: Dukes foi demitido em uma ligação de 20 segundos

Sobre Ricardo Finocchiaro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Ricardo Finocchiaro no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online