Matérias Mais Lidas

imagemTitãs: traído, o baterista destruiu o quarto; Paulo Ricardo viu na TV a traição

imagemPaulo Ricardo e a loucura em hotel nos anos 1980: "Eu já tinha perdido o pudor!"

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

imagemMetallica: se você achou caro o pacote do Titãs, fuja dos preços da turnê de Hetfield & Cia

imagemWandinha, da Netflix, resgata banda icônica do Rock em canção com letra sacana

imagemO curioso ritual do Fleetwood Mac antes de subir ao palco, revelado por Christine McVie

imagemGene Simmons relembra como passagem pelo Brasil levantou o Kiss em 1983

imagemMarko Hietala anuncia retorno ao mundo da música e fãs pedem volta ao Nightwish

imagemPor que Bono é odiado por muitos mas sobrevive a tanto hate? Regis Tadeu analisa

imagemMatt Sorum: ex-baterista do Guns N' Roses conta porque não deseja voltar à banda

imagemBandas de rock que lançaram poucos discos, mas continuam fazendo muito sucesso

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemIggor Cavalera diz que o metal às vezes é muito conservador

imagemKiko Zambianchi foi proibido de ir no Silvio Santos após apresentador errar seu nome


Samael Hypocrisy
Stamp

A separação dos Beatles segundo a visão de Ringo Starr

Por André Garcia
Postado em 24 de novembro de 2022

Em 1970, os Beatles finalizavam seu processo de separação quando o lançamento de "Let It Be" conflitou com o do primeiro disco solo de Paul McCartney. Ringo Starr foi o escolhido para fazer o baixista mudar de ideia — e acabou expulso de sua casa. O fato ilustra como a coisa ficou feia entre eles naquele período.

Foto: Capa Coletânea 1967-1970
Foto: Capa Coletânea 1967-1970

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em 31 de março de 1981, Ringo e sua esposa Barbara Goldbach deram uma entrevista no quintal de casa para Barbara Waters no programa 20/20. Entre outras coisas, ele falou sobre sua visão para a separação — ou o fim do sonho, como definiu seu colega e amigo John Lennon.

"[O auge dos Beatles] era maravilhoso. Nunca foi [assustador] para mim, era fabuloso! Por que abandonamos as turnês? Entre nós, como músicos (e seres humanos), percebemos que, não importava o show que fizéssemos — bom ou ruim — tínhamos a mesma reação."

Os Beatles começaram a tocar em lugares cada vez maiores em uma época onde aquele tipo de apresentação era sem precedentes, então nem sequer havia amplificadores potentes o bastante para aquilo. Dessa forma, o som que saía dos instrumentos, engolido pelo grito de milhares de jovens histéricas, não era ouvido nem mesmo no palco,

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre a separação, ele disse que "cada um tem sua própria ideia do caminho que deseja seguir, mas você não pode fazer isso quando a banda quer fazer outra coisa. Então você tem que seguir seu caminho. Agora, se nós três tocássemos no álbum de John, faríamos o que ele quisesse; se tocássemos no álbum de Paul e de George e meu... teríamos álbuns separados."

Após concordar com a colocação da apresentadora de se tratar de quatro pessoas com uma unidade que não existia mais, ele completou dizendo que "cada um de nós tinha uma ideia muito clara do que queria fazer individualmente. Por isso nos separamos."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar disso, Ringo fez questão de encerrar o assunto deixando claro que jamais deixou de amar os outros três:

"Eu nunca deixei de ser um irmão [para John, Paul e George]. Sempre me senti próximo de cada um deles, por mais que, assim como irmãos, já tivemos desavenças horríveis. Mas nem toda a briga que rolou jamais impediu o amor entre nós."

Beatles

Pioneiro, John Lennon formou o The Quarrymen em 1956 — ano do lançamento do álbum de estreia de Elvis Presley, considerado o marco zero do rock. Paul McCartney se juntou a ele em 58, George Harrison em 59. Depois de trocar de nome várias vezes, em 1960 a banda adotou o definitivo: The Beatles.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em ascensão então sem precedentes, eles conquistaram Liverpool em 62, a Inglaterra em 63 e os Estados Unidos e o mundo em 64, o ano da beatlemania. Após serem apresentados à maconha por ninguém menos que Bob Dylan, em meados da década o quarteto deu uma guinada em sua carreira, se afastando das canções pop e buscando fazer algo mais maduro.

Ao abandonar os shows ao vivo em 1966 — que, cada vez mais caóticos, chegaram a colocar a vida de seus membros em risco —, os Beatles puderam se dedicar integralmente às gravações. Com álbuns como "Revolver" (1966) e "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" (1967), eles atingiram seu auge criativo abusando de instrumentos exóticos, experimentações sonoras e inovadoras técnicas de gravação. Não é por acaso que o "Sgt. Pepper's…" está entre os álbuns mais vendidos de todos os tempos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Com o "White Album" (1968), por outro lado, eles já davam sinais de crescerem em direções diferentes, perdendo a unidade e coesão. A partir dali, cada vez mais a banda ficou pequena para os quatro. Insatisfeitos, para poderem fazer o que realmente queriam, tiveram que seguir caminhos separados após a gravação de "Abbey Road" (1969). O "Let It Be" (1970) já foi lançado como um trabalho póstumo.

Apesar de ter encerrado sua trajetória há mais de meio século, os Beatles seguem conquistando a novas gerações, e até hoje permanecem entre os nomes mais populares da música.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Summer Breeze


[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive]
[an error occurred while processing this directive]

O maior álbum de todos os tempos, na opinião do saudoso Ronnie James Dio

John Lennon sentia que seu filho Julian "queria que Paul McCartney fosse seu pai"

Ringo Starr recorda assédio a Yoko Ono após assassinato de John Lennon

Por que Kiko Zambianchi rejeitou próprio sucesso mesmo após elogio de Paul McCartney?

Beatles: O motivo pelo qual Ringo era "ruim", segundo George Harrison

A separação dos Beatles segundo a visão de Ringo Starr

Cinco capas de discos simples que ficaram marcadas para sempre

Beatles, Elvis e outras estrelas não durariam uma semana hoje, segundo Nergal

Pattie Boyd conta como superou as separações com George Harrison e Eric Clapton

Cinco músicas lançadas há mais de 50 anos que continuam fazendo sucesso

Eddie Vedder diz que tomar soco de Paul McCartney foi "um grande momento"

Beatles: Ringo Starr revela as últimas palavras que ouviu de George Harrison

Bandas que duraram pouco tempo, mas ficaram marcadas para sempre

Beatles: Paul McCartney confessa ter se perdoado após o documentário Get Back

Tentativa de parceria entre John Lennon e Paul Simon acabou em gritaria

Phil Collins: McCartney foi tirar satisfação com o ex-Genesis

Qual deveria ter sido o título do filme "Help"?

10QualquerCoisa: Músicas acusadas de Plágio - Parte 1

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos

Bruce Dickinson: ele revela os três vocalistas que nunca vai conseguir superar


Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.

Mais matérias de André Garcia.